Mensagens

A Adoração De Maria ---
A Armadura de Deus ---
A Dificuldade De Seguir A Cristo ---
A Fidelidade De Deus ---
A Palavra ---
A Paz de Deus ---
Aflição ---
Amor ---
Ano Novo ---
Ansiedade ---
Arrependimento ---
Bom Dia ---
Casamento E Divórcio ---
Cego E Surdo ---
Como Viver? ---
Doença ---
Envergonhado Do Evangelho ---
---
Halloween ---
Incapacitado Por Seus Pensamentos ---
Inquietação ---
Ira ---
Ira, Justica, Paz e Alegria ---
Jesus O Sumo Sacerdote ---
Maria ---
Medo ---
Movimento Gay ---
Natal ---
O Fim Do Mundo ---
O Mal Que Ronda A Igreja ---
O Novo Nascimento ---
O Pecado Na Igreja ---
O Tempo De Deus ---
O Verdadeiro Sentido Da Páscoa ---
Obediência ---
Onde Estão Os Nossos Olhos? ---
Os Recursos Do Pai ---
Páscoa ---
Pecado ---
Perto De Deus ---
Premonição ---
Revoltado Com O Mundo? (Salmo 37) ---
Salvação ---
Se Deus não abençoar... ---
Segurança Com Deus (Salmo 91) ---
Solidão ---
Tentação ---
Vício ---
Vivendo A Vida Cristã

A Adoração De Maria

Já havíamos escrito outra mensagem falando sobre Maria, mas resolvemos colocar mais informações a respeito desse tema tão importante.
A finalidade não é de modo algum ofender a crença alheia nem antagonizar pessoas ou religiões, mas trazer à tona, ao debate, fatos reais como subsídios àqueles que buscam a verdade e que querem de coração adorar ao Pai em Espírito e em Verdade.

  1. No Concilio de Éfeso, ano 431, decidiram chamá-la "Mãe de Deus":

  2. Este absurdo completo seria negar a eternidade de Deus, como lemos em Apocalipse 22:13 Eu sou o Alfa e o Omega, o princípio e o fim, o primeiro e o derradeiro.
    Além disso, seria colocar a criatura acima de seu criador.

  3. No Concílio de Latrão, ano 649, proclamaram sua virgindade:

  4. A Bíblia no entanto registrou que José não coabitou com Maria sua esposa somente até nascer Jesus. (Mateus 1:25).
    Também em Marcos 6:3, lemos: “3 Não é este o carpinteiro, filho de Maria, irmão de Tiago, de José, de Judas e de Simão? e não estão aqui entre nós suas irmãs? E escandalizavam-se dele”.
    Conhecidos cristãos como Tertuliano, Euzébio, Irineu, Epifaneo, Hegesipo, Helvidio e confirmavam que Maria teve outros filhos no seu matrimónio com José.
    Além disso também Paulo em sua primeira carta aos Coríntios 9:5, diz textualmente: "5 Não temos nós direito de levar conosco esposa crente, como também os demais apóstolos, e os irmãos do Senhor, e Cefas?"
    Afinal qual é o problema de casar-se e ter filhos? O casamento foi instituído por Deus e ter filhos é uma ordem do Criador.

  5. No Concílio Ecumênico de Nicéa, 787, foi instituído o culto à Maria:

  6. Para explicar o culto à Maria, os Jesuítas dizem que "a mulher é um grande instrumento, é a chave com a qual se entra nas famílias, pôr elas consegue-se grandes séquitos, as festas se tomam pomposas e ajudam a Igreja a manejar as plebes".
    O culto à Maria, se opõe frontalmente ao que Deus nos comanda em:

    Êxodo 20:3-5: “3 Não terás outros deuses diante de mim. 4 Não farás para ti imagem esculpida, nem figura alguma do que há em cima no céu, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. 5 Não te encurvarás diante delas, nem as servirás; porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam”.

    Deuteronômio 4:16: “16 Para que não vos corrompais, e vos façais alguma imagem esculpida na forma de qualquer figura, semelhança de homem ou mulher”.

  7. O dogma da Imaculada Conceição:

  8. Pio IX decretou essa heresia no ano 1854, estabelecendo que Maria viveu uma vida completamente livre de pecado.
    Sabemos que só Jesus viveu neste mundo sem pecado, como lemos em Hebreus 4:15: “Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado”.

  9. A assuncão de Maria:

  10. Quase cem anos depois, em 1950, baseando-se em uma lenda de 15 séculos atrás, o papa Pio XII decreta a Assunção de Maria.
    Desde então, a Igreja Católica ensina esta crença como um dogma: Maria “ao concluir o curso de sua vida terrena, foi levada em corpo e alma para a glória celestial”, mais uma vez, sem nenhum amparo bíblico.

  11. A bem conhecida reza "Ave Maria":

  12. É completamente antagônica ao que Jesus nos ensina em João 14:6: “6 Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim”.

  13. A "Nossa Senhora de Aparecida":

  14. No Brasil, em 1717, em Aparecida do Norte, José Alves, Domingos Garcia e Felipe Pedroso "pescaram" no Rio Paraíba uma imagem de Maria em dois pedaços.
    O padre Vilela não perdeu tempo e fez uma capela; queimaram-se velas, incentivaram-se crendices e surgindo então uma igreja.
    Mais engano e simulação e construíram uma basílica onde recolhem fortunas com porcentagens para bispados e Vaticano. Tamanho foi o "sucesso", que em 16 de julho de 1930 Papa Pio XI declarou a "Nossa Senhora de Aparecida", a padroeira do Brasil.

  15. O Pecado Mortal:

  16. A idolatria já chega as raias do pecado mortal, quando se ouve falar em Maria fazendo parte da Santíssima Trindade (Abyssus Abyssum invocat).

    Deus o(a) abençoe,
    Achando Paz Com Deus.



A Armadura de Deus

A Armadura de Deus (contra as forcas espirituais do mal nas regiões celestiais)

11 Vistam toda a armadura de Deus, para poderem ficar firmes contra as ciladas do Diabo,
12 pois a nossa luta não é contra seres humanos, mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais.
13 Por isso, vistam toda a armadura de Deus, para que possam resistir no dia mau e permanecer inabaláveis, depois de terem feito tudo.
14 Assim mantenham-se firmes, cingindo-se com o cinto da verdade, vestindo a couraça da justiça.
15 e tendo os pés calçados com a prontidão do evangelho da paz.
16 Além disso, usem o escudo da fé, com o qual vocês poderão apagar todas as setas inflamadas do Maligno.
17 Usem o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus.
18 Orem no Espírito em todas as ocasiões, com toda oração e súplica; tendo isso em mente, estejam atentos e perseverem na oração por todos os santos.

Efésios 6

O que Deus nos ensina aqui? O que devemos fazer?

1) Cercarmo-nos da verdade; não mentir.
2) Sermos justos em todas as questões; praticar a justiça.
3) Lutarmos sempre para que prevaleça a paz de Deus.
4) Abrigarmo-nos na fé; fé no poder, na misericórdia e no amor de Deus por nós.
5) Termos sempre em nossas mentes a certeza da nossa salvação.
6) Usarmos sempre a Palavra de Deus para lutar contra as dúvidas e o medo, que são as armas do inimigo.
7) Orarmos sempre em todas as ocasiões em espírito; orar em espírito é deixar o seu coração falar com Deus. Não tente racionalizar a sua oração, pois, como lemos em Romanos 8:

26 Da mesma forma o Espírito nos ajuda em nossa fraqueza, pois não sabemos como orar, mas o próprio Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis.
27 E aquele que sonda os corações conhece a intenção do Espírito, porque o Espírito intercede pelos santos de acordo com a vontade de Deus.

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.



A Dificuldade De Seguir A Cristo

Muitos são os motivos quer dificultam ou impedem uma pessoa de seguir a Cristo.
Relacionamos a seguir alguns deles:

1) Orgulho
Os sacerdotes na época de Jesus se gabavam de serem os doutores da lei, pessoas especiais que sabiam tudo sobre a lei de Deus e por isso não paravam para analisar os fatos, não abriam o coração para entenderem o que estava acontecendo ao seu redor.
Não admitiam que Jesus (e depois seus discípulos) fossem capazes de fazer tudo o que Dele se dizia.
Marcos 6:3: "Não é este o carpinteiro, filho de Maria, irmão de Tiago, de José, de Judas e de Simão? e não estão aqui entre nós suas irmãs? E escandalizavam-se dele".

2) Fraqueza
Julgamos a Deus por nós mesmos, esquecendo que Ele é o Senhor do Universo e pode fazer o que quiser. Nada o detém, nada pode mudar aquilo que Ele determinou antes mesmo que existíssemos.
Isaías 43:13: "Eu sou Deus; também de hoje em diante, eu o sou; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; operando eu, quem impedirá?".

3) Apego às coisas materiais
Os compromissos sociais, a vontade de mostrar que somos mais, muito mais do que na verdade somos ou podemos ser. Nossa vontade de sermos considerados acima de outros muitas vezes convence a nós mesmos de que isso é verdade.
A dificuldade de nos afastarmos dos deleites que o dinheiro ou a posição social nos trás, nos separa da abundância da vida que o Senhor tem para aqueles que o seguem, que o amam.
Mateus 19:16-23: "E eis que se aproximou dele um jovem, e lhe disse: Mestre, que bem farei para conseguir a vida eterna?
Respondeu-lhe ele: Por que me perguntas sobre o que é bom? Um só é bom; mas se é que queres entrar na vida, guarda os mandamentos.
Perguntou-lhe ele: Quais? Respondeu Jesus: Não matarás; não adulterarás; não furtarás; não dirás falso testemunho; honra a teu pai e a tua mãe; e amarás o teu próximo como a ti mesmo. Disse-lhe o jovem: Tudo isso tenho guardado; que me falta ainda? Disse-lhe Jesus: Se queres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, segue-me. Mas o jovem, ouvindo essa palavra, retirou-se triste; porque possuía muitos bens. Disse então Jesus aos seus discípulos: Em verdade vos digo que um rico dificilmente entrará no reino dos céus".

4) Ignorância da Palavra de Deus
Muitos desconhecem as promessas de Deus para os seus servos assim como os compromissos que temos que assumir diante Dele. Outros conhecem-na parcialmente e por isso tiram conclusões erradas.
Outros ainda conhecem a Palavra, mas distorcem-na, adaptam-na para torná-la mais fácil de ser seguida, sempre com o intuito de atingirem seus objetivos e não aos de Deus.
Oséias 4:6: "6 O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento".
II Timóteo 4:3: "Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo grande desejo de ouvir coisas agradáveis, ajuntarão para si mestres segundo os seus próprios desejos".
João 3:1-10: "E havia entre os fariseus um homem, chamado Nicodemos, príncipe dos judeus. Este foi ter de noite com Jesus, e disse-lhe: Rabi, bem sabemos que és Mestre, vindo de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não for com ele. Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer? Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito. Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo. O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito. Nicodemos respondeu, e disse-lhe: Como pode ser isso? Jesus respondeu, e disse-lhe: Tu és mestre de Israel, e não sabes isto?".

5) A Humildade para aceitar a vontade de Deus acima da nossa
Em diversas passagens, lemos que é preciso termos fé para recebermos aquilo que pedimos à Deus.
Isso acontece porque, a nossa fé é geralmente minada, por várias coisas que assistimos durante toda a nossa vida terrena.
São maus exemplos de pessoas que enganam aos necessitados com falsos milagres, ao olharmos para os nossos pecados pensamos que não somos dignos de receber a benção que pedimos ou talvez a pior situação, que é aquela que nos trás de volta ao passado, quando pedimos uma benção tão importante para nós e que tínhamos imaginado uma solução maravilhosa, mas que nunca recebemos.
A fé, não se resume apenas em crer que existe um Deus, que nos criou, que nos sustenta a vida, que morreu por nós para pagar os nossos pecados, que tem todo o poder para fazer qualquer coisa que possamos imaginar.
A fé é também crer na Palavra de Deus. No que Ela diz e no que nos ensina.
Jesus disse em João 10:10: "O ladrão não vem senão para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância".
Em João 14:13, lemos estas palavras de Jesus: "e tudo quanto pedirdes em meu nome, eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho".
Observem, porém que Jesus sempre foi submisso à vontade de Deus Pai.
Na noite em que foi traído, pediu três vezes ao Pai, para que se possível fosse poupado de todo o sofrimento que o esperava, como lemos em Mateus 26:39-44: "E, indo um pouco mais para diante, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se é possível, passe de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres. E, voltando para os seus discípulos, achou-os adormecidos; e disse a Pedro: Então nem uma hora pudeste velar comigo? Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca. E, indo segunda vez, orou, dizendo: Pai meu, se este cálice não pode passar de mim sem eu o beber, faça-se a tua vontade. E, voltando, achou-os outra vez adormecidos; porque os seus olhos estavam pesados. E, deixando-os de novo, foi orar pela terceira vez, dizendo as mesmas palavras".
Cremos que na maioria absoluta das vezes em que pedimos uma benção a Deus, somos atendidos além daquilo que pedimos, contudo em raríssimas vezes, por algum motivo que não alcançamos, Deus não nos atende.
Como então manter a fé de que fala Tiago, no capítulo 1 versos 5 a 7: "E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada. Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; porque o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento, e lançada de uma para outra parte. Não pense tal homem que receberá do Senhor alguma coisa".
Nós temos que pedir crendo que receberemos porque assim na verdade ocorre, exceto quando o que pedimos não esta de acordo com os planos de Deus para nós, para outras pessoas, ou para com a humanidade.
Neste caso também, porém, temos que dar glória a Deus, pois Sua vontade suprema foi feita em nossas vidas.


Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.



A Fidelidade De Deus

Durante a Guerra civil Americana, eu era cirurgião do exército dos EEUU e depois da batalha de Gettysburg haviam muitas centenas de soldados feridos em meu hospital. Dentre eles, vinte e oito estavam tão seriamente feridos que necessitavam de meus services imediatamente. Alguns cujas pernas tinham sido amputadas, alguns os braços e ainda outros, o braço e a perna. Um dos que estavam neste caso, era um rapaz que tinha estado em serviço por três meses e por ser muito jovem, foi alistado como tocador de tambor.
Quando meu assistente e um enfermeiro tentaram ministrar-lhe clorofórmio, antes da amputação, o soldado recusou-se a aceitar o medicamento e disse:"Por favor chame o médico".
Quando eu cheguei ao lado de sua cama, eu disse:"Jovem, porque você recusou o clorofórmio? Quando eu o encontrei no campo de batalha, você estava tão mal que eu achei que talvez você não suportasse, mas quando você abriu seus grandes olhos azuis eu pensei que sua mãe em algum lugar poderia estar pensando em seu filho. Eu não queria que você morresse no campo de batalha então eu ordenei que o trouxessem para cá; você perdeu muito sangue e está fraco para suportar uma operação sem o clorofórmio e deste modo acho que seria melhor você aceitar a medicação". Ele colocou sua mão sôbre a minha mão e olhando para mim disse:"Doutor, em um domingo à tarde na igreja, quando eu tinha nove anos e meio eu dei meu coração a Cristo. Desde então eu aprendi a confiar Nele e sei que posso confiar Nele agora. Ele é minha fôrça e meu estímulo. Ele me sustentará enquanto o senhor amputar meu braço e minha perna".
Eu então perguntei-lhe se ele me permitia dar-lhe um pouco de conhaque. Mais uma vez ele olhou para mim e disse:"Doutor, quando eu tinha cinco anos, minha mãe ajoelhou-se a meu lado e pondo seus braços ao redor de meu pescoço, disse:"Charlie, eu estou orando à Jesus que você nunca prove bebida alcoólica pois seu pai bebia e morreu bêbado; eu prometi a Deus, que se Ele desse vida a você, você iria alertar jovens contra abebida. "eu tenho dezessete anos e até agora nunca provei nenhuma bebida mais forte que café ou chá; da forma como estou agora, é muito provável que eu entre na presença de meu Deus: o senhor me mandaria para lá com conhaque no meu estômago?".
O modo como o rapaz me olhou, eu nunca esquecerei. Até então eu odiava a Jesus, mas eu respeitei a lealdade daquele rapaz ao seu Salvador e quando eu vi o quanto ele o amava e nele confiava até o fim, alguma coisa me tocou o coração e eu fiz por aquele rapaz o que nunca antes tinha feito por qualquer outro soldado.
Eu perguntei-lhe se ele gostaria de ver o capelão. "Sim senhor" foi a resposta.
Quando o capelão chegou, este imediatamente reconheceu o rapaz que sempre o encontrava na barraca onde se realizavam as reuniões de oração.
Tomando sua mão ele disse:"Bem Charlie, eu sinto muito por ver você nesta situação".
"Eu estou bem senhor", ele respondeu." O doutor ofereceu-me clorofórmio mas eu declinei; ele então quiz me dar conhaque o que eu também não aceitei; agora, se o meu Salvador me chamar, eu posso ir ao Seu encontro lúcido". "Você pode não morrer Charlie", disse o capelão, "mas se o Senhor o chamar, existe alguma coisa que eu possa fazer por você depois de ter partido?"
"Sim respondeu o rapaz, pegue minha pequena bíblia debaixo do meu travesseiro; nela o senhor encontrará o enderêço de minha mãe; por favor envie para ela junto com uma carta contando-lhe que desde o dia em que eu sai de casa, eu não deixei que se passasse um dia sem que eu lesse um trecho da Palavra de Deus e que diáriamente eu orava a Deus para que abençoasse minha querida mãe; não importava onde eu estivesse, em marcha, no campo de batalha, ou no hospital".
Há mais alguma coisa que eu possa fazer por você meu jovem?" perguntou o capelão.
"Sim, escreva por favor uma carta ao superintendente da escola dominical de Sand Street, Brooklyn, New York, e diga-lhe que eu nunca esqueci seus ensinamentos, orações e bons conselhos; eles tem me acompanhado durante as batalhas e agora na hora de minha morte, eu peço ao meu querido Salvador para abençoar o meu caro superintendente, isso é tudo".
Voltando-se para mim, ele disse:"Agora doutor, eu estou pronto e prometo que eu não gemerei enquanto o senhor cortar o meu braço e a minha perna, contanto que o senhor não use o clorofórmio". "Eu prometo". Mas eu não tive coragem de tomar o bisturi em minhas mãos para fazer a operação, sem primeiro ir à sala ao lado e tomar um estimulante.
Enquanto eu cortava a carne, Charlie Coulson nunca gemeu.quando eu peguei a serra para cortar o osso, o rapaz colocou a ponta do seu travesseiro na boca e tudo o que eu pude ouvi-lo dizer foi:"Oh! Jesus, abençoado Jesus! Fique comigo agora". Ele manteve a sua promessa e não deu um gemido sequer.
Aquela noite eu não pude dormir, pois para onde eu me virasse, eu via aqueles olhos azuis e quando eu fechava os olhos eu ouvia as palavras "Abençoado Jesus, fique comigo agora".
Pouco depois da meia-noite eu me levantei e fui ao hospital. Eu nunca tinha feito isso antes, a não ser se tivesse sido chamado, mas eu queria ver aquele garôto de novo.
Quando eu cheguei, fui informado pelo enfermeiro que dezesseis soldados, dos casos sem esperança tinham morrido e foram levados para a sala dos mortos."Como está o Charlie Coulson, ele está entre os mortos?" eu perguntei.
"Não senhor", ele respondeu; ele está dormindo como um bebê". Quando eu vim perto da cama dele, uma das enfermeiras disse-me que lá pelas nove horas, dois membros da YMCA (Associação Cristã de Moços) percorreu o hospital para ler a bíblia e cantar hinos. Eles estavam acompanhados pelo capelão, que se ajoelhou ao lado da cama de Charlie Coulson e fez uma fervorosa oração; depois eles cantaram ainda de joelhos um lindo hino sendo que Charlie os acompanhou no louvor. Eu não posso entender, como aquele rapaz, sentindo dores tão terríveis, podia cantar.
Cinco dias depois de eu ter amputado daquele rapaz o braço e a perna, ele mandou me chamar e foi dele, naquele dia, que pela primeira vez eu ouvi um sermão sobre o evangelho.
"Doutor", ele disse, "é chegada a minha hora; eu não espero ver o amanhecer, mas graças à Deus eu estou pronto para partir; antes de morrer eu quero agradecer pela sua gentileza para comigo. Doutor o senhor é judeu e não Crê em Jesus; o senhor poderia ficar aqui e assistir a minha morte, confiando no meu Salvador até o ultimo momento de minha vida?"
Eu tentei ficar, mas não consegui. Eu não tinha coragem de permanecer ali vendo um rapaz cristão morrer regozijando-se no amor de um Jesus a quem eu odiava; eu então apressadamente deixei a sala. Vinte minutos mais tarde o enfermeiro que me encontrou em meu consultório, com as mãos sobre o rosto, disse:"Doutor o Charlie Coulson quer vê-lo". "Eu acabei de vê-lo", respondi, "eu não posso vê-lo novamente". "Mas doutor ele quer vê-lo uma vez mais antes de morrer".
Eu me preparei para vê-lo e dizer umas palavras finais e vê-lo morrer. Mas acima de tudo eu estava preparado para não deixar me influenciar em relação à Jesus.
Quando eu entrei, vi que ele estava morrendo, então eu me sentei ao lado de sua cama.
Pedindo-me para segurar na mão dele, ele disse:"Doutor eu o amo porque o senhor é judeu; o melhor amigo que eu tive nesta vida foi um judeu". Eu perguntei quem era ele. Ele responde:"Jesus Cristo, a quem eu quero apresentar-lhe antes de morrer. Prometa-me doutor que o senhor não esquecerá o que eu vou lhe dizer agora?" "Eu prometo".
Então ele disse:"Cinco dias atrás, enquanto o senhor amputava o meu braço e perna, eu orei ao Senhor Jesus Cristo para que o senhor fosse convertido".
Estas palavras penetraram fundo em meu coração, eu não entendia como, enquanto eu estava lhe causando uma intensa dor, ele podia esquecer a sua própria situação e pensar em seu Salvador e na minha alma não convertida. Tudo o que eu pude dizer-lhe naquele momento foi:"Bem meu rapaz, você logo estará bem". Com estas palavras eu o deixei e doze minutos mais tarde ele adormeceu, a salvo nos braços de Jesus.
Centenas de soldados morreram naquele hospital durante a Guerra, mas eu só segui um até a sepultura e este foi Charles Coulson, o garôto do tambor e eu viajei tres milhas para assistir ao seu sepultamento. Eu fiz com que o vestissem com uniforme novo e fosse colocado em um esquife de official, com a bandeira dos EEUU sobre ele.
As palavras daquele rapaz moribundo, causaram-me uma profunda impressão. Eu era rico naquela época, mas eu teria dado cada centavo que eu possuia se eu pudesse crer em Cristo como Charles; mas aquele sentimento não podia ser comprado com dinheiro. Aliás, eu logo esqueci-me tudo a respeito do sermão daquele soldado, mas eu não conseguia esquecer do rapaz. Hoje eu sei que naquela época eu estava profundamente convencido do pecado mas eu lutei contra Cristo com todo o ódio de um judeu ortodoxo por quase dez anos, até que finalmente, a oração do querido rapaz foi ouvida e Deus converteu a minha alma.
Quase dezoito meses depois da minha conversão, uma noite eu estava assistindo a uma reunião de oração no Brooklyn. Era uma daquelas reuniões onde as pessoas dão testemunho sobre a bondade e o amor do Salvador.
Depois de diversos testemunhos uma senhora idosa levantou e disse: "Caros amigos, esta pode ser a última vez que eu tenho o privilégio de testemunhar por Cristo.
Meu médico disse me ontem que meu pulmão direito já quase se foi e o esquerdo já foi muito afetado; assim eu tenho pouco tempo para estar com voces mas o que tenho, pertence a Jesus. É com grande alegria que eu devo encontrar meu filho com Jesus no céu.
Meu filho não foi somente um soldado deste país, mas também um soldado de Cristo.
Ele foi ferido na batalha de Gettyburg e foi parar nas mãos de um médico judeu, que amputou o seu braço e perna, mas ele viveu ainda cinco dias.
O capelão do regimento escreveu-me uma carta e enviou-me junto com a bíbla do meu filho. Na carta, eu fui informada que o meu Charlie na sua hora da morte, chamou o médico judeu e disse para ele: "Doutor, antes de morrer eu queria lhe dizer que a cinco dias atrás quando o senhor amputou meu braço e minha perna, eu orei ao Senhor Jesus Cristo para salvar a sua alma".
Quando eu ouvi estas palavras eu não suportei mais ficar sentado. Eu deixei o meu lugar, atravessei o salão e tomando a mão daquela senhora, disse:"Deus a abençoe querida irmã: a oração de seu filho foi ouvida. Eu sou o médico judeu por quem Charlie orou e o Salvador dele é agora o meu Salvador também".

Dr. M. L. Rossvally

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.


("Touching Incidents and Remarkable Answers to Prayer" By S. B. SHAW - Grand Rapids, Michigan, USA. S.B. SHAW, PUBLISHER,1188 S. Division St. Copyrighted by the author - 1893)


A Palavra


João 1

1 No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus.
2 Ele estava com Deus no princípio.
3 Todas as coisas foram feitas por intermédio dele; sem ele, nada do que existe teria sido feito.
4 Nele estava a vida, e esta era a luz dos homens.
5 A luz brilha nas trevas, e as trevas não a derrotaram.
6 Surgiu um homem enviado por Deus, chamado João.
7 Ele veio como testemunha, para testificar acerca da luz, a fim de que por meio dele todos os homens cressem.
8 Ele próprio não era a luz, mas veio como testemunha da luz.
9 Estava chegando ao mundo a verdadeira luz, que ilumina todos os homens.
10 Aquele que é a Palavra estava no mundo, e o mundo foi feito por intermédio dele, mas o mundo não o reconheceu.
11 Veio para o que era seu, mas os seus não o receberam.
12 Contudo, aos que o receberam, aos que creram em seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus,
13 os quais não nasceram por descendência natural, nem pela vontade da carne nem pela vontade de algum homem, mas nasceram de Deus.
14 Aquele que é a Palavra tornou-se carne e viveu entre nós. Vimos a sua glória, glória como do Unigênito vindo do Pai, cheio de graça e de verdade

A criação de todas as coisas, deu-se através de Jesus, aquilo que ordenou para que se cumprisse.
Jesus é também a Palavra de Deus, porque ele fala as palavras vindas de Deus para nós:

João 14

8 Disse Filipe: “Senhor, mostra-nos o Pai, e isso nos basta”.
9 Jesus respondeu: “Você não me conhece, Filipe, mesmo depois de eu ter estado com vocês durante tanto tempo? Quem me vê, vê o Pai. Como você pode dizer: ‘Mostra-nos o Pai’?
10 Você não crê que eu estou no Pai e que o Pai está em mim? As palavras que eu lhes digo não são apenas minhas. Ao contrário, o Pai, que vive em mim, está realizando a sua obra.
11 Creiam em mim quando digo que estou no Pai e que o Pai está em mim; ou pelo menos creiam por causa das mesmas obras.

A nossa palavra, isto é, aquilo que falamos também tem poder. Claro que não se pode comparar a palavra vinda de Deus com aquela que sai de nossa boca. Contudo, em muitas passagens da bíblia, nós encontramos referências que nos mostram que a palavra na boca do homem, é sim uma arma poderosa, para o bem ou para o mal.
Vamos examinar em seguida algumas delas e o seu significado:

- O poder da nossa palavra

Atos 13

8 Mas Elimas, o mágico (esse é o significado do seu nome), opôs-se a eles e tentava desviar da fé o procônsul.
9 Então Saulo, também chamado Paulo, cheio do Espírito Santo, olhou firmemente para Elimas e disse:
10 “Filho do Diabo e inimigo de tudo o que é justo! Você está cheio de toda espécie de engano e maldade. Quando é que vai parar de perverter os retos caminhos do Senhor?
11 Saiba agora que a mão do Senhor está contra você, e você ficará cego e incapaz de ver a luz do sol durante algum tempo”. Imediatamente vieram sobre ele névoa e escuridão, e ele, tateando, procurava quem o guiasse pela mão.
12 O procônsul, vendo o que havia acontecido, creu, profundamente impressionado com o ensino do Senhor.

Mateus 18

15 “Se o seu irmão pecar contra você, vá e, a sós com ele, mostre-lhe o erro. Se ele o ouvir, você ganhou seu irmão.
16 Mas se ele não o ouvir, leve consigo mais um ou dois outros, de modo que ‘qualquer acusação seja confirmada pelo depoimento de duas ou três testemunhas’.
17 Se ele se recusar a ouvi-los, conte à igreja; e se ele se recusar a ouvir também a igreja, trate-o como pagão ou publicano.
18 “Digo-lhes a verdade: Tudo o que vocês ligarem na terra terá sido ligado no céu, e tudo o que vocês desligarem na terra terá sido desligado no céu.

- A salvação

Romanos 10

5 Moisés descreve desta forma a justiça que vem da Lei: “O homem que fizer estas coisas viverá por meio delas”.
6 Mas a justiça que vem da fé diz: “Não diga em seu coração: ‘Quem subirá aos céus?’ (isto é, para fazer Cristo descer)
7 ou ‘Quem descerá ao abismo?’ (isto é, a fazer Cristo subir dentre os mortos).
8 Mas o que ela diz? “A palavra está perto de você; está em sua boca e em seu coração”, isto é, a palavra da fé que estamos proclamando:
9 Se você confessar com a sua boca que Jesus é Senhor e crer em seu coração que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo.
10 Pois com o coração se crê para justiça, e com a boca se confessa para salvação.

- A condenação

Mateus 12

22 Depois disso, levaram-lhe um endemoninhado que era cego e mudo, e Jesus o curou, de modo que ele pôde falar e ver. 23 Todo o povo ficou atônito e disse: “Não será este o Filho de Davi?”
24 Mas quando os fariseus ouviram isso, disseram: “É somente por Belzebu, o príncipe dos demônios, que ele expulsa demônios”.
25 Jesus, conhecendo os seus pensamentos, disse-lhes: “Todo reino dividido contra si mesmo será arruinado, e toda cidade ou casa dividida contra si mesma não subsistirá.
26 Se Satanás expulsa Satanás, está dividido contra si mesmo. Como, então, subsistirá seu reino?
27 E se eu expulso demônios por Belzebu, por quem os expulsam os filhos de vocês? Por isso, eles mesmos serão juízes sobre vocês.
28 Mas se é pelo Espírito de Deus que eu expulso demônios, então chegou a vocês o Reino de Deus.
29 “Ou, como alguém pode entrar na casa do homem forte e levar dali seus bens, sem antes amarrá-lo? Só então poderá roubar a casa dele.
30 “Aquele que não está comigo, está contra mim; e aquele que comigo não ajunta, espalha.
31 Por esse motivo eu lhes digo: Todo pecado e blasfêmia serão perdoados aos homens, mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada.
32 Todo aquele que disser uma palavra contra o Filho do homem será perdoado, mas quem falar contra o Espírito Santo não será perdoado, nem nesta era nem na que há de vir.

- A bênção e a maldição

Josué 8

34 Em seguida Josué leu todas as palavras da lei, a bênção e a maldição, segundo o que está escrito no Livro da Lei.
35 Não houve uma só palavra de tudo o que Moisés tinha ordenado que Josué não lesse para toda a assembléia de Israel, inclusive mulheres, crianças, e os estrangeiros que viviam no meio deles.

Deuteronômio 29

19 “Se alguém, cujo coração se afastou do Senhor para adorar outros deuses, ouvir as palavras deste juramento, invocar uma bênção sobre si mesmo e pensar: ‘Estarei em segurança, muito embora persista em seguir o meu próprio caminho’, trará desgraça tanto à terra irrigada quanto à terra seca.
20 O Senhor jamais se disporá a perdoá-lo; a sua ira e o seu zelo se acenderão contra tal pessoa. Todas as maldições escritas neste livro cairão sobre ela, e o Senhor apagará o seu nome de debaixo do céu.

Provérbios 11

11 Pela bênção dos justos a cidade é exaltada, mas pela boca dos ímpios é destruída.

Atos 15

28 Pareceu bem ao Espírito Santo e a nós não impor a vocês nada além das seguintes exigências necessárias:
29 Que se abstenham de comida sacrificada aos ídolos, do sangue, da carne de animais estrangulados e da imoralidade sexual. Vocês farão bem em evitar essas coisas.
“Que tudo lhes vá bem”.
30 Uma vez despedidos, os homens desceram para Antioquia, onde reuniram a igreja e entregaram a carta.
31 Os irmãos a leram e se alegraram com a sua animadora mensagem.
32 Judas e Silas, que eram profetas, encorajaram e fortaleceram os irmãos com muitas palavras.
33 Tendo passado algum tempo ali, foram despedidos pelos irmãos com a bênção da paz para voltarem aos que os tinham enviado,
34 mas Silas decidiu ficar ali.

Números 6

22 O Senhor disse a Moisés:
23 “Diga a Arão e aos seus filhos: Assim vocês abençoarão os israelitas:
24 “O Senhor te abençoe e te guarde;
25 o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti e te conceda graça;
26 o Senhor volte para ti o seu rosto e te dê paz.
27 “Assim eles invocarão o meu nome sobre os israelitas, e eu os abençoarei”.

- A nossa responsabilidade ao falar

Tiago 3:

3 Meus irmãos, não sejam muitos de vocês mestres, pois vocês sabem que nós, os que ensinamos, seremos julgados com maior rigor.
2 Todos tropeçamos de muitas maneiras. Se alguém não tropeça no falar, tal homem é perfeito, sendo também capaz de dominar todo o seu corpo.
3 Quando colocamos freios na boca dos cavalos para que eles nos obedeçam, podemos controlar o animal todo.
4 Tomem também como exemplo os navios; embora sejam tão grandes e impelidos por fortes ventos, são dirigidos por um leme muito pequeno, conforme a vontade do piloto.
5 Semelhantemente, a língua é um pequeno órgão do corpo, mas se vangloria de grandes coisas. Vejam como um grande bosque é incendiado por uma simples fagulha.
6 Assim também, a língua é um fogo; é um mundo de iniqüidade. Colocada entre os membros do nosso corpo, contamina a pessoa por inteiro, incendeia todo o curso de sua vida, sendo ela mesma incendiada pelo inferno.
7 Toda espécie de animais, aves, répteis e criaturas do mar doma-se e tem sido domada pela espécie humana;
8 a língua, porém, ninguém consegue domar. É um mal incontrolável, cheio de veneno mortífero.
9 Com a língua bendizemos o Senhor e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus.
10 Da mesma boca procedem bênção e maldição. Meus irmãos, não pode ser assim!

Por tudo isso, devemos pautar nossa palavra, isto é, aquilo que falamos, pelo que nos ensina a bíblia. Orar para que Deus nos livre das tentações que muitas vezes nos levam a proferir palavras que nos fazem pecar e que podem de alguma forma fazer mal a outras pessoas.

Que o Senhor nos abençoe e nos guarde,

Achando Paz Com Deus.






A Paz de Deus

Muitas pessoas vem a este site à procura de paz.
Vivemos em um mundo mau, cheio de perigos, maldades, pestes, crimes, calamidades e tudo o mais que intimida, assusta e mina a nossa fé.
Por esse motivo, resolvemos escrever uma pequena mensagem, como sempre baseada na Palavra de Deus, que revelasse a todos, especialmente aos que enfrentam problemas e dificuldades que Deus é o único que pode nos garantir a paz, a segurança e a alegria de viver, mesmo em meio às turbulências do tempo presente.

1) Mateus 11:

28 “Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso.
29 Tomem sobre vocês o meu jugo e aprendam de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para as suas almas.

Jesus veio trazer salvação, cura, benção, libertação para todos os que o aceitem como Senhor e Salvador. Que o amem de verdade e que reconhecam-no como o Messias, o Filho de Deus que havia de vir ao mundo conforme as previsões dos profetas e que entregou a sua vida por nós na cruz.
Sobre este mesmo assunto lemos no versículo 2:
2 João (Batista), ao ouvir na prisão o que Cristo estava fazendo, enviou seus discípulos para lhe perguntarem:
3 “És tu aquele que haveria de vir ou devemos esperar algum outro?”
4 Jesus respondeu: “Voltem e anunciem a João o que vocês estão ouvindo e vendo:
5 os cegos vêem, os mancos andam, os leprosos são purificados, os surdos ouvem, os mortos são ressuscitados, e as boas novas são pregadas aos pobres;
6 e feliz é aquele que não se escandaliza por minha causa”.

2) Mateus 21:

22 E tudo o que pedirem em oração, se crerem, vocês receberão.

Jesus Cristo, o Filho de Deus, o Senhor dos senhores, o Rei dos reis é quem faz esta afirmação.

3) João 10:

10 O ladrão vem apenas para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham plenamente.

Jesus nos promete vida abundante, se crermos em suas palavras e as praticarmos.

4) 1 Tessalonicenses 5


8 Nós, porém, que somos do dia, sejamos sóbrios, vestindo a couraça da fé e do amor e o capacete da esperança da salvação.
9 Porque Deus não nos destinou para a ira, mas para recebermos a salvação por meio de nosso Senhor Jesus Cristo.

Paulo, inspirado por Deus, escreveu em sua carta aos Tessalonicenses, estas palavras que não necessitam maiores explicações.

5) João 14:

14 O que vocês pedirem em meu nome, eu farei.
15 “Se vocês me amam, obedecerão aos meus mandamentos.
16 E eu pedirei ao Pai, e ele lhes dará outro Conselheiro para estar com vocês para sempre,
17 o Espírito da verdade. O mundo não pode recebê-lo, porque não o vê nem o conhece. Mas vocês o conhecem, pois ele vive com vocês e estará em vocês.
18 Não os deixarei órfãos; voltarei para vocês.
19 Dentro de pouco tempo o mundo não me verá mais; vocês, porém, me verão. Porque eu vivo, vocês também viverão.
20 Naquele dia compreenderão que estou em meu Pai, vocês em mim, e eu em vocês.
21 Quem tem os meus mandamentos e lhes obedece, esse é o que me ama. Aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu também o amarei e me revelarei a ele”.

O Espírito Santo de Deus vive em nós desde o momento em que recebemos Jesus como nosso Salvador e se Deus vive dentro de nós, o que ou a quem temeremos?
Isso nos lembra o que Paulo, inspirado por Deus, escreveu em sua carta aos Romanos, no capítulo 8:
31 Que diremos, pois, diante dessas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós?
32 Aquele que não poupou seu próprio Filho, mas o entregou por todos nós, como não nos dará juntamente com ele, e de graça, todas as coisas?
33 Quem fará alguma acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica.
34 Quem os condenará? Foi Cristo Jesus que morreu; e mais, que ressuscitou e está à direita de Deus, e também intercede por nós.
35 Quem nos separará do amor de Cristo? Será tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada?
36 Como está escrito: “Por amor de ti enfrentamos a morte todos os dias; somos considerados como ovelhas destinadas ao matadouro”.
37 Mas, em todas estas coisas somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou.
38 Pois estou convencido de que nem morte nem vida, nem anjos nem demônios, nem o presente nem o futuro, nem quaisquer poderes, 39 nem altura nem profundidade, nem qualquer outra coisa na criação será capaz de nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.

6) João 14:

27 Deixo-lhes a paz; a minha paz lhes dou. Não a dou como o mundo a dá. Não se perturbe o seu coração, nem tenham medo.

Esta afirmação põe um ponto final a qualquer especulação que a nossa fraca fé ou o inimigo de nossas almas possa trazer á nossa mente.

Que o Senhor nos abençoe e nos guarde,

Achando Paz Com Deus.




Aflição


Na bíblia lemos: "Porque Ele (Deus) acode ao necessitado que clama e também ao aflito e ao desvalido. (Salmos 72:12)".
Este tema é tratado em diversos pontos da bíblia, mas gostaria de chamar sua atenção para um versículo escrito por Davi, sobre o sofrimento de Nosso Senhor Jesus Cristo:"Pois não desprezou nem abominou a dor do aflito nem ocultou dele o rosto, mas o ouviu,quando lhe gritou por Socorro" (Salmos 22:24).
Deus não se omite, não se nega a ajudar ao aflito, antes, esta pronto a ajudá-lo, bastando que o busque com fé.
Por outro lado, também descobrimos que o Senhor Jesus foi afligido em nosso lugar.
As nossas aflições, Ele tomou para Si ou sôbre Si, na cruz.
Por isso, não fique aflito! Ore a Deus e receba a paz que só o Senhor Jesus nos pode dar.

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




Amor

Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece Deus. Aquele que nâo ama nâo conhece Deus, porque Deus é amor (1Joâo 4:7-8).
O amor é paciente, o amor é benigno ; o amor nâo é invejoso ; o amor nâo trata com leviandade, nâo se ensoberbece. Nâo se porta com indecência, nâo procura os seus próprios interesses, nâo se irrita, nâo guarda rancor.
Nâo se alegra com a injustiça, mas se regozija com a verdade.
Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta (1Coríntios 13:4-7).
Ainda que eu falasse línguas, tanto as dos homens como as dos anjos, se eu nâo tivesse amor , seria como o metal que soa ou como o sino que tine . Ainda que tivesse o dom de profecia; o conhecimento de todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé ( a ponto de transportar montanhas ) ; e nâo tivesse amor, eu nada seria. E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres , ou entregasse o meu corpo para ser queimado , e nâo tivesse amor, nada disso me aproveitaria.
Nisto se manifesta o amor de Deus para conosco : que Deus enviou ao mundo, seu Filho unigênito , para vivermos por meio dele. Nisto consiste amor, nâo em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho como propiciaçâo pelos nossos pecados.
Amados , se Deus de tal maneira nos amou , também nós devemos amar uns aos outros. Ninguém jamais viu a Deus; se amarmos uns aos outros, Deus permanece em nós e em nós o seu amor é aperfeiçoado. Nisto conhecemos que estamos nele e ele em nós , pois que nos deu do seu Espírito . E nós temos visto e temos dado nosso testemunho de que o Pai enviou seu Filho como Salvador do mundo.
Aquele que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus está nele, e ele em Deus. E nós conhecemos, e cremos no amor que Deus nos tem. Deus é amor ; e aquele que permanece no amor permanece em Deus , e Deus nele . Nisto é em nós , o amor aperfeiçoado, para que no dia do juízo mantenhamos confiança; porquanto, segundo ele é, também nós somos neste mundo.
No amor nâo existe medo. Pois, o perfeito amor lança fora o medo, porque o medo tem a ver com puniçâo, logo, aquele que teme nâo é aperfeiçoado no amor. Nós o amamos a ele porque ele nos amou primeiro. Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmâo, é mentiroso.
Pois quem nâo ama a seu irmâo , ao qual viu , como pode amar a Deus , a quem nâo viu? E dele temos este mandamento: que quem ama a Deus, ame também a seu irmâo (1Joâo 4:9-21 ).
Jesus disse: "Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração , de toda a tua alma e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo , semelhante a este , é : Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas" (Mateus 22:37-40 ).
O amor nâo faz mal ao próximo, de sorte que o cumprimento da lei é o amor (Romanos 13:10 ).
Ora, o fim do mandamento é o amor de um coraçâo puro, e de uma boa consciência, e de uma fé nâo fingida (1Timóteo 1:5).
Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




Ano Novo


O novo ano deve ser um tempo de reflexão para todos nós – ponderarmos sobre os planos e objetivos que estabelecemos para nós mesmos no ano que acaba em relação ao ano que se inicia.
Como foi o ano que agora termina para você? Você teve sucesso nas coisas que pretendia alcançar ou não?
As pessoas pensam em fazer as coisas que lhes agradam, em alcançar aquilo que sonham, mas muitas vezes esquecem-se de agradecer pelas bênçãos do ano que passou e pior, esquecem de pedir a Deus que no ano novo, a vontade soberana do Senhor se faça em suas vidas.
O novo ano nos oferece a chance de recomeçar.
Qualquer que sejam seus planos, objetivos e desejos, nunca se esqueça de colocar sempre Deus como a figura de destaque, como a base, como alicerce da construção e manutenção da sua vida.
Nós Geralmente ouvimos falar sobre as resoluções para o Ano Novo, resoluções que geralmente são desfeitas após poucas semanas.
Muitas pessoas são pessimistas a respeito destas decisões e com razão, devido a uma história de fracassos no passado.
Comece o Ano Novo, meditando nestes encorajadores versos da bíblia, escolhidos para inspira-lo em um novo caminhar com Deus e um comprometimento maior, para viver a fé cristã.

Esqueca o passado:
Filipenses 3:13-14
13 Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão adiante,
14 prossigo para o alvo pelo prêmio da vocação celestial de Deus em Cristo Jesus.

Tenha esperança no futuro:
Jeremias 29:11
11 Pois eu bem sei os planos que estou projetando para vós, diz o Senhor; planos de paz, e não de mal, para vos dar um futuro e uma esperança.

Tenha em mente que cada dia é especial:
Lamentações 3:22-24
22 A benignidade do Senhor jamais acaba, as suas misericórdias não têm fim;
23 renovam-se cada manhã. Grande é a tua fidelidade.
24 A minha porção é o Senhor, diz a minha alma; portanto esperarei nele.

Esteja certo de que o tempo de Deus é perfeito:
Eclesiastes 3:11
11 Tudo (Deus) fez formoso em seu tempo; também pôs na mente do homem a idéia da eternidade, se bem que este não possa descobrir a obra que Deus fez desde o princípio até o fim.

Considere estas palavras vindas de Deus para você no ano que se inicia:
Salmo 37

1 Não te irrites por causa dos malfeitores, nem tenhas inveja dos que praticam a iniqüidade.
2 Pois em breve murcharão como a relva, e secarão como a erva verde.
3 Confia no Senhor e faze o bem; assim habitarás na terra, e te alimentarás em segurança.
4 Deleita-te também no Senhor, e ele te concederá o que deseja o teu coração.
5 Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele tudo fará.
6 E ele fará sobressair a tua justiça como a luz, e o teu direito como o meio-dia.
7 Descansa no Senhor, e espera nele; não te irrites por causa daquele que prospera em seu caminho, por causa do homem que executa maus desígnios.
8 Deixa a ira, e abandona o furor; não te irrites, pois isso só leva à prática do mal.
9 Porque os malfeitores serão exterminados, mas aqueles que esperam no Senhor herdarão a terra.
10 Pois ainda um pouco, e o ímpio não existirá; atentarás para o seu lugar, e ele ali não estará.
11 Mas os mansos herdarão a terra, e se deleitarão na abundância de paz.
12 O ímpio maquina contra o justo, e contra ele range os dentes,
13 mas o Senhor se ri do ímpio, pois vê que vem chegando o seu dia.
14 Os ímpios têm puxado da espada e têm entesado o arco, para derrubarem o pobre e o necessitado, e para matarem os que são retos no seu caminho.
15 Mas a sua espada lhes entrará no coração, e os seus arcos quebrados.
16 Mais vale o pouco que o justo tem, do que as riquezas de muitos ímpios.
17 Pois os braços dos ímpios serão quebrados, mas o Senhor sustém os justos.
18 O Senhor conhece os dias dos íntegros, e a herança deles permanecerá para sempre.
19 Não serão envergonhados no dia do mal, e nos dias da fome se fartarão.
20 Mas os ímpios perecerão, e os inimigos do Senhor serão como a beleza das pastagens; desaparecerão, em fumaça se desfarão.
21 O ímpio toma emprestado, e não paga; mas o justo se compadece e dá.
22 Pois aqueles que são abençoados pelo Senhor herdarão a terra, mas aqueles que são por ele amaldiçoados serão exterminados.
23 Confirmados pelo Senhor são os passos do homem em cujo caminho ele se deleita;
24 ainda que caia, não ficará prostrado, pois o Senhor lhe segura a mão.
25 Fui moço, e agora sou velho; mas nunca vi desamparado o justo, nem a sua descendência a mendigar o pão.
26 Ele é sempre generoso, e empresta, e a sua descendência é abençoada.
27 Aparta-te do mal e faze o bem; e terás morada permanente.
28 Pois o Senhor ama a justiça e não desampara os seus santos. Eles serão preservados para sempre, mas a descendência dos ímpios será exterminada.
29 Os justos herdarão a terra e nela habitarão para sempre.
30 A boca do justo profere sabedoria; a sua língua fala o que é reto.
31 A lei do seu Deus está em seu coração; não resvalarão os seus passos.
32 O ímpio espreita o justo, e procura matá-lo.
33 O Senhor não o deixará nas mãos dele, nem o condenará quando for julgado.
34 Espera no Senhor, e segue o seu caminho, e ele te exaltará para herdares a terra; tu o verás quando os ímpios forem exterminados.
35 Vi um ímpio cheio de prepotência, e a espalhar-se como a árvore verde na terra natal.
36 Mas eu passei, e ele já não era; procurei-o, mas não pôde ser encontrado.
37 Nota o homem íntegro, e considera o reto, porque há para o homem de paz um porvir feliz.
38 Quanto aos transgressores, serão à uma destruídos, e a posteridade dos ímpios será exterminada.
39 Mas a salvação dos justos vem do Senhor; ele é a sua fortaleza no tempo da angústia.
40 E o Senhor os ajuda e os livra; ele os livra dos ímpios e os salva, porquanto nele se refugiam.

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




Ansiedade

A ansiedade se manifesta de diferentes modos em nossas vidas e de uma forma ou de outra, todos nós sofremos as suas conseqüências.
Ela na verdade é uma manifestação carnal, na qual o ser humano tenta se prevenir daquilo que não quer que aconteça. Funciona como um sistema de autodefesa e geralmente é desnecessário, pois o que tememos não é real.
Jesus nos ensina em muitas ocasiões, como a ansiedade furta-nos do prazer de vivermos abundantemente em Sua presença, que deve ser o nosso objetivo maior e sem o que, a vida não faz sentido.
Jesus disse em Mateus 6:25-34:25 "Portanto eu lhes digo: Não se preocupem com sua própria vida, quanto ao que comer ou beber; nem com seu próprio corpo, quanto ao que vestir. Não é a vida mais importante que a comida, e o corpo mais importante que a roupa? 26 Observem as aves do céu: não semeiam nem colhem nem armazenam em celeiros; contudo, o Pai celestial as alimenta. Não têm vocês muito mais valor do que elas? 27 Quem de vocês, por mais que se preocupe, pode acrescentar uma hora que seja à sua vida?
28 “Por que vocês se preocupam com roupas? Vejam como crescem os lírios do campo. Eles não trabalham nem tecem. 29 Contudo, eu lhes digo que nem Salomão, em todo o seu esplendor, vestiu-se como um deles. 30 Se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada ao fogo, não vestirá muito mais a vocês, homens de pequena fé? 31 Portanto, não se preocupem, dizendo: ‘Que vamos comer?’ ou ‘Que vamos beber?’ ou ‘Que vamos vestir?’ 32 Pois os pagãos é que correm atrás dessas coisas; mas o Pai celestial sabe que vocês precisam delas. 33 Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas. 34 Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã trará as suas próprias preocupações. Basta a cada dia o seu próprio mal.”
Outra vez Ele nos mostra através de Marta e Maria (Lucas 10:39-42):"39 Maria, sua irmã, ficou sentada aos pés do Senhor, ouvindo a sua palavra. 40 Marta, porém, estava ocupada com muito serviço. E, aproximando-se dele, perguntou: "Senhor, não te importas que minha irmã tenha me deixado sozinha com o serviço? Dize-lhe que me ajude! 41 Respondeu o Senhor:"Marta! Marta! Você está preocupada e inquieta com muitas coisas; 42 todavia apenas uma é necessária.a Maria escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada".
Há, porém um caso que nunca relacionamos com a ansiedade, mas é particularmente interessante, para mostrar que a ansiedade do homem tem estreita relação com a vida material; ocorre no momento da crucificação de Jesus: um dos ladrões reclama de Jesus uma ação para livra-los daquela situação. Ele na verdade está apenas tentando livrar-se da condenação para continuar a sua vida como antes; o outro ladrão, no entanto, reconhecendo o seu estado miserável de crime (pecado) e condenação pede a Jesus que lembre-se dele em outras palavras, perdoe-lhe os pecados:"39 Um dos criminosos que ali estavam dependurados lançava-lhe insultos: "Você não é o Cristo? Salve-se a si mesmo e a nós! 40 Mas o outro criminoso o repreendeu, dizendo: “Você não teme a Deus, nem estando sob a mesma sentença? 41 Nós estamos sendo punidos com justiça, porque estamos recebendo o que os nossos atos merecem. Mas este homem não cometeu nenhum mal". 42 Então ele disse: "Jesus, lembra-te de mim quando entrares no teu Reino". 43 Jesus lhe respondeu: "Eu lhe garanto: Hoje você estará comigo no paraíso" (Lucas 23:39-43).
Jesus com Sua resposta nos mostra como Ele (Deus) está atento as necessidades dos que o buscam, pois como lemos na bíblia em diversas ocasiões, ele concede muito mais do que o que Lhe é pedido.
A ansiedade pode algumas vezes tomar a forma religiosa quando alguém tenta por seu próprio esforço fazer só o que é certo, o que é impossível. Através de Paulo, em Romanos 7:15-25, Deus nos fala sobre isso:"15 Não entendo o que faço. Pois não faço o que desejo, mas o que odeio. 16 E, se faço o que não desejo, admito que a Lei é boa. 17 Neste caso, não sou mais eu quem o faz, mas o pecado que habita em mim. 18 Sei que nada de bom habita em mim, isto é, em minha carne. Porque tenho o desejo de fazer o que é bom, mas não consigo realizá-lo. 19 Pois o que faço não é o bem que desejo, mas o mal que não quero fazer, esse eu continuo fazendo. 20 Ora, se faço o que não quero, já não sou eu quem o faz, mas o pecado que habita em mim. 21 Assim, encontro esta lei que atua em mim: Quando quero fazer o bem, o mal está junto a mim. 22 No íntimo do meu ser tenho prazer na Lei de Deus; 23 mas vejo outra lei atuando nos membros do meu corpo, guerreando contra a lei da minha mente, tornando-me prisioneiro da lei do pecado que atua em meus membros. 24 Miserável homem que eu sou! Quem me libertará do corpo sujeito a esta morte? 25 Graças a Deus por Jesus Cristo, nosso Senhor!".
Que Deus esteja ministrando a Sua Palavra a cada um de nós, capacitando-nos a fazermos ou vivermos como verdadeiros Filhos de Deus, abundantemente e livres da ansiedade.

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




Arrependimento

"Digo-vos que haverá maior júbilo no céu por um pecador que se arrepende, do que por noventa e nove justos que não necessitam de arrependimento" (Lucas 15:7).
Deus em sua infinita misericórdia convida a todos ao arrependimento. Muitas vezes encontramos na bíblia, admoestações de Deus a que ocorra o arrependimento sincero.
João Batista pregava: "Arrependei-vos, porque esta próximo o reino dos céus" (Mateus 3:2).
Certa ocasião o Senhor Jesus disse: "Pensais que esses galileus eram mais pecadores que todos os outros galileus por terem padecido estas coisas? Não eram, Eu vo-lo afirmo: se porventura não vos arrependerdes, todos igualmente perecereis" (Lucas 13:2;3).
Também quando fala das cidades impenitentes: "Ai de ti Corazim! Ai de ti Betsaida! Porque se em Tiro e em Sidom se tivessem operado os milagres que em vós se fizeram, há muito que elas teriam se arrependido com pano de saco e cinzas" (Mateus 11:21;22).
Assim, podemos ter certeza de que Deus esta pronto a aceitar a todo o que arrependido se prostrar diante Dele buscando o Seu perdão.

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




Bom Dia

Quando você se levantou pela manha Eu havia preparado o Sol para aquecer o seu dia e o alimento para sua nutrição. Sim Eu providenciei tudo isso enquanto vigiava o seu sono, sua família e a sua casa.
Esperei pelo seu Bom Dia, mas você se esqueceu. Bem, você parecia ter tanta pressa que Eu o perdoei.
O Sol apareceu, as flores deram o seu perfume, a brisa da manhã o acompanhou e você nem pensou que Eu é quem havia preparado tudo isso.
Seus familiares sorriam, seus colegas o saudaram, você trabalhou, estudou, viajou, realizou negócios, alcançou vitórias, mas você não percebeu que Eu estava cooperando com você e mais teria ajudado se você tivesse me dado uma chance...
Eu sei, você corre tanto... Eu o perdoei. Você leu tanto, ouviu muita coisa, viu mais ainda, e não teve tempo de ler ou ouvir a ''Minha Palavra''.
Eu quis falar, mas você não parou para ouvir. Eu quis aconselhá-lo, mas você nem pensou nesta possibilidade.
Seus olhos, seus pensamentos, seus lábios seriam melhores. O mal seria menor e o bem, muito maior em sua vida.
Você trabalhou, ganhou dinheiro, não fez mais porque não me deixou ajudá-lo ainda mais. Mais uma vez você se esqueceu de mim!
Findou o seu dia. Você voltou para casa. Mandei a lua e as estrelas tornarem o cenário mais bonito para lembrar-lhe do meu amor por você.
Eu sou alguém que todos os dias bate a sua porta e pergunta: Tem um lugar para mim na sua casa, na sua vida, no seu coração? Eu estou presente nestas linhas que você por curiosidade começou a ler.
Eu sou Jesus Cristo, quero simplesmente que você me aceite como amigo, e me confesse como Senhor e Salvador: "Se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo" (Romanos 10:9).

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




Casamento E Divórcio

O casamento é um passo muito sério em nossas vidas, mas infelizmente, muitas vezes as pessoas não percebem a sua importância, a não ser quando ele não vai bem, ou acaba.
Muitos casamentos já dão sinais claros de que não vão durar “até que a morte os separe” desde o início do namoro, mas não são notados a tempo.
Todos nós falhamos e geralmente a culpa não cabe somente a uma das partes, mas é preciso termos cuidado com o que dizemos ou fazemos para não tornarmos as coisas difíceis demais para serem corrigidas.
Outra coisa que temos que considerar, é o fato de que às vezes é muito melhor a separação do que a insistência em viver junto de alguém que não tem respeito pelo cônjuge, e/ou que não liga para os filhos, ou que pensa que pode viver uma vida sem compromissos com a família.

Vejamos o que Deus nos ensina através de Sua Palavra sobre:
  1. O Casamento:


  2. Gênesis 1:27: “27 Criou, pois, Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou”.
    Gênesis 2:24: “24 Portanto deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e unir-se-á à sua mulher, e serão uma só carne”.
    Leviticos 18:22: “22 Não te deitarás com varão, como se fosse mulher; é abominação”.

    Concluímos que só existe casamento verdadeiro entre heterosexuais, macho e fêmea, homem e mulher.

  3. A Monogamia:


  4. Mateus 19:5-6: “5 Por isso deixará o homem pai e mãe, e unir-se-á a sua mulher; e serão os dois uma só carne? 6 Assim já não são mais dois, mas uma só carne”.
    I Timóteo 3:2: “2 É necessário, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma só mulher, temperante, sóbrio, ordeiro, hospitaleiro, apto para ensinar”.

    Deus instituiu o casamento monogâmico, isto é, um marido e uma esposa.

  5. O Relacionamento Conjugal:


  6. I Corintios 7:1-16: “1 Ora, quanto às coisas de que me escrevestes, bom seria que o homem não tocasse em mulher; 2 mas, por causa da prostituição, tenha cada homem sua própria mulher e cada mulher seu próprio marido. 3 O marido pague à mulher o que lhe é devido, e do mesmo modo a mulher ao marido. 4 A mulher não tem autoridade sobre o seu próprio corpo, mas sim o marido; e também da mesma sorte o marido não tem autoridade sobre o seu próprio corpo, mas sim a mulher. 5 Não vos negueis um ao outro, senão de comum acordo por algum tempo, a fim de vos aplicardes à oração e depois vos ajuntardes outra vez, para que Satanás não vos tente pela vossa incontinência. 6 Digo isto, porém, como que por concessão e não por mandamento. 7 Contudo queria que todos os homens fossem como eu mesmo; mas cada um tem de Deus o seu próprio dom, um deste modo, e outro daquele. 8 Digo, porém, aos solteiros e às viúvas, que lhes é bom se ficarem como eu. 9 Mas, se não podem conter-se, casem-se. Porque é melhor casar do que abrasar-se. 10 Todavia, aos casados, mando, não eu mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido; 11 se, porém, se apartar, que fique sem casar, ou se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher. 12 Mas aos outros digo eu, não o Senhor: Se algum irmão tem mulher incrédula, e ela consente em habitar com ele, não se separe dela. 13 E se alguma mulher tem marido incrédulo, e ele consente em habitar com ela, não se separe dele. 14 Porque o marido incrédulo é santificado pela mulher, e a mulher incrédula é santificada pelo marido crente; de outro modo, os vossos filhos seriam imundos; mas agora são santos. 15 Mas, se o incrédulo se apartar, aparte-se; porque neste caso o irmão, ou a irmã, não está sujeito à servidão (*); pois Deus nos chamou em paz. 16 Pois, como sabes tu, ó mulher, se salvarás teu marido? ou, como sabes tu, ó marido, se salvarás tua mulher?

    (*) Comentário: Não tem mais obrigações para com o marido.

    Efésios 5:22-33: “22 Vós, mulheres, submetei-vos a vossos maridos, como ao Senhor; 23 porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o Salvador do corpo. 24 Mas, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres o sejam em tudo a seus maridos. 25 Vós, maridos, amai a vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela, 26 a fim de a santificar, tendo-a purificado com a lavagem da água, pela palavra, 27 para apresentá-la a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem qualquer coisa semelhante, mas santa e irrepreensível. 28 Assim devem os maridos amar a suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. 29 Pois nunca ninguém aborreceu a sua própria carne, antes a nutre e preza, como também Cristo à igreja; 30 porque somos membros do seu corpo. 31 Por isso deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e se unirá à sua mulher, e serão os dois uma só carne. 32 Grande é este mistério, mas eu falo em referência a Cristo e à igreja. 33 Todavia também vós, cada um de per si, assim ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie a seu marido.

    Deus requer dos cônjuges respeito mútuo, mais que isso, amor, compreensão e fidelidade.

  7. O Divórcio:


  8. Mateus 19:3-9: “3 Aproximaram-se dele alguns fariseus que o experimentavam, dizendo: É lícito ao homem repudiar sua mulher por qualquer motivo? 4 Respondeu-lhe Jesus: Não tendes lido que o Criador os fez desde o princípio homem e mulher, 5 e que ordenou: Por isso deixará o homem pai e mãe, e unir-se-á a sua mulher; e serão os dois uma só carne?6 Assim já não são mais dois, mas uma só carne. Portanto o que Deus ajuntou, não o separe o homem. 7 Responderam-lhe: Então por que mandou Moisés dar-lhe carta de divórcio e repudiá-la? 8 Disse-lhes ele: Pela dureza de vossos corações Moisés vos permitiu repudiar vossas mulheres; mas não foi assim desde o princípio. 9 Eu vos digo porém, que qualquer que repudiar sua mulher, a não ser por causa de infidelidade, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério”.

    Só existem duas situações em que o divórcio é permitido, possibilitando aos cônjuges casarem-se novamente, segundo a Palavra de Deus: pela morte ou pelo adultério de um dos cônjuges. Há que se ressaltar no entanto, que os cônjuges tem o direito de se separarem, desfazendo o casamento se julgarem ser esta a melhor atitude a tomar, quando existe uma grande ou total incompatibilidade entre os dois.
    Neste caso porém, os cônjuges não poderão casar-se novamente, sem que estejam cometendo o adultério.


Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




Cego E Surdo

Esta mensagem baseia-se no texto encontrado em Isaías (42:18-25): “Surdos, ouvi, e vós, cegos, olhai, para que possais ver. Quem é cego, senão o meu servo, ou surdo como o meu mensageiro, a quem envio? E quem é cego como o que é perfeito, e cego como o servo do Senhor? Tu vês muitas coisas, mas não as guardas; ainda que tenhas os ouvidos abertos, nada ouves. O Senhor se agradava dele por amor da sua justiça; engrandeceu-o pela lei, e o fez glorioso. Mas este é um povo roubado e saqueado; todos estão enlaçados em cavernas, e escondidos em cárceres; são postos por presa, e ninguém há que os livre; por despojo, e ninguém diz: Restitui. Quem há entre vós que ouça isto, que atenda e ouça o que há de ser depois? Quem entregou a Jacó por despojo, e a Israel aos roubadores? Porventura não foi o Senhor, aquele contra quem pecamos, e nos caminhos do qual não queriam andar, não dando ouvidos à sua lei? Por isso derramou sobre eles a indignação da sua ira, e a força da guerra, e lhes pós labaredas em redor; porém nisso não atentaram; e os queimou, mas não puseram nisso o coração”.
Estas palavras foram dirigidas a Israel, mas entendemos que é extensiva a nós, ao Israel de Deus, ao povo escolhido, ao povo que clama pelo Seu nome; que embora às vezes distanciado Dele pelo pecado e pela falta de fé, ainda assim, é o povo de Deus. Mais que isso, esta mensagem tem um caráter individual, como lemos em Romanos 9:25-26:”Como também diz em Oséias: Chamarei meu povo ao que não era meu povo; E amada à que não era amada.E sucederá que no lugar em que lhes foi dito: Vós não sois meu povo; aí serão chamados filhos do Deus vivo”.
Israel pecou e foi repreendido por Deus para que vivessem como “povo de Deus”, observando Sua lei, Seus mandamentos e desfrutando do Seu infinito amor.
No entanto o povo se encolheu, se diminuiu, não entendeu o que tinha acontecido e se resignou e colocou-se em uma posição de derrota, de miséria, de povo saqueado, pilhado e despojado das bênçãos de Deus.
É assim que muitas vezes nos sentimos e nesta mesma posição nos colocamos, esquecendo do nosso maravilhoso Deus, que deu o Seu próprio filho para nos resgatar enquanto ainda éramos pecadores, inimigos de Deus!
Logo a seguir lemos (Isaías 43:1-12): ”Mas agora, assim diz o Senhor que te criou, ó Jacó, e que te formou, ó Israel: Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és meu. Quando passares pelas águas estarei contigo, e quando pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti. Porque eu sou o Senhor teu Deus, o Santo de Israel, o teu Salvador; dei o Egito por teu resgate, a Etiópia e a Seba em teu lugar.Visto que foste precioso aos meus olhos, também foste honrado, e eu te amei, assim dei os homens por ti, e os povos pela tua vida. Não temas, pois, porque estou contigo; trarei a tua descendência desde o oriente, e te ajuntarei desde o ocidente. Direi ao norte: Dá; e ao sul: Não retenhas; trazei meus filhos de longe e minhas filhas das extremidades da terra. A todos os que são chamados pelo meu nome e os que criei para a minha glória, os formei, e também os fiz. Trazei o povo cego, que tem olhos; e os surdos, que têm ouvidos. Todas as nações se congreguem, e os povos se reúnam; quem dentre eles pode anunciar isto, e fazer-nos ouvir as coisas antigas? Apresentem as suas testemunhas, para que se justifiquem, e se ouça, e se diga: Verdade é. Vós sois as minhas testemunhas, diz o Senhor, e meu servo, a quem escolhi; para que o saibais, e me creiais, e entendais que Eu sou o mesmo, e que antes de mim deus nenhum se formou, e depois de mim nenhum haverá. Eu, Eu sou o Senhor, e fora de mim não há Salvador. Eu anunciei, e Eu salvei, e Eu o fiz ouvir, e deus estranho não houve entre vós, pois vós sois as minhas testemunhas, diz o Senhor; Eu sou Deus”.
Agora, Deus lembra Israel que não deve permanecer naquela situação de derrota; que ele é um povo escolhido por Deus, e que o Senhor já havia mostrado no passado Seu cuidado para com ele, Seu amor e o Seu poder.
O mesmo Ele nos fala hoje, já que somos Seu povo.
Assim, vivamos a vida abundante que o Senhor preparou para nós; comuniquemos esta palavra a outros, para que no seu devido tempo floresça no coração daqueles a quem o Senhor tem antecipadamente escolhido, para que sejam salvos de uma vida miserável neste mundo e da perdição eterna!
Ele quer que lembremos das muitas bênçãos com que nos tem abençoado, das maravilhas que tem feito em nosso meio e não dos problemas e dificuldades que por algum motivo, enfrentamos nessa vida.
Oremos pois à Deus, para que ele nos ajude a ver e a ouvir o que Ele tem feito por nós a cada dia, a cada instante; das promessas maravilhosas, fruto do Seu imenso amor por nós e as quais só Ele pode honrar, pois só Ele é Deus!

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




Como Viver?


Quem em sua infância, pelo menos uma vez não se sentiu humilhado por outras crianças, por não querer participar de alguma brincadeira, a qual os nossos pais nos tenham proibido de brincar?
Qual de nós, alguma vez, não se sentiu diminuído por outro jovem, por não participarmos de alguma coisa que seria “tão normal” e nós devido às nossas crenças ou a nossa criação, preferimos nos abster de praticar?
Assim é a vida do povo de Deus neste mundo. As pessoas nos acham diferentes, monótonos, muitas vezes não nos querem como companhia, porque vamos estragar o prazer deles, quando estiverem fazendo alguma coisa que sabem que não vamos participar ou que vamos recriminar.

O que o mundo nos oferece, satisfaz à carne, mas não ao espírito, e assim como a carne perece, também os seus prazeres são efêmeros. A Palavra de Deus nos ensina que devemos viver pelo espírito: “Digo, porém: Andai pelo Espírito, e não haveis de cumprir a cobiça da carne. Porque a carne luta contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes se opõem um ao outro, para que não façais o que quereis. Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais debaixo da lei. Ora, as obras da carne são manifestas, as quais são: a prostituição, a impureza, a lascívia, a idolatria, a feitiçaria, as inimizades, as contendas, os ciúmes, as iras, as facções, as dissensões, os partidos, as invejas, as bebedeiras, as orgias, e coisas semelhantes a estas, contra as quais vos previno, como já antes vos preveni, que os que tais coisas praticam não herdarão o reino de Deus. Mas o fruto do Espírito é: o amor, o gozo, a paz, a longanimidade, a benignidade, a bondade, a fidelidade, a mansidão, o domínio próprio; contra estas coisas não há lei. E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências. Se vivemos pelo Espírito, andemos também pelo Espírito” (Gálatas 5:16-25).

No mundo atual, cheio de maldade, perigos, doenças, pragas, acidentes naturais e guerras, ficamos muitas vezes acuados, assustados, tristes e desesperançados.
Quando ligamos a televisão, tomamos conhecimento de crimes brutais: filhos matando os pais; pais matando os filhos; a corrupção campeando ; o sexo sem compromisso, a desmoralização do casamento, o fim da moral e da boa conduta; os atentados terroristas, a criação de leis que punem os justos e privilegiam os injustos.
Como suportar isso? Como conviver com esse mundo de trevas, sem nos macularmos, sem nos magoarmos, sem perdermos a esperança?
Devemos lembrar que vivemos nos tempos do fim e atentarmos para as palavras que Paulo escreveu a Timóteo, inspirado por Deus: “Sabe, porém, isto, que nos últimos dias sobrevirão tempos penosos; pois os homens serão amantes de si mesmos, gananciosos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a seus pais, ingratos, ímpios, sem afeição natural, implacáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando-lhe o poder. Afasta-te também desses. Porque deste número são os que se introduzem pelas casas, e levam cativas mulheres néscias carregadas de pecados, levadas de várias concupiscências; sempre aprendendo, mas nunca podendo chegar ao pleno conhecimento da verdade. E assim como Janes e Jambres resistiram a Moisés, assim também estes resistem à verdade, sendo homens corruptos de entendimento e réprobos quanto à fé. Não irão, porém avante; porque a todos será manifesta a sua insensatez, como também o foi a daqueles. Tu, porém, tens observado a minha doutrina, procedimento, intenção, fé, longanimidade, amor, perseverança, as minhas perseguições e aflições, como as que sofri em Antioquia, em Icônio, em Listra; quantas perseguições suportei! e de todas o Senhor me livrou. E na verdade todos os que querem viver piamente em Cristo Jesus padecerão perseguições. Mas os homens maus e impostores irão de mal a pior, enganando e sendo enganados. Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido, e que desde a infância sabes as sagradas letras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela que há em Cristo Jesus. Toda Escritura é divinamente inspirada e proveitosa para ensinar, para repreender, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente preparado para toda boa obra” (II Timóteo 3).
Devemos permanecer firmes em nossa maneira de viver, seguindo o evangelho de Jesus, lutando a cada dia, o “bom combate da fé”.

Pouco antes de ser crucificado, Jesus orou ao Pai por nós, dizendo: “Manifestei o teu nome aos homens que do mundo me deste. Eram teus, e tu mos deste; e guardaram a tua palavra. Agora sabem que tudo quanto me deste provém de ti; porque eu lhes dei as palavras que tu me deste, e eles as receberam, e verdadeiramente conheceram que saí de ti, e creram que tu me enviaste. Eu rogo por eles; não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me tens dado, porque são teus; todas as minhas coisas são tuas, e as tuas coisas são minhas; e neles sou glorificado. Eu não estou mais no mundo; mas eles estão no mundo, e eu vou para ti. Pai santo, guarda-os no teu nome, o qual me deste, para que eles sejam um, assim como nós. Enquanto eu estava com eles, eu os guardava no teu nome que me deste; e os conservei, e nenhum deles se perdeu, senão o filho da perdição, para que se cumprisse a Escritura. Mas agora vou para ti; e isto falo no mundo, para que eles tenham a minha alegria completa em si mesmos.” (João 17:6-26).
Por isso, podemos contar com a ajuda e a proteção de Deus para as nossas vidas, não esquecendo também estas palavras de Jesus: “O ladrão não vem senão para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância" (João 10:10). Ele nos quer ver alegres e em paz!

Essa é a resposta de Deus, para a nossa pergunta, título desta mensagem: devemos viver de acordo com a Sua palavra, e desfrutarmos da vida abundante que Ele quer para nós, certos da Sua protecão e bêncão, que vem através do Seu infinito amor por nós e da intercessão de Jesus Cristo, Nosso Senhor e Salvador.

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




Doença

"Percorria Jesus toda a Galiléia, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino e curando toda a sorte de enfermidades entre o povo" (Mateus 4:23).
Vemos na bíblia que o Senhor Jesus respondeu assim aos mensageiros de João Batista, quando vieram lhe perguntar se porventura era Ele o Cristo: "Ide e anunciai a João o que estais ouvindo e vendo: os cegos vêem, os coxos andam, os leprosos são purificados, os surdos ouvem os mortos são ressuscitados e aos pobres está sendo pregado o evangelho" (Mateus 11:5).
Podemos ver assim de forma clara que não é da vontade de Deus que hajam doentes.
A doença entrou no mundo depois que o homem resolveu, ainda no Éden, que não precisava de Deus; pecou, afastou-se Dele.
Em outra passagem, lemos: "Esta enfermidade não é para a morte e sim, para a glória de Deus" (João 11:5).
Notemos tambem que quase sempre, antes de curar um enfermo o Senhor perguntava se ele cria que podia ser curado. Fale com Ele; busque-o com fé e perseverança. Peça para que Ele o ajude na fé como lemos: "E imediatamente o pai do menino exclamou (com lágrimas):eu creio; ajuda-me na minha fé" (Marcos 9:24). E o Senhor Jesus curou o filho daquele homem!

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.



Envergonhado Do Evangelho

Em sua carta aos romanos, no capítulo 1, verso 16, o apóstolo Paulo escreve:
"16 Porque não me envergonho do evangelho, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego".
John F. MacArthur, escreveu um livro que tem o título "Envergonhado do Evangelho", onde o autor trata da invasão de idéias e conceitos do mundo dentro da Igreja de Cristo.
São dois evangelhos distintos. O primeiro, foi pregado por Jesus; o segundo, o que tem sido pregado em muitas igrejas nos dias de hoje, recheado de conceitos mundanos.

Vamos entender também o que é a "A Igreja de Cristo"; Ela não se restringe a uma denominação ou a um templo erguido pelo homem, mas é formada por todos os que aceitaram a Jesus como seu Senhor e Salvador; aos que confessam com sua boca que Jesus Cristo é o Senhor e se firmam na verdade de Sua Palavra, crendo que Jesus é o Filho de Deus e obedecendo os seus ensinamentos.

Vemos com tristeza, o verdadeiro evangelho ser em muitas igrejas [templos], deixado de lado; com a desculpa de introduzir novos métodos de conversão, de proclamação do evangelho, muitos pastores tem permitido e até incentivado uma onda de sincretismo no meio evangélico; uma sedução do inimigo aos pastores que visam o lucro, o poder político aliado à fama, à notoriedade popular.
Em verdade, atrás de tudo isso, vemos uma ação maligna que visa em última análise a destruição da "Igreja de Cristo", através da divisão dos crentes e da introdução de doutrinas estranhas ao verdadeiro evangelho.

Estes ataques já foram sentidos outras vezes, conforme denunciado por Charles Spurgeon no século dezenove.
Em um momento de apatia da igreja quando os crentes vão “vez por outra” aos cultos; quando os cultos do meio da semana são suspensos por falta de presença, pois as pessoas estão mais preocupadas com coisas materiais como a tv digital ou com um carro novo, e não acham mais ser importante estarem na casa de Deus.
Neste momento o inimigo surge das trevas para sussurrar aos ouvidos dos líderes da igreja, que ela tem que se modernizar; precisa seguir os modelos de uma empresa do século vinte e um.
Abandonam as instruções de Deus para o seu povo e seguem os conceitos humanos de marketing. É o pragmatismo, que prega que se uma determinada técnica ou um curso de ação resulta no efeito desejado, a utilização de tal recurso é válida.

Em vez de pregar o evangelho de Jesus, pregam o evangelho que agrada ao mundo; o evangelho que não condena o aborto, o homossexualismo, a devassidão política, a injustiça, o sexo fora do casamento, o divórcio e tantas outras coisas que são tratadas como “normais nos dias de hoje”.
Vende-se óleo ungido, areia de Israel; medalhas protetoras ou rosas santificadas. Pseudo-artistas ou verdadeiros artistas populares, fingem abraçar a fé com intuito de vender os seus CDs dentro da igreja.
Há pastores que cobram para pregar, contrariando frontalmente o que Jesus nos comanda fazer em Mateus 10:7-10:
“7 e indo, pregai, dizendo: É chegado o reino dos céus.
8 Curai os enfermos, ressuscitai os mortos, limpai os leprosos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai.
9 Não vos provereis de ouro, nem de prata, nem de cobre, em vossos cintos;
10 nem de alforje para o caminho, nem de duas túnicas, nem de alparcas [sandálias], nem de bordão; porque digno é o trabalhador do seu alimento”.

Promovem-se shows onde multidões acorrem para assistir e verem pregadores que estão mais preocupados em se tornarem populares, para quem sabe serem eleitos nas próximas eleições, ou talvez venderem os seus livros, chaveiros, camisetas e bonés.
Em Época de eleição, permitem-se verdadeiros comícios no púlpito, em favor de um ou outro candidato, quanto mais popular melhor, e há até pastores que pedem o voto dos membros das igrejas.
Pregadores desviados da verdade, se auto-intitulam bispos de igrejas que eles mesmos inventaram para atingirem seus objetivos mundanos.
As práticas e conceitos espíritas como “olho grande”, “encosto”, “banho de descarrego”, são anunciadas sem o menor pudor, mostrando uma completa separação destas “igrejas” do evangelho de Jesus.

Cabe a nós, os que seguimos a palavra de Deus, sermos firmes e não permitirmos que este desvario se instale em nossas igrejas.
Devemos nos engajar nesta luta, com orações e também cobrando uma postura dos líderes de nossas igrejas, compatível com os cargos para os quais foram escolhidos, e, que diante de Deus se comprometeram a exercer, na certeza de que o Senhor não permitirá que estas heresias destruam a Sua Igreja, a Sua Noiva, a qual foi comprada com o Seu Sangue.
Alertar aos incautos, aos que de boa fé, tem participado de tudo isso, mostrando a verdade para que não sigam neste caminho de perdicão.

Por fim, gostaríamos de estabelecer como genuina esta mensagem, baseados naquilo que lemos na bíblia, a palavra escrita de Deus e por isso chamamos a sua atenção para as passagens abaixo.
Por favor medite sobre elas:
  1. Em Marcos 16:15, Jesus nos deu esta maravilhosa incumbência:
    “15 E disse-lhes: Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura”.
  2. Na carta de Paulo aos Gálatas capítulo 1, lemos:
    “1 Paulo, apóstolo (não da parte dos homens, nem por intermédio de homem algum, mas sim por Jesus Cristo, e por Deus Pai, que o ressuscitou dentre os mortos),
    2 e todos os irmãos que estão comigo, às igrejas da Galácia:
    3 Graça a vós, e paz da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo,
    4 o qual se deu a si mesmo por nossos pecados, para nos livrar do presente século mau, segundo a vontade de nosso Deus e Pai,
    5 a quem seja a glória para todo o sempre. Amém.
    6 Estou admirado de que tão depressa estejais desertando daquele que vos chamou na graça de Cristo, para outro evangelho,
    7 o qual não é outro; senão que há alguns que vos perturbam e querem perverter o evangelho de Cristo.
    8 Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos pregasse outro evangelho além do que já vos pregamos, seja anátema [maldito].
    9 Como antes temos dito, assim agora novamente o digo: Se alguém vos pregar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema.
    10 Pois busco eu agora o favor dos homens, ou o favor de Deus? Ou procuro agradar aos homens? Se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo.
    11 Mas faço-vos saber, irmãos, que o evangelho que por mim foi anunciado não é segundo os homens;
    12 porque não o recebi de homem algum, nem me foi ensinado; mas o recebi por revelação de Jesus Cristo.
  3. Em Atos 16:14-26, lemos: 14 E certa mulher chamada Lídia, vendedora de púrpura, da cidade de Tiatira, e que temia a Deus, nos escutava e o Senhor lhe abriu o coração para atender às coisas que Paulo dizia.
    15 Depois que foi batizada, ela e a sua casa, rogou-nos, dizendo: Se haveis julgado que eu sou fiel ao Senhor, entrai em minha casa, e ficai ali. E nos constrangeu a isso.
    16 Ora, aconteceu que quando íamos ao lugar de oração, nos veio ao encontro uma jovem que tinha um espírito adivinhador, e que, adivinhando, dava grande lucro a seus senhores.
    17 Ela, seguindo a Paulo e a nós, clamava, dizendo: São servos do Deus Altíssimo estes homens que vos anunciam um caminho de salvação.
    18 E fazia isto por muitos dias. Mas Paulo, perturbado, voltou-se e disse ao espírito: Eu te ordeno em nome de Jesus Cristo que saias dela. E na mesma hora saiu.
    19 Ora, vendo seus senhores que a esperança do seu lucro havia desaparecido, prenderam a Paulo e Silas, e os arrastaram para uma praça à presença dos magistrados”.
  4. Em 1 Timóteo 6:3-14, lemos:
    “3 Se alguém ensina alguma doutrina diversa, e não se conforma com as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Cristo, e com a doutrina que é segundo a piedade,
    4 é soberbo, e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, injúrias, suspeitas maliciosas,
    5 disputas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, cuidando que a piedade é fonte de lucro;
    6 e, de fato, é grande fonte de lucro a piedade com o contentamento.
    7 Porque nada trouxe para este mundo, e nada podemos daqui levar;
    8 tendo, porém, alimento e vestuário, estaremos com isso contentes.
    9 Mas os que querem tornar-se ricos caem em tentação e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, as quais submergem os homens na ruína e na perdição.
    10 Porque o amor ao dinheiro é raiz de todos os males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.
    11 Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a constância, a mansidão.
    12 Peleja o bom combate da fé, apodera-te da vida eterna, para a qual foste chamado, tendo já feito boa confissão diante de muitas testemunhas.
    13 Diante de Deus, que todas as coisas vivifica, e de Cristo Jesus, que perante Pôncio Pilatos deu o testemunho da boa confissão, exorto-te
    14 a que guardes este mandamento sem mácula e irrepreensível até a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo;
  5. E finalmente, Judas, o irmão de Jesus [não ousou chamar-se ”irmão de Jesus”], sob a direção do Espírito Santo, resume em sua carta tudo o que humildemente, tentamos expressar nesta mensagem, que lemos em Judas 1:
    “1 Judas, servo de Jesus Cristo, e irmão de Tiago, aos chamados, amados em Deus Pai, e guardados em Jesus Cristo:
    2 Misericórdia, paz e amor vos sejam multiplicados.
    3 Amados, enquanto eu empregava toda a diligência para escrever-vos acerca da salvação que nos é comum, senti a necessidade de vos escrever, exortando-vos a pelejar pela fé que de uma vez para sempre foi entregue aos santos.
    4 Porque se introduziram furtivamente certos homens, que já desde há muito estavam destinados para este juízo, homens ímpios, que convertem em dissolução a graça de nosso Deus, e negam o nosso único Soberano e Senhor, Jesus Cristo.
    5 Ora, quero lembrar-vos, se bem que já de uma vez para sempre soubestes tudo isto, que, havendo o Senhor salvo um povo, tirando-o da terra do Egito, destruiu depois os que não creram;
    6 aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, ele os tem reservado em prisões eternas na escuridão para o juízo do grande dia,
    7 assim como Sodoma e Gomorra, e as cidades circunvizinhas, que, havendo-se prostituído como aqueles anjos, e ido após outra carne, foram postas como exemplo, sofrendo a pena do fogo eterno.
    8 Contudo, semelhantemente também estes falsos mestres, sonhando, contaminam a sua carne, rejeitam toda autoridade e blasfemam das dignidades.
    9 Mas quando o arcanjo Miguel, discutindo com o Diabo, disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar contra ele juízo de maldição, mas disse: O Senhor te repreenda.
    10 Estes, porém, blasfemam de tudo o que não entendem; e, naquilo que compreendem de modo natural, como os seres irracionais, mesmo nisso se corrompem.
    11 Ai deles! Porque foram pelo caminho de Caim, e por amor do lucro se atiraram ao erro de Balaão, e pereceram na rebelião de Coré.
    12 Estes são os escolhidos em vossos ágapes [banquetes], quando se banqueteiam convosco, pastores que se apascentam a si mesmos sem temor; são nuvens sem água, levadas pelos ventos; são árvores sem folhas nem fruto, duas vezes mortas, desarraigadas;
    13 ondas furiosas do mar, espumando as suas próprias torpezas, estrelas errantes, para as quais tem sido reservado para sempre o negrume das trevas.
    14 Para estes também profetizou Enoque, o sétimo depois de Adão, dizendo: Eis que veio o Senhor com os seus milhares de santos,
    15 para executar juízo sobre todos e convencer a todos os ímpios de todas as obras de impiedade, que impiamente cometeram, e de todas as duras palavras que ímpios pecadores contra ele proferiram.
    16 Estes são murmuradores, queixosos, andando segundo as suas concupiscências [cobiças]; e a sua boca diz coisas muito arrogantes, adulando pessoas por causa do interesse.
    17 Mas vós, amados, lembrai-vos das palavras que foram preditas pelos apóstolos de nosso Senhor Jesus Cristo;
    18 os quais vos diziam: Nos últimos tempos haverá escarnecedores, andando segundo as suas ímpias concupiscências.
    19 Estes são os que causam divisões; são sensuais, e não têm o Espírito.
    20 Mas vós, amados, edificando-vos sobre a vossa santíssima fé, orando no Espírito Santo,
    21 conservai-vos no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo para a vida eterna.
    22 E apiedai-vos de alguns que estão na dúvida,
    23 e salvai-os, arrebatando-os do fogo; e de outros tende misericórdia com temor, abominação até a túnica manchada pela carne.
    24 Ora, àquele que é poderoso para vos guardar de tropeçar, e apresentar-vos ante a sua, glória imaculados e jubilosos,
    25 ao único, Deus, nosso Salvador, por Jesus Cristo nosso Senhor, glória, majestade, domínio e poder, antes de todos os séculos, e agora, e para todo o sempre. Amém.


Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.






Existe dentro de cada cristão, a vontade de agradar a Deus e por isso buscamos sempre uma forma de atingir este objetivo.
Muitas vezes ficamos frustados e desapontados, porque não sentimos que estamos conseguindo alcançar o nosso objetivo; isso ocorre porque na verdade estamos querendo "dar" alguma coisa a Deus, o que é impossível.
Tudo o que "temos" ou "somos", foi criado, desenvolvido e é mantido pela graça de Deus. Nós, nada somos, nada temos que não tenhamos recebido do Senhor: "Porque, quem te faz diferente? E que tens tu que não tenhas recebido? E, se o recebeste, por que te glorias, como se não o houveras recebido?" (1 Coríntios 4:7).
O que Deus quer basicamente de cada um de nós, além da retribuição sincera de Seu infinito amor, é a fé, o "crer" em Sua existência e na Sua palavra: "E por que me chamais, Senhor, Senhor, e não fazeis o que eu digo?" (Lucas 6:46 )
Além disso, nós devemos dedicar a Deus, o melhor do que Ele nos "empresta" nesta vida. As ofertas que agradam a Deus, são aquelas que com amor e despredimento Lhe dedicamos e isso, não tem nada a ver com valores materiais: "Vindo, porém, uma pobre viúva, deitou duas pequenas moedas, que valiam meio centavo. E, chamando os seus discípulos, disse-lhes: Em verdade vos digo que esta pobre viúva deitou mais do que todos os que deitaram na arca do tesouro;" (Marcos 12:42-43).
Muitas vezes não é nada tangível; pode ser uma oração de louvor e gratidão, um hino cantado de coração ou um serviço prestado à obra do Senhor. Tudo entretanto, que fizermos para agradar a Deus, deve ser alicerçado na fé: "Ora, sem fé é impossível agradar-Lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que Ele existe e que é galardoador dos que o buscam." (Hebreus 11:6).
Creio que a nossa fé se inicia no momento em que aceitamos Jesus como nosso Senhor e Salvador. A partir daí, Deus vai trabalhando em nossas vidas de uma forma maravilhosa para que a nossa fé cresça e dê frutos.
Quando estamos bem, sem nenhum problema, infelizmente temos uma tendência ao pecado: "... e o Senhor disse em seu coração: não tornarei a amaldiçoar a terra por causa do homem, porque é mau o desígnio íntimo do homem desde a sua mocidade..." (Gênesis 8:21), que perigosamente nos leva a tão somente aproveitar o momento, festejar e esquecemos que todas as bençãos devemos à Deus.
Não que seja errado se alegrar, festejar, pelo contrário, Deus mesmo instituiu muitas festas para o povo de Israel, para que se alegrassem na presença Dele.
Muitas vezes passamos por situações difíceis, problemas de saúde e nestas horas, nos deixamos abater, ignorando ou não entendendo, que se Deus está permitindo, isso ocorre para o nosso bem: "E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o Seu propósito." (Romanos 8:28).
Eu sei, por experiência própria, como é difícil se manter tranquilo e lembrar que o Senhor está conosco: "... e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém."(Mateus 28:20), e que por isso mesmo, não temos o que temer.
Tudo, literalmente tudo, está sujeito a vontade de Deus que é Todo Poderoso, isto é, tem poder sobre tudo e todos!
Mas se sabemos e cremos em tudo isso, porque ainda assim tememos? Por causa da nossa pequena fé: " E disse-lhes: onde está a vossa fé? E eles, temendo, maravilharam-se, dizendo uns aos outros: quem é este, que até aos ventos e à água manda, e lhe obedecem?" (Lucas 8:25).
Muitas vezes confundimos a verdade e embora possamos ver e até tocar no problema, este na verdade é uma situação passageira e não a Verdade Eterna, que é Jesus Nosso Senhor: " Disse-lhe Jesus: "Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim." (João 14:6).
O que fazer então diante deste conflito entre a razão e a fé? Bem, em primeiro lugar, não devemos esquecer que: "Não atentando nós nas coisas que se vêem, mas nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais e as que se não vêem são eternas" (2 Coríntios 4:18) e também que: "Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam e a prova das coisas que não se vêem". (Hebreus 11:1).
Sabendo da nossa fraqueza e por ser um Deus Maravilhoso, Ele deixou registrado para nós, como devemos nos comportar diante de problemas humanamente insolúveis :
1) O menino endemoniado: "E perguntou aos escribas: Que é que discutis com eles? E um da multidão, respondendo, disse: Mestre, trouxe-Te o meu filho, que tem um espírito mudo; e este, onde quer que o apanha, despedaça-o, ele espuma, range os dentes e vai definhando. Roguei aos Teus discípulos que o expulsassem e não puderam. Então Jesus lhes disse: O geração incrédula! até quando estarei convosco? até quando vos sofrerei ainda? Trazei-mo. E trouxeram-lho; e quando ele viu a Jesus, o espírito imediatamente o agitou com violência, e, caindo o endemoninhado por terra, revolvia-se, espumando. Perguntou Jesus ao pai dele: Há quanto tempo que lhe sucede isto? E ele disse-lhe: Desde a infância. E muitas vezes o tem lançado no fogo e na água, para o matar; mas, se tu podes fazer alguma coisa, tem compaixão de nós e ajuda-nos. Ao que Jesus lhe respondeu: Se tu podes crer! tudo é possível ao que crê. E imediatamente o pai do menino exclamou, com lágrimas: Eu creio, Senhor! ajuda me na minha falta de fé. E Jesus, vendo que a multidão concorria, repreendeu o espírito imundo, dizendo-lhe: espírito mudo e surdo, eu te ordeno: sai deste jovem e nunca mais torne a ele. E ele, clamando, e agitando-o com violência, saiu e ficou o menino como morto, de tal maneira que muitos diziam: Morreu. Mas Jesus, tomando-o pela mão, o ergueu e ele se levantou. E, quando entrou em casa, os seus discípulos lhe perguntaram à parte: Por que o não pudemos nós expulsar? E disse-lhes: esta casta não pode sair, a não ser com oração e jejum" (Marcos 9:16-29).
2) A filha de Jairo: "Estando ele ainda falando, chegou um dos do príncipe da sinagoga, dizendo: a tua filha já está morta, não incomodes o Mestre. Jesus, porém, ouvindo-o, respondeu-lhe, dizendo: não temas; crê somente e será salva. E, entrando em casa, a ninguém deixou entrar, senão a Pedro, Tiago, João, o pai e a mãe da menina. E todos choravam e a pranteavam. Então ele disse: não choreis, não está morta, mas dorme. E riam-se Dele, sabendo que estava morta. Mas Ele, pondo-os todos fora e pegando-lhe na mão, clamou, dizendo: levanta-te, menina. E o seu espírito voltou e ela logo se levantou; e Jesus mandou que lhe dessem de comer. Seus pais ficaram maravilhados e ele lhes mandou que a ninguém dissessem o que havia sucedido" (Lucas 8:41-56);
3) Ressurreição de Lázaro: "Então Jesus disse-lhes claramente: Lázaro está morto; e folgo, por amor de vós, de que eu lá não estivesse, para que acrediteis; mas vamos ter com ele. Disse, pois, Tomé, chamado Dídimo, aos condiscípulos: vamos nós também, para morrermos com ele. Chegando, pois, Jesus, encontrou Lázaro já sepultado, havia quatro dias. (Ora Betânia distava de Jerusalém quase quinze estádios.) E muitos dos judeus tinham ido consolar a Marta e a Maria, acerca de seu irmão. Ouvindo, pois, Marta que Jesus vinha, saiu-lhe ao encontro; Maria, porém, ficou assentada em casa. Disse, pois, Marta a Jesus: Senhor, se tu estivesses aqui, meu irmão não teria morrido. Mas também agora sei que tudo quanto pedires a Deus, Deus to concederá. Disse-lhe Jesus: teu irmão há de ressuscitar. Disse-lhe Marta: eu sei que há de ressuscitar na ressurreição do último dia. Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá; e todo aquele que vive e crê em mim, nunca morrerá. Crês tu isto? Disse-lhe ela: Sim, Senhor, creio que tu és o Cristo, o Filho de Deus, que havia de vir ao mundo. E, dito isto, partiu, e chamou em segredo a Maria, sua irmã, dizendo: o Mestre está aqui e te chama. Ela, ouvindo isto, levantou-se logo, e foi ter com ele. (Ainda Jesus não tinha chegado à aldeia, mas estava no lugar onde Marta o encontrara.) Vendo, pois, os judeus, que estavam com ela em casa e a consolavam, que Maria apressadamente se levantara e saíra, seguiram-na, dizendo: vai ao sepulcro para chorar ali. Tendo, pois, Maria chegado aonde Jesus estava, e vendo-o, lançou-se aos seus pés, dizendo-lhe: Senhor, se tu estivesses aqui, meu irmão não teria morrido. Jesus pois, quando a viu chorar, e também chorando os judeus que com ela vinham, moveu-se muito em espírito e perturbou-se. E disse: Onde o pusestes? Disseram-lhe: Senhor, vem, e vê. Jesus chorou.
Disseram, pois, os judeus: vede como o amava. E alguns deles disseram: não podia ele, que abriu os olhos ao cego, fazer também com que este não morresse? Jesus, pois, movendo-se outra vez muito em si mesmo, veio ao sepulcro. Era uma caverna e tinha uma pedra posta sobre ela. Disse Jesus: tirai a pedra. Marta, irmã do defunto, disse-lhe: Senhor, já cheira mal, porque é já de quatro dias. Disse-lhe Jesus: não te hei dito que, se creres, verás a glória de Deus? Tiraram, pois, a pedra de onde o defunto jazia. E Jesus, levantando os olhos para cima, disse: Pai, graças te dou, por me haveres ouvido. Eu bem sei que sempre me ouves, mas eu disse isto por causa da multidão que está em redor, para que creiam que tu me enviaste. E, tendo dito isto, clamou com grande voz: Lázaro, sai para fora. E o defunto saiu, tendo as mãos e os pés ligados com faixas, e o seu rosto envolto num lenço. Disse-lhes Jesus: Desligai-o e deixai-o ir. Muitos, pois, dentre os judeus que tinham vindo a Maria e que tinham visto o que Jesus fizera, creram nele" (João 11:14-45).
Quando lemos na bíblia milagres maravilhosos como estes, ainda assim podemos ter o terrível pensamento de que isso só aconteceu porque Jesus estava entre nós. Isso também não é verdade; Pedro ressuscitou a viúva: "E, levantando-se Pedro, foi com eles; e quando chegou o levaram ao quarto alto, e todas as viúvas o rodearam, chorando e mostrando as túnicas e roupas que Dorcas (tradução do nome Tabita) fizera quando estava com elas. Mas Pedro, fazendo sair a todos, pos-se de joelhos e orou: e, voltando-se para o corpo, disse: Tabita, levanta-te. E ela abriu os olhos, e, vendo a Pedro, assentou-se. E ele, dando-lhe a mão, a levantou e, chamando os santos e as viúvas, apresentou-lha viva. E foi isto notório por toda a Jope, e muitos creram no Senhor" (Atos 9:39-43).
Em nossa fraqueza ainda poderiamos argumentar que Pedro era um apóstolo de Jesus, um santo. Pedro era como nós, um homem nascido como nós, sujeito as mesmas tentações e pecador a ponto de negar a Cristo. Claro que não estou julgando Pedro, quem sou eu! Ele foi um grande apóstolo e escolhido por Jesus para chefiar a igreja. Era um apóstolo especial, que sempre participou dos momentos decisivos da vida de Jesus aqui na terra, que acompanhou o Senhor em diversas ocasiões especiais. Mas era um homem e pecava como qualquer um de nós. Até sua fé falhou algumas vezes, mas assim é a nossa vida aqui. Cada momento e um momento de batalha, a ser ganha pela oração: "Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca"(Marcos 14:38).
Através de Tiago, Deus nos fala de Elias, o grande profeta do antigo testamento:" Elias era homem sujeito às mesmas paixões que nós e, orando, pediu que não chovesse e, por três anos e seis meses, não choveu sobre a terra" (Tiago 5:17).
Finalmente, alguém pode ainda argumentar que se pedirmos a Deus, Ele nos atende, mas só se pedirmos de acordo com a vontade Dele: "E esta é a confiança que temos nele, que, se pedirmos alguma coisa, segundo a sua vontade, ele nos ouve" ( 1 João 5:14).
Ora, Jesus nos ensina que: "O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância" (João 10:10). Jesus nunca se negou a curar um enfêrmo, a libertar um endemoniado ou salvar a um perdido, pois para isso Ele veio:"Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido" (Lucas 19:10).
A vontade de Deus é clara: Ele quer que vivamos a vida em sua plenitude; saúde, amor, paz, santidade...um coração voltado para Deus! Essa é a regra geral !!!
A exceção, ocorre quando por motivos que desconhecemos no momento, é melhor para nós não recebermos a benção que pedimos (a minoria dos casos) e se assim for, nós devemos estar em paz também, sabendo que Deus está talvez ainda mais perto de nós, ou melhor dizendo, está nos segurando ainda mais firmes em suas mãos de poder e de misericórdia.

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.






O Fim Do Mundo

Nos evangelhos de Mateus capítulo 24, Marcos capítulo 13 e Lucas capítulo 21, Jesus fala aos seus discípulos sobre o final dos tempos.

É preciso cuidado na interpretação dos tempos, pois assim como acontece no livro de Apocalipse, os tempos se entrelaçam muitas vezes.
O Apocalipse, na verdade assim como na bíblia em inglês, deveria chamar-se Revelações, pois algumas coisas ali relatadas, já aconteceram e outras estão por vir.

O final dos tempos, na verdade já começou com a primeira vinda de Jesus. Vejamos então o que encontramos em Lucas 21:

5 Alguns dos seus discípulos estavam comentando como o templo era adornado com lindas pedras e dádivas dedicadas a Deus. Mas Jesus disse:
6 “Disso que vocês estão vendo, dias virão em que não ficará pedra sobre pedra; serão todas derrubadas”.
7 “Mestre”, perguntaram eles, “quando acontecerão essas coisas? E qual será o sinal de que elas estão prestes a acontecer?”
8 Ele respondeu: “Cuidado para não serem enganados. Pois muitos virão em meu nome, dizendo: ‘Sou eu!’ e ‘O tempo está próximo’. Não os sigam.
9 Quando ouvirem falar de guerras e rebeliões, não tenham medo. É necessário que primeiro aconteçam essas coisas, mas o fim não virá imediatamente”.
10 Então lhes disse: “Nação se levantará contra nação, e reino contra reino.
11 Haverá grandes terremotos, fomes e pestes em vários lugares, e acontecimentos terríveis e grandes sinais provenientes do céu.
12 “Mas antes de tudo isso, prenderão e perseguirão vocês. Então os entregarão às sinagogas e prisões, e vocês serão levados à presença de reis e governadores, tudo por causa do meu nome.
13 Será para vocês uma oportunidade de dar testemunho.
14 Mas convençam-se de uma vez de que não devem preocupar-se com o que dirão para se defender.
15 Pois eu lhes darei palavras e sabedoria a que nenhum dos seus adversários será capaz de resistir ou contradizer.
16 Vocês serão traídos até por pais, irmãos, parentes e amigos, e eles entregarão alguns de vocês à morte.
17 Todos odiarão vocês por causa do meu nome.
18 Contudo, nenhum fio de cabelo da cabeça de vocês se perderá.
19 É perseverando que vocês obterão a vida.
20 “Quando virem Jerusalém rodeada de exércitos, vocês saberão que a sua devastação está próxima.
21 Então os que estiverem na Judéia fujam para os montes, os que estiverem na cidade saiam, e os que estiverem no campo não entrem na cidade.
22 Pois esses são os dias da vingança, em cumprimento de tudo o que foi escrito.
23 Como serão terríveis aqueles dias para as grávidas e para as que estiverem amamentando! Haverá grande aflição na terra e ira contra este povo.
24 Cairão pela espada e serão levados como prisioneiros para todas as nações. Jerusalém será pisada pelos gentios, até que os tempos deles se cumpram.
25 Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas. Na terra, as nações estarão em angústia e perplexidade com o bramido e a agitação do mar.
26 Os homens desmaiarão de terror, apreensivos com o que estará sobrevindo ao mundo; e os poderes celestes serão abalados.
27 Então se verá o Filho do homem vindo numa nuvem com poder e grande glória. 28 Quando começarem a acontecer estas coisas, levantem-se e ergam a cabeça, porque estará próxima a redenção de vocês”.
29 Ele lhes contou esta parábola: “Observem a figueira e todas as árvores.
30 Quando elas brotam, vocês mesmos percebem e sabem que o verão está próximo.
31 Assim também, quando virem estas coisas acontecendo, saibam que o Reino de Deus está próximo.
32 “Eu lhes asseguro que não passará esta geração até que todas essas coisas aconteçam.
33 Os céus e a terra passarão, mas as minhas palavras jamais passarão.
34 “Tenham cuidado, para não sobrecarregar o coração de vocês de libertinagem, bebedeira e ansiedades da vida, e aquele dia venha sobre vocês inesperadamente.
35 Porque ele virá sobre todos os que vivem na face de toda a terra.
36 Estejam sempre atentos e orem para que vocês possam escapar de tudo o que está para acontecer, e estar em pé diante do Filho do homem”.

Análise do texto:


No verso 8, Jesus preve o surgimento de falsos Messias e de falsas predicões do fim do mundo. Uma das mais recentes que tivemos notícia, foi aquela relacionada com o calendário Maia, que previa, segundo alguns, que o fim do mundo deveria ocorrer em 21 de dezembro de 2012.

No verso 10, Jesus nos adverte para a ocorrência de guerras envolvendo as nacões. No século passado, houveram duas guerras mundiais. A primeira comecou em 28 de julho de 1914 e terminou em 11 de novembro de 1918. Coisa sem precedente e que levou a morte de aproximadamente 20 milhões de pessoas.
Em 1 de setembro de 1939 uma nova guerra mundial iniciou-se na europa e extendeu-se por todos os continentes. Ela terminou em 15 de agosto de 1945 com a rendicão do Japão. Nesta guerra, cerca de 78 milhões de pessoas morreram.
Sabemos também que nos dias de hoje não há condicões para uma terceira guerra mundial, pois isso significaria a destruicão do planeta terra, tantas e tão poderosas são as armas estocadas ao redor do mundo.

Nos versos de 12 a 19, Jesus está se referindo a perseguição que se seguiu à sua morte e ressurreição, quando a igreja foi perseguida e por causa disso, os cristãos que foram dispersos pregavam o evangelho por onde quer que passassem, como Jesus lhes havia ordenado em Marcos 16:15-16:

15 E disse-lhes: “Vão pelo mundo todo e preguem o evangelho a todas as pessoas.
16 Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado.

No verso 6, Jesus fala sobre a destruição do templo erguido por Salomão, pelas forças do general Tito, filho do então imperador romano Vespasiano, no ano 70 DC.
Isso foi conseqüência do sitio e posterior invasão de Jerusalém, a que Jesus se refere nos versos de 20 a 24.

Flavio Josefo, (em latim Flavius Josephus), nascido no ano 37, e falecido no ano 100 da nossa era, também conhecido pelo seu nome hebraico Yosef ben Matityahu ("José, filho de Matias") em sua obra A Guerra dos Judeus, narra com pormenores a matança dos Judeus e a fome que fazia com que as pessoas se matassem por um pedaço de pão.

O historiador também relata a terrível história de uma mãe que cozinhou seu próprio filho a quem amamentava e o comeu. Isso nos lembra também o que Jesus disse sobre as mães que estivessem amamentando naquela época, no verso 23.
Também em decorrência desta guerra e subseqüente destruição de Jerusalém, os Judeus foram dispersos por todo o mundo e Israel deixou de existir até que em 14 de maio de 1948, foi proclamado o atual Estado de Israel.
Nesta data, “o tempo dos gentios”, se completou como profetizado por Jesus no verso 24.

Nos versos 20 a 23 Jesus alerta aos judeus para que não permanecessem em Jerusalém; quem estivesse fóra não deveria entrar e quem estivesse dentro dos muros da cidade, deveriam sair.
Na verdade tres partidos radicais lutavam pelo poder em Jerusalém, e, atacavam-se entre si levando à morte até mesmo sacerdotes além de pessoas que vinham de outros países para ali adorarem.
Flavio Josefo cita em sua obra :

"Viam-se assim pessoas que vinham dos extremos do mundo, para adorar a Deus naquele lugar sagrado, cairem mortas como vítimas e banhar com seu sangue o altar, cultuado não somente pelos gregos, mas ainda pelas nações mais bárbaras. Via-se esse sangue correr em rios de corpos feridos tanto dos sacerdotes, como dos outros; dos originários do país, como dos estrangeiros, de quem aquele lugar santo estava cheio".
Os tres partidos rebelaram-se contra Roma e seus líderes e membros não permitiam que o povo saisse dos muros da cidade.
Qualquer que tentasse fugir era morto. Dos que conseguiram fugir, muitos foram estripados, por soldados das legiões Sírias e Árabes, que teriam descoberto que muitos judeus estavam engolindo jóias para levarem consigo para fóra dos muros. Eles contavam com a protecão dada aos prisioneiros e entregavam-se aos romanos.
Tal barbaridade chocou até mesmo o general Tito, que ordenou que fossem sitiadas aquelas legiões para executar a todos, porém ao notar que o seu numero era maior do que os prisoneiros que haviam sido estripados, reconsiderou e repreendeu-os dizendo que se alguém fizesse de novo tal barbaridade, seria executado imediatamente.

No verso 25, Jesus fala sobre os sinais no céu, nas estrelas e sobre o medo dos homens em relação ao mar.
Recentemente (2004), o mundo se alarmou com o tsunami que destruiu cidades inteiras em países do oceano Índico.
Depois disso foi criado um sistema para detectar tsunamis sempre que ocorrer um terremoto, mas as pessoas estão assustadas com o bramido do mar.

Clique aqui para assistir o vídeo.

Sinais nos céus se sucedem com passagem de asteróides próximos à terra e descobertas se multiplicam no campo da astronomia (novos corpos celestes, nascimento de estrelas e etc.).
Nas afirmações contidas nos versos 32 e 33, entendemos, que Jesus referia-se a perseguição aos cristãos e a guerra contra os romanos. Aquela geração, claro que nem todas as pessoas, viu com os próprios olhos a profecia se cumprir.

Nos últimos versos, Jesus nos avisa para permanecermos atentos e vigilantes pois a Sua segunda vinda surpreenderá a muitos.

O que aconteceu recentemente na Rússia, quando um meteorito atingiu a região central daquele país, nos dá uma amostra do que acontecerá no final dos tempos, como lemos em Apocalipse 16:21:

“21 Caíram sobre os homens, vindas do céu, enormes pedras de granizo, de cerca de trinta e cinco quilos cada; eles blasfemaram contra Deus por causa do granizo, pois a praga fora terrível”.

Clique aqui para assistir o vídeo.
Fonte: RIA Novosti - Russia International Agency


Não bastassem todos esses sinais, vemos ao nosso redor e no resto do mundo, o comportamento rebelde dos povos contra Deus e tudo o que se relaciona a Ele.
Cristãos são perseguidos por outras religiões e até por governos constituídos, que claramente se opõem a soberania de Deus.

Em vez de se arrependerem de seus pecados e buscarem o perdão de Deus, desafiam-no, blasfemam e direcionam todo o seu ódio, contra aquele que criou um mundo maravilhoso, sem doença, sem pestes, sem guerras, sem sofrimento, sem lágrimas, sem fome, sem poluição...sem morte.

O homem está por banir definitivamente Deus (O Senhor) de sua vida. Ansioso por satisfazer a sua carne, suas ambições e maldades, entregou-se ao inimigo, ao diabo.

Ainda assim, Deus em sua infinita misericórdia, mesmo depois de ver Seu Filho morrer de forma torturante na cruz, continua a sustentar este universo, a vida sobre este planeta e, a cada manhã renova suas bênçãos dando tempo para que o homem se arrependa de seus pecados e volte-se para aceitar a única chance que ainda lhe resta de salvação, o Senhor Jesus.

Se você não está certo de sua salvação, se vive afastado do seu Criador, este é o momento para entregar-se ao Senhor Jesus.

Ele o espera de braços abertos como lemos em Apocalipse 3:20:

“20 Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei e cearei com ele, e ele comigo”.

Também em Isaías 55:6-7, lemos:

“6 Busquem o Senhor enquanto é possível achá-lo; clamem por ele enquanto está perto.
7 Que o ímpio abandone o seu caminho, e o homem mau, os seus pensamentos. Volte-se ele para o Senhor, que terá misericórdia dele; volte-se para o nosso Deus, pois ele dá de bom grado o seu perdão".

Deus o (a) abençoe,

Achando Paz Com Deus.


Halloween: A Verdade !

Introdução
O que você irá ler em seguida é uma adaptação de um artigo escrito por Alan Sharpe e que me foi enviado por Kelly Mathews. É um pouco longo mas creio que merece sua atenção.
Embora o Halloween tenha toda a aparência do mal, alguns cristãos ainda o celebram.
Mas porque razão ? Historiadores, antropologistas, enciclopédias e a mídia tornam claro que o Halloween e suas tradições, estão enraizadas na bruxaria e no satanismo.
E porque os cristãos não vem isso ? Não veem as casa decoradas com bruxas, horror, morte, fantasmas, vampiros, demônios e mutilações ? Não podem ver que a celebração do Halloween pelos cristãos é um disparate ?
Claro que sim. Entretanto, discernimento espiritual não parece ser a causa do problema.
A questão é de obediência a Deus e de se dispor a aceitar a "vergonha" e a "ridícularização" pelo fato de se recusarem a celebrar uma data que se torna cada dia mais popular.
Se você é um cristão que diz que "não há mal algum em celebrar o Halloween" e que "a festa já não tem o mesmo sentido de quando começou" ou que "é apenas uma brincadeira de crianças", você deve ler este artigo até o final, considerando as referências citadas, especialmente aquelas contidas na bíblia.
O que significa a palavra Halloween ?
Hallowen é a junção de duas palavras: hallow= santificado e en= (som final de evening) noite e para os antigos celtas, a noite do ano velho e a noite de todas as bruxas. [Dunkling, Leslie. Dictionary of Days. New York: Facts on File, 1988. p54.]
Halloween é caracterizado por bruxaria, idolatria e supertição
Os celtas tinham festivais para dois deuses maiores - o deus sol e o deus da morte (chamado Samhain), que era festejado em 1º de novembro, o começo do ano celta. [The Encyclopedia Americana, Vol 13. Connecticut: Grolier, 1991. p725].
Nos rituais druídas que celebravam o dia de Samhain, o senhor da morte chamava as almas dos maus que tinham morrido durante o ano que acabara de passar.
O tema de colheita, que é comum nas celebrações modernas do Halloween, vem tanto das celebrações dos antigos druídas como das festas celebrando Pomona, deusa das frutas, que foi levada para a Inglaterra durante a ocupação romana. [Collier's Encyclopedia, Vol 12. New York: Macmillan, 1991.[p192.]
Segundo [Farrar, S. What Witches Do: A Modern Coven Revealed. Washington: Phoenix, 1983. p88.], é tambem a "noite de novembro, a noite das almas, o festival gálico do fogo, em homenagem a` Samhain" (o mais assustador de todos os festivais).
Celebrado no fim do verão, quando se diz que os poderes do submundo estão em crescimento, como se seus portões tivessem sido abertos e todas as forças liberadas - tanto as forças do mal como as do bem.
De acordo com um documento Irlandes medieval, os sacerdotes druídas queimavam crianças vivas na fogueira de Samhain em troca de favores de seus deuses protetores. [Halloween: Trick or Treat? Pagan Invasion: Vol 1. Jeremiah Films Inc, 1991.]
Muitos dos costumes do Halloween são remanescentes de superstições relativas a Samhain.
Os Druídas eram feiticeiros, mágicos e sacerdotes de natureza religiosa que habitavam o norte da Europa." [Halloween: Trick or Treat? Pagan Invasion: Vol 1. Jeremiah Films Inc, 1991.]
Os druidas acreditavam que gatos pretos eram reencarnados por almas penadas, dominados por sabedoria e poderes sobrenaturais.
A idéia principal com respeito a Halloween é a de que este é o tempo em que as influências sobrenaturais prevalecem. É uma noite especial em que os espíritos estão soltos. [Chambers, R. ed. The Book of Days. London: republished by Gale, 1967. p 519.]
Pessoas que praticam bruxarias e seus seguidores ainda preservam as antigas crenças pagãs e consideram Halloween um tempo de poderes mortais e sagrados".
Segundo Glenn Hobbs, um ex-satanista, em todo mundo, crianças são sacrificadas na noite de Halloween durante rituais satãnicos, do que ele mesmo é testemunha.
O detetive K. Jackson, do Departamento de Policia de Beaumont nos Estados Unidos, confirma
que seres humanos são sacrificados todos os anos no Halloween.
Há casos confirmados de mulheres usadas por satanistas como "reprodutoras" de crianças que eram depois sacrificadas a satanás.
Na noite de Halloween, organizações de serviço comunitário canadenses e americanos advertem
que crianças e animais são mais provável de serem sequestrados ou envenenadas. [Halloween: Trick or Treat? Pagan Invasion: Vol 1. Jeremiah Films Inc, 1991.]
Comemorar Halloween e Condenado pelas Escrituras desde Genesis até Apocalipse
Fez ele também passar seus filhos pelo fogo no vale do filho de Hinom, e usou de adivinhações e de agouros, e de feitiçarias, e consultou adivinhos e encantadores, e fez muitíssimo mal aos olhos do Senhor, para o provocar à ira.[2 Crônicas 33:6].

Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; Nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos; [Deuteronômio 18:10-11].

A feiticeira não deixarás viver.[Êxodos 22:18].

Alem disto, sacrificaram seus filhos e suas filhas aos demônios, e derramaram sangue inocente, o sangue de seus filhos e de suas filhas que sacrificaram aos ídolos de Canaã; e a terra foi manchada com sangue.
Assim se contaminaram com as suas obras, e se corromperam com os seus feitos.
Então se acendeu a ira do Senhor contra o seu povo, de modo que abominou a sua herança. [Salmos 106:37-40].

E edificaram os altos de Baal, que estão no Vale do Filho de Hinom, para fazerem passar seus filhos e suas filhas pelo fogo a Moloque; o que nunca lhes ordenei, nem veio ao meu coração, que fizessem tal abominação, para fazerem pecar a Judá.[Jeremias 32:35].

Quando, pois, vos disserem: Consultai os que têm espíritos familiares e os adivinhos, que chilreiam e murmuram: porventura não consultará o povo a seu Deus? A favor dos vivos consultar-se-á aos mortos?" [Isaías 8:19].

E exterminarei as feitiçarias da tua mão; e não terás adivinhadores;[Miquéias 5:12].

E, chegada a tarde, trouxeram-lhe muitos endemoninhados, e ele com a sua palavra expulsou deles os espíritos, e curou todos os que estavam enfermos; para que se cumprisse o que fora dito pelo profeta Isaías, que diz: Ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e levou as nossas doenças.
[Mateus 8:16, 17].

E disse: Ó filho do diabo, cheio de todo o engano e de toda a malícia, inimigo de toda a justiça,
não cessarás de perturbar os retos caminhos do Senhor? [Atos 13:10].

Também muitos dos que seguiam artes mágicas trouxeram os seus livros, e os queimaram na presença de todos e, feita a conta do seu preço, acharam que montava a cinqüenta mil peças de prata. [Atos 19:19].

Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus [Gálatas 5:19-21].

Antes digo que as coisas que os gentios sacrificam, as sacrificam aos demônios, e não a Deus.
E não quero que sejais participantes com os demônios.[1Coríntios 10:20].

Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicadores, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte. [Apocalipse 21:8].
Baseados na bíblia concluimos que:
  1. Não devemos ser cúmplices com os trabalhos das trevas [Efésios 5:11].
  2. Devemos nos abster de toda forma de mal [1 Tessalonissenses 5:22].
  3. Não devemos nos associar com falsos cristãos [ 1 Coríntios 5:11].
  4. Não devemos nos associar aos demônios [1 Coríntios 10:20].
  5. Devemos nos afastar de todos os irmãos que vivem desordenadamente [2 Tessalonissenses 3:6].
Qualquer cristão que celebra um dia consagrado a satanás, peca !
Então, como cristão, você tem o dever de obedecer a Deus ! Não pode participar desta celebração profana !
Esperamos que as explicações e referências transcritas aqui, possam ter esclarecido você a respeito do Halloween.
Por favor sinta-se a vontade para enviar o conteúdo desta página para seus amigos.

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




Incapacitado Por Seus Pensamentos

Muitas vezes deixamos de fazer alguma coisa, deixamos de desfrutar de um momento importante em nossas vidas, ou tomamos decisões erradas, porque nos deixamos levar por pensamentos errados.

Nós alimentamos o medo de que as coisas que necessitamos, queremos, aquilo que é bom para nós, não aconteça ou cesse; por outro lado, que as coisas más, aquelas das quais nem queremos ouvir a respeito, coisas que nos assustam, tememos que venham a acontecer.

Tomamos decisões precipitadas que nos trazem muitos problemas no futuro, tudo porque deixamos de obedecer a vontade de Deus, para agirmos da forma mais fácil ou mais simples para nós.

Na bíblia lemos vários episódios que relatam justamente este tipo de atitude por parte de vários servos de Deus.

A hesitação de Moisés, o medo de Elias, a ociosidade e a conseqüente queda de David são apenas três fatos que coletamos para exemplificar o quanto podemos perder ao contrariar a santa e perfeita vontade de Deus.

Moisés:


Êxodo 3

Moisés e a Sarça em Chamas

1 Moisés pastoreava o rebanho de seu sogro Jetro, que era sacerdote de Midiã. Um dia levou o rebanho para o outro lado do deserto e chegou a Horebe, o monte de Deus.
2 Ali o Anjo do Senhor lhe apareceu numa chama de fogo que saía do meio de uma sarça. Moisés viu que, embora a sarça estivesse em chamas, não era consumida pelo fogo.
3 “Que impressionante!”, pensou. “Por que a sarça não se queima? Vou ver isso de perto.”
4 O Senhor viu que ele se aproximava para observar. E então, do meio da sarça Deus o chamou: “Moisés, Moisés!” “Eis-me aqui”, respondeu ele.
5 Então disse Deus: “Não se aproxime. Tire as sandálias dos pés, pois o lugar em que você está é terra santa”.
6 Disse ainda: “Eu sou o Deus de seu pai, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, o Deus de Jacó”. Então Moisés cobriu o rosto, pois teve medo de olhar para Deus.
7 Disse o Senhor: “De fato tenho visto a opressão sobre o meu povo no Egito, tenho escutado o seu clamor, por causa dos seus feitores, e sei quanto eles estão sofrendo.
8 Por isso desci para livrá-los das mãos dos egípcios e tirá-los daqui para uma terra boa e vasta, onde manam leite e mel: a terra dos cananeus, dos hititas, dos amorreus, dos ferezeus, dos heveus e dos jebuseus.
9 Pois agora o clamor dos israelitas chegou a mim, e tenho visto como os egípcios os oprimem.
10 Vá, pois, agora; eu o envio ao faraó para tirar do Egito o meu povo, os israelitas”.
11 Moisés, porém, respondeu a Deus: “Quem sou eu para apresentar-me ao faraó e tirar os israelitas do Egito?”
12 Deus afirmou: “Eu estarei com você. Esta é a prova de que sou eu quem o envia: quando você tirar o povo do Egito, vocês prestarão culto a Deus neste monte”.
13 Moisés perguntou: “Quando eu chegar diante dos israelitas e lhes disser: O Deus dos seus antepassados me enviou a vocês, e eles me perguntarem: ‘Qual é o nome dele?’ Que lhes direi?”
14 Disse Deus a Moisés: “Eu Sou o que Sou. É isto que você dirá aos israelitas: Eu Sou me enviou a vocês”.
15 Disse também Deus a Moisés: “Diga aos israelitas: O Senhor, o Deus dos seus antepassados, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, o Deus de Jacó, enviou-me a vocês. Esse é o meu nome para sempre, nome pelo qual serei lembrado de geração em geração.
16 “Vá, reúna as autoridades de Israel e diga-lhes: O Senhor, o Deus dos seus antepassados, o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, apareceu a mim e disse: Eu virei em auxílio de vocês; pois vi o que lhes tem sido feito no Egito.
17 Prometi tirá-los da opressão do Egito para a terra dos cananeus, dos hititas, dos amorreus, dos ferezeus, dos heveus e dos jebuseus, terra onde manam leite e mel.
18 “As autoridades de Israel o atenderão. Depois você irá com elas ao rei do Egito e lhe dirá: O Senhor, o Deus dos hebreus, veio ao nosso encontro. Agora, deixe-nos fazer uma caminhada de três dias, adentrando o deserto, para oferecermos sacrifícios ao Senhor, o nosso Deus.
19 Eu sei que o rei do Egito não os deixará sair, a não ser que uma poderosa mão o force.
20 Por isso estenderei a minha mão e ferirei os egípcios com todas as maravilhas que realizarei no meio deles. Depois disso ele os deixará sair.
21 “E farei que os egípcios tenham boa vontade para com o povo, de modo que, quando vocês saírem, não sairão de mãos vazias.
22 Todas as israelitas pedirão às suas vizinhas, e às mulheres que estiverem hospedando em casa, objetos de prata e de ouro, e roupas, que vocês porão em seus filhos e em suas filhas. Assim vocês despojarão os egípcios”.

Êxodo 4

Os Sinais Concedidos a Moisés

4 Moisés respondeu: “E se eles não acreditarem em mim nem quiserem me ouvir e disserem: ‘O Senhor não lhe apareceu’?”
2 Então o Senhor lhe perguntou: “Que é isso em sua mão?” “Uma vara”, respondeu ele.
3 Disse o Senhor: “Jogue-a ao chão”. Moisés jogou-a, e ela se transformou numa serpente. Moisés fugiu dela,
4 mas o Senhor lhe disse: “Estenda a mão e pegue-a pela cauda”. Moisés estendeu a mão, pegou a serpente e esta se transformou numa vara em sua mão.
5 E disse o Senhor: “Isso é para que eles acreditem que o Deus dos seus antepassados, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, o Deus de Jacó, apareceu a você”.
6 Disse-lhe mais o Senhor: “Coloque a mão no peito”. Moisés obedeceu e, quando a retirou, ela estava leprosa; parecia neve.
7 Ordenou-lhe depois: “Agora, coloque de novo a mão no peito”. Moisés tornou a pôr a mão no peito e, quando a tirou, ela estava novamente como o restante da sua pele.
8 Prosseguiu o Senhor: “Se eles não acreditarem em você nem derem atenção ao primeiro sinal miraculoso, acreditarão no segundo.
9 E se ainda assim não acreditarem nestes dois sinais nem lhe derem ouvidos, tire um pouco de água do Nilo e derrame-a em terra seca. Quando você derramar essa água em terra seca ela se transformará em sangue”.
10 Disse, porém, Moisés ao Senhor: “Ó Senhor! Nunca tive facilidade para falar, nem no passado nem agora que falaste a teu servo. Não consigo falar bem!”
11 Disse-lhe o Senhor: “Quem deu boca ao homem? Quem o fez surdo ou mudo? Quem lhe concede vista ou o torna cego? Não sou eu, o Senhor?
12 Agora, pois, vá; eu estarei com você, ensinando-lhe o que dizer”.
13 Respondeu-lhe, porém, Moisés: “Ah, Senhor! Peço-te que envies outra pessoa”.
14 Então o Senhor se irou com Moisés e lhe disse: “Você não tem o seu irmão Arão, o levita? Eu sei que ele fala bem. Ele já está vindo ao seu encontro e se alegrará ao vê-lo.
15 Você falará com ele e lhe dirá o que ele deve dizer; eu estarei com vocês quando falarem, e lhes direi o que fazer.
16 Assim como Deus fala ao profeta, você falará a seu irmão, e ele será o seu porta-voz diante do povo.
17 E leve na mão esta vara; com ela você fará os sinais miraculosos”.

A Volta de Moisés ao Egito

18 Depois Moisés voltou a Jetro, seu sogro, e lhe disse: “Preciso voltar ao Egito para ver se meus parentes ainda vivem”.Jetro lhe respondeu: “Vá em paz!”
19 Ora, o Senhor tinha dito a Moisés, em Midiã: “Volte ao Egito, pois já morreram todos os que procuravam matá-lo”.
20 Então Moisés levou sua mulher e seus filhos montados num jumento e partiu de volta ao Egito. Levava na mão a vara de Deus.
21 Disse mais o Senhor a Moisés: “Quando você voltar ao Egito, tenha o cuidado de fazer diante do faraó todas as maravilhas que concedi a você o poder de realizar. Mas eu vou endurecer o coração dele, para não deixar o povo ir.
22 Depois diga ao faraó que assim diz o Senhor: Israel é o meu primeiro filho,
23 e eu já lhe disse que deixe o meu filho ir para prestar-me culto. Mas você não quis deixá-lo ir; por isso matarei o seu primeiro filho!”
24 Numa hospedaria ao longo do caminho, o Senhor foi ao encontro de Moisés e procurou matá-lo.
25 Mas Zípora pegou uma pedra afiada, cortou o prepúcio de seu filho e tocou os pés de Moisés. E disse: “Você é para mim um marido de sangue!”
26 Ela disse “marido de sangue”, referindo-se à circuncisão. Nessa ocasião o Senhor o deixou.
27 Então o Senhor disse a Arão: “Vá ao deserto encontrar-se com Moisés”. Ele foi, encontrou-se com Moisés no monte de Deus, e o saudou com um beijo.
28 Moisés contou a Arão tudo o que o Senhor lhe tinha mandado dizer, e também falou-lhe de todos os sinais miraculosos que lhe havia ordenado realizar.
29 Assim Moisés e Arão foram e reuniram todas as autoridades dos israelitas,
30 e Arão lhes contou tudo o que o Senhor dissera a Moisés. Em seguida Moisés também realizou os sinais diante do povo,
31 e eles creram. Quando o povo soube que o Senhor decidira vir em seu auxílio, tendo visto a sua opressão, curvou-se em adoração.

Elias:


1 Reis 19

A Fuga de Elias para Horebe

1 Ora, Acabe contou a Jezabel tudo o que Elias tinha feito e como havia matado todos aqueles profetas à espada.
2 Por isso Jezabel mandou um mensageiro a Elias para dizer-lhe: “Que os deuses me castiguem com todo o rigor, se amanhã nesta hora eu não fizer com a sua vida o que você fez com a deles”.
3 Elias teve medo e fugiu para salvar a vida. Em Berseba de Judá ele deixou o seu servo
4 e entrou no deserto, caminhando um dia. Chegou a um pé de giesta, sentou-se debaixo dele e orou, pedindo a morte: “Já tive o bastante, Senhor. Tira a minha vida; não sou melhor do que os meus antepassados”.
5 Depois se deitou debaixo da árvore e dormiu.
De repente um anjo tocou nele e disse: “Levante-se e coma”.
6 Elias olhou ao redor e ali, junto à sua cabeça, havia um pão assado sobre brasas quentes e um jarro de água. Ele comeu, bebeu e deitou-se de novo.
7 O anjo do Senhor voltou, tocou nele e disse: “Levante-se e coma, pois a sua viagem será muito longa”.
8 Então ele se levantou, comeu e bebeu. Fortalecido com aquela comida, viajou quarenta dias e quarenta noites, até chegar a Horebe, o monte de Deus.
9 Ali entrou numa caverna e passou a noite.


O Senhor Aparece a Elias

E a palavra do Senhor veio a ele: “O que você está fazendo aqui, Elias?”
10 Ele respondeu: “Tenho sido muito zeloso pelo Senhor, o Deus dos Exércitos. Os israelitas rejeitaram a tua aliança, quebraram os teus altares, e mataram os teus profetas à espada. Sou o único que sobrou, e agora também estão procurando matar-me”.
11 O Senhor lhe disse: “Saia e fique no monte, na presença do Senhor, pois o Senhor vai passar”. Então veio um vento fortíssimo que separou os montes e esmigalhou as rochas diante do Senhor, mas o Senhor não estava no vento. Depois do vento houve um terremoto, mas o Senhor não estava no terremoto.
12 Depois do terremoto houve um fogo, mas o Senhor não estava nele. E depois do fogo houve o murmúrio de uma brisa suave.
13 Quando Elias ouviu, puxou a capa para cobrir o rosto, saiu e ficou à entrada da caverna. E uma voz lhe perguntou: “O que você está fazendo aqui, Elias?”
14 Ele respondeu: “Tenho sido muito zeloso pelo Senhor, o Deus dos Exércitos. Os israelitas rejeitaram a tua aliança, quebraram os teus altares, e mataram os teus profetas à espada. Sou o único que sobrou, e agora também estão procurando matar-me”.
15 O Senhor lhe disse: “Volte pelo caminho por onde veio, e vá para o deserto de Damasco. Chegando lá, unja Hazael como rei da Síria.
16 Unja também Jeú, filho de Ninsi, como rei de Israel, e unja Eliseu, filho de Safate, de Abel-Meolá, para suceder a você como profeta.
17 Jeú matará todo aquele que escapar da espada de Hazael, e Eliseu matará todo aquele que escapar da espada de Jeú.
18 No entanto, fiz sobrar sete mil em Israel, todos aqueles cujos joelhos não se inclinaram diante de Baal e todos aqueles cujas bocas não o beijaram”.

Davi:


2 Samuel 11

Davi Comete Adultério

1 Na primavera, época em que os reis saíam para a guerra, Davi enviou para a batalha Joabe com seus oficiais e todo o exército de Israel; e eles derrotaram os amonitas e cercaram Rabá. Mas Davi permaneceu em Jerusalém.
2 Uma tarde Davi levantou-se da cama e foi passear pelo terraço do palácio. Do terraço viu uma mulher muito bonita tomando banho,
3 e mandou alguém procurar saber quem era. Disseram-lhe: “É Bate-Seba, filha de Eliã e mulher de Urias, o hitita”.
4 Davi mandou que a trouxessem, e se deitou com ela, que havia acabado de se purificar da impureza da sua menstruação. Depois, voltou para casa.
5 A mulher engravidou e mandou um recado a Davi, dizendo que estava grávida.
6 Em face disso, Davi mandou esta mensagem a Joabe: “Envie-me Urias, o hitita”. E Joabe o enviou.
7 Quando Urias chegou, Davi perguntou-lhe como estavam Joabe e os soldados e como estava indo a guerra;
8 e lhe disse: “Vá descansar um pouco em sua casa”. Urias saiu do palácio e logo lhe foi mandado um presente da parte do rei.
9 Mas Urias dormiu na entrada do palácio, onde dormiam os guardas de seu Senhor, e não foi para casa.
10 Quando informaram a Davi que Urias não tinha ido para casa, ele lhe perguntou: “Depois da viagem que você fez, por que não foi para casa?”
11 Urias respondeu: “A arca e os homens de Israel e de Judá repousam em tendas; o meu Senhor Joabe e os seus soldados estão acampados ao ar livre. Como poderia eu ir para casa para comer, beber e deitar-me com minha mulher? Juro por teu nome e por tua vida que não farei uma coisa dessas!”
12 Então Davi lhe disse: “Fique aqui mais um dia; amanhã eu o mandarei de volta”. Urias ficou em Jerusalém, mas no dia seguinte
13 Davi o convidou para comer e beber, e o embriagou. À tarde, porém, Urias saiu para dormir em sua esteira onde os guardas de seu Senhor dormiam, e não foi para casa.
14 De manhã, Davi enviou uma carta a Joabe por meio de Urias.
15 Nela escreveu: “Ponha Urias na linha de frente e deixe-o onde o combate estiver mais violento, para que seja ferido e morra”.
16 Como Joabe tinha cercado a cidade, colocou Urias no lugar onde sabia que os inimigos eram mais fortes.
17 Quando os homens da cidade saíram e lutaram contra Joabe, alguns dos oficiais da guarda de Davi morreram, e morreu também Urias, o hitita.
18 Joabe enviou a Davi um relatório completo da batalha,
19 dando a seguinte instrução ao mensageiro: “Ao acabar de apresentar ao rei este relatório,
20 pode ser que o rei fique muito indignado e lhe pergunte: ‘Por que vocês se aproximaram tanto da cidade para combater? Não sabiam que eles atirariam flechas da muralha?
21 Em Tebes, quem matou Abimeleque, filho de Jerubesete? Não foi uma mulher que da muralha atirou-lhe uma pedra de moinho, e ele morreu? Por que vocês se aproximaram tanto da muralha?’ Se ele perguntar isso, diga-lhe: E morreu também o teu servo Urias, o hitita”.
22 O mensageiro partiu e, ao chegar, contou a Davi tudo o que Joabe lhe havia mandado falar,
23 dizendo: “Eles nos sobrepujaram e saíram contra nós em campo aberto, mas nós os fizemos retroceder para a porta da cidade.
24 Então os flecheiros atiraram do alto da muralha contra os teus servos, e mataram alguns deles. E morreu também o teu servo Urias, o hitita”.
25 Davi mandou o mensageiro dizer a Joabe: “Não fique preocupado com isso, pois a espada não escolhe a quem devorar. Reforce o ataque à cidade até destruí-la”. E ainda insistiu com o mensageiro que encorajasse Joabe.
26 Quando a mulher de Urias soube que o seu marido havia morrido, chorou por ele.
27 Passado o luto, Davi mandou que a trouxessem para o palácio; ela se tornou sua mulher e teve um filho dele. Mas o que Davi fez desagradou ao Senhor.


2 Samuel 12

Natã Repreende Davi

1 E o Senhor enviou a Davi o profeta Natã. Ao chegar, ele disse a Davi: “Dois homens viviam numa cidade, um era rico e o outro, pobre.
2 O rico possuía muitas ovelhas e bois,
3 mas o pobre nada tinha, senão uma cordeirinha que havia comprado. Ele a criou, e ela cresceu com ele e com seus filhos. Ela comia junto dele, bebia do seu copo e até dormia em seus braços. Era como uma filha para ele.
4 “Certo dia, um viajante chegou à casa do rico, e este não quis pegar uma de suas próprias ovelhas ou de seus bois para preparar-lhe uma refeição. Em vez disso, preparou para o visitante a cordeira que pertencia ao pobre”.
5 Então Davi encheu-se de ira contra o homem e disse a Natã: “Juro pelo nome do Senhor que o homem que fez isso merece a morte!
6 Deverá pagar quatro vezes o preço da cordeira, porquanto agiu sem misericórdia”.
7 “Você é esse homem!”, disse Natã a Davi. E continuou: “Assim diz o Senhor, o Deus de Israel: ‘Eu o ungi rei de Israel e o livrei das mãos de Saul.
8 Dei-lhe a casa e as mulheres do seu Senhor. Dei-lhe a nação de Israel e Judá. E, se tudo isso não fosse suficiente, eu lhe teria dado mais ainda.
9 Por que você desprezou a palavra do Senhor, fazendo o que ele reprova? Você matou Urias, o hitita, com a espada dos amonitas e ficou com a mulher dele.
10 Por isso, a espada nunca se afastará de sua família, pois você me desprezou e tomou a mulher de Urias, o hitita, para ser sua mulher’.
11 “Assim diz o Senhor: ‘De sua própria família trarei desgraça sobre você. Tomarei as suas mulheres diante dos seus próprios olhos e as darei a outro; e ele se deitará com elas em plena luz do dia.
12 Você fez isso às escondidas, mas eu o farei diante de todo o Israel, em plena luz do dia’”.
13 Então Davi disse a Natã: “Pequei contra o Senhor!” E Natã respondeu: “O Senhor perdoou o seu pecado. Você não morrerá.
14 Entretanto, uma vez que você insultou o Senhor[a], o menino morrerá”.
15 Depois que Natã foi para casa, o Senhor fez adoecer o filho que a mulher de Urias dera a Davi.
16 E Davi implorou a Deus em favor da criança. Ele jejuou e, entrando em casa, passou a noite deitado no chão.
17 Os oficiais do palácio tentaram fazê-lo levantar-se do chão, mas ele não quis, e recusou comer.
18 Sete dias depois a criança morreu. Os conselheiros de Davi ficaram com medo de dizer-lhe que a criança estava morta, e comentaram: “Enquanto a criança ainda estava viva, falamos com ele, e ele não quis escutar-nos. Como vamos dizer-lhe que a criança morreu? Ele poderá cometer alguma loucura!”
19 Davi, percebendo que seus conselheiros cochichavam entre si, compreendeu que a criança estava morta e perguntou: “A criança morreu?” “Sim, morreu”, responderam eles.
20 Então Davi levantou-se do chão, lavou-se, perfumou-se e trocou de roupa. Depois entrou no santuário do Senhor e o adorou. E, voltando ao palácio, pediu que lhe preparassem uma refeição e comeu.
21 Seus conselheiros lhe perguntaram: “Por que ages assim? Enquanto a criança estava viva, jejuaste e choraste; mas, agora que a criança está morta, te levantas e comes!”
22 Ele respondeu: “Enquanto a criança ainda estava viva, jejuei e chorei. Eu pensava: Quem sabe? Talvez o Senhor tenha misericórdia de mim e deixe a criança viver.
23 Mas agora que ela morreu, por que deveria jejuar? Poderia eu trazê-la de volta à vida? Eu irei até ela, mas ela não voltará para mim”.
24 Depois Davi consolou sua mulher Bate-Seba e deitou-se com ela, e ela teve um menino, a quem Davi deu o nome de Salomão. O Senhor o amou
25 e enviou o profeta Natã com uma mensagem a Davi. E Natã deu ao menino o nome de Jedidias (significa amado pelo Senhor).
26 Enquanto isso, Joabe atacou Rabá dos amonitas e conquistou a fortaleza real.
27 Feito isso, mandou mensageiros a Davi, dizendo: “Lutei contra Rabá e apoderei-me dos seus reservatórios de água.
28 Agora, convoca o restante do exército, cerca a cidade e conquista-a. Se não, eu terei a fama de havê-la conquistado”.
29 Então Davi convocou todo o exército, foi a Rabá, atacou a cidade e a conquistou.
30 A seguir tirou a coroa da cabeça de Moloque, uma coroa de ouro de trinta e cinco quilos; ornamentada com pedras preciosas. E ela foi colocada na cabeça de Davi. Ele trouxe uma grande quantidade de bens da cidade
31 e trouxe também os seus habitantes, designando-lhes trabalhos com serras, picaretas e machados, além da fabricação de tijolos. Davi fez assim com todas as cidades amonitas. Depois voltou com todo o seu exército para Jerusalém.

Que Deus tenha misericórdia de nós e nos ajude a cada momento , para que vivamos de modo agradável a Ele.

Vivamos de acordo com o que lemos em 1 Tessalonicenses 5:

16 Alegrem-se sempre.
17 Orem continuamente.
18 Dêem graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus.
19 Não apaguem o Espírito.
20 Não tratem com desprezo as profecias,
21 mas ponham à prova todas as coisas e fiquem com o que é bom.
22 Afastem-se de toda forma de mal.
23 Que o próprio Deus da paz os santifique inteiramente. Que todo o espírito, a alma e o corpo de vocês sejam preservados irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.
24 Aquele que os chama é fiel, e fará isso.

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




Inquietação

"Deixo-vos a paz, a minha paz Vos dou; não Vo-la dou como dá o mundo. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize" (João 14:27).
Um dos maiores problemas da humanidade atualmente é a falta de paz. Por isso, os homens buscam a cada dia novas formas de distração; e por quererem resolver este grave problema sózinhos, tornam-se cada vez mais frustrados, angustiados e inquietos. Buscam nos prazeres passageiros, nos jogos, no sexo, na bebida ou em qualquer outra coisa do gênero, a paz que tanto anseiam.
Fazem isso porque afastaram-se de seu Criador, porque são como os Saduceus do tempo em que o Senhor Jesus estava entre nós, a quem Ele disse: " Errais não conhecendo as escrituras nem o poder de Deus" (Mateus 22:29).
Se conhecessem, saberiam que a verdadeira paz só existe no coração dos que estão em Cristo.
Assim, se este é o seu problema, ore a Deus, procure conhecer as escrituras (a Bíblia) e tomar conhecimento do amor de Deus que nos traz a paz: "E a paz de Deus que excede todo entendimento guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus" (Filipenses 4:7).

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




Ira

"Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira. Nem deis lugar ao diabo" (Efésios 4:26;27).
As palavras acima foram escritas por Paulo, que assim alertava aos cristãos que moravam em Éfeso, sobre como proceder diante de situações conflitantes que os levassem a ira: "Não saia de vossa boca nenhuma palavra torpe, e sim, unicamente a que for boa para a edificá-lo, conforme a necessidade e assim transmita graça aos que ouvem. E não entristeçais o Espírito de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção. Longe de vós toda a amargura e cólera, e ira, e gritaria, e blasfêmias e bem assim, toda a malícia. Antes, sede uns para com os outros benígnos, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus em Cristo vos perdoou. Sede pois, imitadores de Deus, como filhos amados; e andai em amor, como também Cristo vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, como oferta e sacrifício a Deus em aroma suave"(Efésios 4:29;32 e 5:1;2).

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




Ira, Justica, Paz e Alegria

A Ira De Deus Contra A Humanidade (Romanos 1:18-32)
18 A Ira de Deus tem sido revelada dos céus contra toda a impiedade e injustiça dos homens que suprimem a verdade em sua injustiça.
19 Porquanto, o que de Deus se pode conhecer é claro para eles, porque Deus a eles manifestou.
20 Pois os seus atributos invisíveis, o seu eterno poder e divindade, são claramente vistos desde a criação do mundo, sendo percebidos mediante as coisas criadas, de modo que eles são inescusáveis;
21 pois embora tenham conhecido a Deus, contudo não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, mas em seus pensamentos tornaram-se fúteis e o seu coração insensato se obscureceu.
22 Dizendo-se sábios, tornaram-se tolos,
23 e trocaram a glória do Deus imortal por imagens feitas para parecerem com o homem mortal e pássaros e animais e répteis.
24 Por isso, Deus os entregou aos desejos pecaminosos de seus coracões, a impureza sexual para desonrarem seus corpos uns com os outros;
25 e trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e serviram as coisas criadas em vez do Criador - que é para sempre louvado. Amém.
26 Pelo que Deus os entregou a paixões infames. Até mesmo suas mulheres trocaram suas relacões naturais pelo que é contrário à natureza;
27 semelhantemente, também os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para como os outros, varão com varão, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a devida recompensa do seu erro.
28 E assim como eles rejeitaram o conhecimento de Deus, Deus, por sua vez, os entregou a um sentimento depravado, para fazerem coisas que não devem ser feitas.
29 Encheram-se de toda sorte de injustiça, maldade, cobiça e depravacão. Estão cheios de inveja, homicídio, contenda, engano e malícia. São mexeriqueiros,
30 caluniadores, aborrecedores de Deus, insolentes, arrogantes e soberbos; inventam maneiras de fazer o mal; são desobedientes ao pais;
31 néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, sem misericórdia;
32 os quais, conhecendo bem o decreto de Deus, que declara dignos de morte os que tais coisas praticam, não somente as fazem, mas também aprovam os que as praticam.
O Justo Julgamento De Deus (Romanos 2:1-4)
1 Portanto, és inescusável, ó homem, qualquer que sejas, quando julgas, porque te condenas a ti mesmo naquilo em que julgas a outro; pois tu que julgas, praticas o mesmo.
2 E bem sabemos que o juízo de Deus é segundo a verdade, contra os que tais coisas praticam.
3 Assim, quando tu um mero homem, os julga e fazes as mesmas coisas, pensas que escaparás ao juízo de Deus?
4 Ou desprezas tu as riquezas da sua benignidade, e paciência e longanimidade, ignorando que a benignidade de Deus te conduz ao arrependimento?
Justificacão Através Da Fé (Romans 3:21-31)
21 Mas agora a justiça de Deus, a parte da lei, tem sido dada a conhecer, e é atestada pela lei e pelos profetas;
22 A justiça de Deus vem através da fé em Jesus Cristo para todos os que crêem. Não há distinção.
23 Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus,
24 sendo justificados gratuitamente pela sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus,
25 ao qual Deus propôs como propiciação, pela fé, no seu sangue, para demonstração da sua justiça por ter ele na sua paciência, deixado de lado os delitos outrora cometidos;
26 para demonstração da sua justiça neste tempo presente, para que ele seja justo e também justificador daquele que tem fé em Jesus.
27 Onde está logo a jactância? Foi excluída. Por que lei? Das obras? Não; mas pela lei da fé.
28 Nós afirmamos que o homem é justificado pela fé a parte das obras da lei.
29 É porventura Deus somente dos judeus? Não é também dos gentios? Sim também dos gentios,
30 desde que só existe um Deus, que irá justificar os circuncidados pela fé e também por meio da fé os incircuncisos.
31 Anulamos, pois, a lei pela fé? De modo nenhum; antes estabelecemos a lei.
Paz E Alegria (Romanos 5:1-11)
1 Assim, desde que fomos justificados pela fé, nós temos paz com Deus, através de nosso Senhor Jesus Cristo,
2 por quem obtivemos também nosso acesso pela fé a esta graça, na qual estamos firmes. E gloriemo-nos na esperança da glória de Deus.
3 E não somente isso, mas também gloriemo-nos em nosso sofrimentos, pois sabemos que o sofrimento produz perseveranca
4 a perseverança o caráter; e caráter, a esperança;
5 e a esperança não desaponta, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que ele nos deu.
6 Pois, quando ainda éramos fracos, Cristo morreu a seu tempo pelos ímpios.
7 Porque dificilmente haverá quem morra por um justo; pois poderá ser que pelo homem bondoso alguém ouse morrer.
8 Mas Deus dá prova do seu amor para conosco, em que, quando éramos ainda pecadores, Cristo morreu por nós.
9 Logo muito mais, sendo agora justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira.
10 Porque se nós, quando éramos inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, estando já reconciliados, seremos salvos pela sua vida.
11 E não somente isso, mas também nos gloriamos em Deus por nosso Senhor Jesus Cristo, pelo qual agora temos recebido a reconciliação.

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




Jesus O Sumo Sacerdote

Deus estabeleceu a figura do intercessor, após o homem pecar e romper o relacionamento que tinha com o seu Criador.
Foi o homem quem se afastou de Deus, mas Ele em sua infinita misericórdia criou um meio de refazer esta conexão com o homem, ao mesmo tempo preparando o caminho para estabelecer um relacionamento indestrutível com o homem, na pessoa de Jesus, o Supremo, Santo e Eterno, Sumo Sacerdote.

Deus então passou a falar com aqueles a quem escolhia, como Abrão (mais tarde Abraão), por exemplo.
Mas, mesmo Abrão, reconheceu Melquisedeque como sumo sacerdote, como lemos em Gênesis 14:18-20:
“18 Ora, Melquisedeque, rei de Salém, trouxe pão e vinho; pois era sacerdote do Deus Altíssimo;
19 e abençoou a Abrão, dizendo: bendito seja Abrão pelo Deus Altíssimo, o Criador dos céus e da terra!
20 E bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus inimigos nas tuas mãos! E Abrão deu-lhe o dízimo de tudo”.

Depois vieram os profetas, e ainda assim, enquanto Deus falava aos profetas e a alguns Reis, permanecia a figura do sumo sacerdote, aquele a quem era permitido por Deus, entrar no Santo dos Santos, para oferecer sacrifícios em favor do povo.

No Salmo 110, Deus já menciona a vinda do Eterno e Supremo Sumo Sacerdote, Jesus:
“Disse o Senhor ao meu Senhor: Assenta-te à minha mão direita, até que ponha os teus inimigos por escabelo dos teus pés.
2 O Senhor enviará o cetro da tua fortaleza desde Sião, dizendo: Domina no meio dos teus inimigos.
3 O teu povo será mui voluntário no dia do teu poder; nos ornamentos de santidade, desde a madre da alva, tu tens o orvalho da tua mocidade.
4 Jurou o Senhor, e não se arrependerá: tu és um sacerdote eterno, segundo a ordem de Melquisedeque”.

Em I Samuel 13:8-14, lemos que o rei Saul desagradou a Deus quando cansado de esperar por Samuel, se achou capaz ou digno de fazer o sacrifício a Deus, e foi castigado:
“8 Esperou, pois, sete dias, até o tempo que Samuel determinara; não vindo, porém, Samuel a Gilgal, o povo, deixando a Saul, se dispersava.
9 Então disse Saul: Trazei-me aqui um holocausto, e ofertas pacíficas. E ofereceu o holocausto.
10 Mal tinha ele acabado de oferecer e holocausto, eis que Samuel chegou; e Saul lhe saiu ao encontro, para o saudar.
11 Então perguntou Samuel: Que fizeste? Respondeu Saul: Porquanto via que o povo, deixando-me, se dispersava, e que tu não vinhas no tempo determinado, e que os filisteus já se tinham ajuntado em Micmás,
12 eu disse: Agora descerão os filisteus sobre mim a Gilgal, e ainda não aplaquei o Senhor. Assim me constrangi e ofereci o holocausto.
13 Então disse Samuel a Saul: Procedeste nesciamente; não guardaste o mandamento que o Senhor teu Deus te ordenou. O Senhor teria confirmado o teu reino sobre Israel para sempre;
14 agora, porém, não subsistirá o teu reino; já tem o Senhor buscado para si um homem segundo o seu coração, e já o tem destinado para ser príncipe sobre o seu povo, porquanto não guardaste o que o Senhor te ordenou”.

Vale lembrar que Samuel, além de profeta era também sumo sacerdote.

A partir da morte de Jesus, a figura do sumo sacerdote do templo perdeu a função e o privilégio de interceder pelo povo, pois Deus estabeleceu a Jesus, como Verdadeiro, Único e Santo Mediador entre Deus e os homens, o Sumo Sacerdote de Deus.
Fisicamente, isso foi confirmado, quando Deus fez com que a cortina que separava o Santo dos Santos no templo de Israel fosse rasgada de alto a baixo no momento em que Jesus expirou na cruz, conforme lemos em Mateus 27:46-54:
“46 Cerca da hora nona, bradou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá sabactani; isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?
47 Alguns dos que ali estavam, ouvindo isso, diziam: Ele chama por Elias.
48 E logo correu um deles, tomou uma esponja, ensopou-a em vinagre e, pondo-a numa cana, dava-lhe de beber.
49 Os outros, porém, disseram: Deixa, vejamos se Elias vem salvá-lo.
50 De novo bradou Jesus com grande voz, e entregou o espírito.
51 E eis que o véu do santuário se rasgou em dois, de alto a baixo; a terra tremeu, as pedras se fenderam,
52 os sepulcros se abriram, e muitos corpos de santos que tinham dormido foram ressuscitados;
53 e, saindo dos sepulcros, depois da ressurreição dele, entraram na cidade santa, e apareceram a muitos.
54 ora, o centurião e os que com ele guardavam Jesus, vendo o terremoto e as coisas que aconteciam, tiveram grande temor, e disseram: Verdadeiramente este era filho de Deus".

Assim, quando em nossas orações dizemos “em nome de Jesus”, o que estamos fazendo é pedir a intercessão de Jesus junto ao Pai por nós.
Na carta de Paulo aos Hebreus 4:14-16, lemos:
"14 Assim, desde que nós temos um grande sumo sacerdote que foi para os céus, Jesus o Filho de Deus, firmemo-nos na fé que professamos.
15 Porque nós não temos um sumo sacerdote que é incapaz de compadecer-se de nossas fraquezas, mas temos um que foi tentado de todas as formas, do mesmo modo que somos, sem, no entanto ter pecado.
16 Aproximemo-nos, pois do trono da graça com confiança, para que assim possamos receber misericórdia e achar graça para nos ajudar em tempos de necessidade".
E em João 14:13:
“13 E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho”.
Estamos também confessando a nossa fé de que Jesus é Deus (...eu o farei), é o Filho de Deus, o Messias, o único mediador entre Deus e os homens".

Ainda sobre este assunto da intercessão de Jesus junto a Deus, lembremos também o que lemos em João 16:26-28:
"26 Naquele dia pedireis em meu nome, e não vos digo que eu rogarei por vós ao Pai;
27 pois o Pai mesmo vos ama; visto que vós me amastes e crestes que eu saí de Deus.
28 Saí do Pai, e vim ao mundo; outra vez deixo o mundo, e vou para o Pai".

Apesar de perdoados e lavados pelo sangue de Cristo, ainda assim, precisamos do Maravilhoso e Justo Intercessor, Jesus, o Sumo Sacerdote de Deus.


Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




Maria

Quem é esta pessoa tão venerada, tão idolatrada por multidões ao redor do mundo? O que a bíblia nos ensina sobre ela? Ela faz milagres? Era (ou é) Jesus submisso a vontade dela?
Examinemos as escrituras para saber quem na verdade é Maria.
A primeira referencia que encontramos na bíblia sobre Maria (referenciada pelo próprio nome), encontra-se em Mateus onde a genealogia de Jesus é descrita: "Livro da geração de Jesus Cristo, filho de Davi, filho de Abraão" (Mateus 1:1); "... E Jessé gerou ao rei Davi; e o rei Davi gerou a Salomão da que foi mulher de Urias" (Mateus 1:6);... E Jacó gerou a José, marido de Maria, da qual nasceu Jesus, que se chama o Cristo" (Mateus 1:16).
Assim tomamos conhecimento de que José e não Maria era da linhagem do rei Davi, de onde viria o Messias: "Porque brotará um rebento do tronco de Jessé, e das suas raizes um renovo frutificará" (Isaías 11:1).
Isaías também profetizou: "Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamará o seu nome Emanuel" (Isaías 7:14).
Nós também lemos: "Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Estando Maria, sua mãe, desposada com José, antes de se ajuntarem, achou-se ter concebido do Espírito Santo. Então José, seu marido, como era justo, e a não queria infamar, intentou deixá-la secretamente. E, projetando ele isto, eis que em sonho lhe apareceu um anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber a Maria, tua mulher, porque o que nela está gerado é do Espírito Santo; E dará à luz um filho e chamarás o seu nome Jesus; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados. Tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor, pelo profeta, que diz; Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, E chamá-lo-ão pelo nome de Emanuel, Que traduzido é: Deus conosco "(Mateus 1:18-23).
Ela era a pessoa certa, escolhida por Deus, no tempo certo, no local certo e com as virtudes requeridas para conceber e dar a luz ao Messias.
Sua missão foi completada quando Jesus nasceu!
Toda vez que ela é mencionada na bíblia, ela é mostrada como alguém a quem Jesus amava muito e era tratada com respeito. Porem em nenhum lugar da bíblia, a ela foi dado um status especial ou uma autoridade que nos fizesse crer que ela poderia interceder por nós.
Maria também nunca fez nenhum milagre!
Na verdade, Jesus disse: "Em verdade vos digo que, entre os que de mulher têm nascido, não apareceu alguém maior do que João o Batista; mas aquele que é o menor no reino dos céus é maior do que ele" (Mateus 11:11): isso inclui claro, Maria.
Quando Jesus tinha 12 anos de idade, ele foi levado pelos pais a Festa da Páscoa em Jerusalém, mas ele não voltou com eles, preferindo ficar no templo: "E quando o viram, maravilharam-se, e disse-lhe sua mãe: Filho, por que fizeste assim para conosco? Eis que teu pai e eu ansiosos te procurávamos. E ele lhes disse: Por que é que me procuráveis? Não sabeis que me convém tratar dos negócios de meu Pai? E eles não compreenderam as palavras que lhes dizia. E desceu com eles, e foi para Nazaré, e era-lhes sujeito. E sua mãe guardava no seu coração todas estas coisas" (Lucas 2:48- 51).
Então concluímos que Jesus era sujeito a vontade de Maria e José? De modo algum!
Dando bom testemunho, ou exemplo, como sempre o fez, Jesus respeitava a seus pais. Jesus veio ao mundo em obediência a Deus o Pai e foi obediente até a morte e morte na cruz:" De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, e toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai" (Filipenses 2:5-11).
Além disso, quando Jesus fez o seu primeiro milagre, em Cana da Galiléia, descobrimos que gentilmente, Jesus repreendeu Maria que aceitou a repreensão:" E, ao terceiro dia, fizeram-se umas bodas em Caná da Galiléia; e estava ali a mãe de Jesus. E foi também convidado Jesus e os seus discípulos para as bodas. E, faltando vinho, a mãe de Jesus lhe disse: Não têm vinho. Disse-lhe Jesus: Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora. Sua mãe disse aos serventes: Fazei tudo quanto ele vos disser" (João 2:1-5).
Em mais de uma oportunidade, Jesus estabeleceu a importância da sua família no contexto da sua obra: "Chegaram, então, seus irmãos e sua mãe; e, estando fora, mandaram-no chamar. E a multidão estava assentada ao redor dele, e disseram-lhe: Eis que tua mãe e teus irmãos te procuram, e estão lá fora. E ele lhes respondeu, dizendo: Quem é minha mãe e meus irmãos? E, olhando em redor para os que estavam assentados junto dele, disse: Eis aqui minha mãe e meus irmãos. Porquanto, qualquer que fizer a vontade de Deus, esse é meu irmão, e minha irmã, e minha mãe" (Marcos 3:31-35).
Outro importante aspecto a ser considerado, é o fato de muitos negarem que Maria teve outros filhos e filhas de José seu esposo, apos o nascimento de Jesus: " E, chegando à sua pátria, ensinava-os na sinagoga deles, de sorte que se maravilhavam, e diziam: de onde veio a este a sabedoria, e estas maravilhas? Não é este o filho do carpinteiro? e não se chama sua mãe Maria, e seus irmãos Tiago, e José, e Simão, e Judas? E não estão entre nós todas as suas irmãs? De onde lhe veio, pois, tudo isto?" (Mateus 13:54- 56).
Por fim, gostara de esclarecer baseado nas escrituras, que somente Jesus Cristo é o mediador entre os homens e Deus Pai: " Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem. O qual se deu a si mesmo em preço de redenção por todos, para servir de testemunho a seu tempo" (1 Timóteo 2:5-6).
Também Jesus ensinou aos discípulos: " Disse-lhe Tomé: Senhor, nós não sabemos para onde vais; e como podemos saber o caminho? Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim" (João 14:5-6).
Eu tenho certeza de que se Maria pudesse nos escrever uma carta do céu, ela mesma esclareceria todas estas coisas (muito melhor do que eu) para evitar que milhões de pessoas sigam por um caminho que por certo não as levará ao céu.

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




Medo

"Aquilo que temo, isso me sobrevem e o que receio me acontece" (Jó 3:25)".
Quando tememos, duvidamos da proteção de Deus; se duvidamos, nos predispomos àquilo que tememos. Isso aconteceu a Jó.
Um outro episódio na bíblia, trata deste mesmo assunto. Certa vez, os discípulos de Jesus estavam em situação difícil, em um barco que afundava pela força do vento e das ondas, quando viram que alguém se aproximava (estava próximo), não O reconheceram (negando-Lhe o poder de caminhar sobre as águas). Jesus falou com eles, mas em vão. Então Pedro mais atirado, dispos-se a ir ao encontro de Jesus e vejam o que sucedeu: "E Ele disse vem: e Pedro descendo do barco,andou sobre as ondas e foi ter com Jesus. Reparando porém, na força do vento,teve medo e começando a submergir, gritou: salva-me Senhor! E prontamente, Jesus, estendendo a mão, tomou-o e disse-lhe: homem de pequena fé, por que duvidaste (tiveste medo)? Subindo ambos para o barco, cessou o vento" (Mateus 14:29;32).
Gostaria de encerrar com estas palavras do Senhor Jesus: "Não temas, crê somente" (Marcos 5:36).

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




Movimento Gay

Quando tomamos conhecimento das notícias dos últimos dias, lembramo-nos das palavras escritas por Paulo em sua segunda carta à Timóteo (3:1): " Saiba disto: nos últimos dias sobrevirão tempos terríveis.
Os homens serão egoístas, avarentos, presunçosos, arrogantes, blasfemos, desobedientes aos pais, ingratos, ímpios, sem amor pela família, irreconciliáveis, caluniadores, sem domínio próprio, cruéis, inimigos do bem, traidores, precipitados, soberbos, mais amantes dos prazeres do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando o seu poder. Afaste-se também destes". Definitivamente, parece que os homens decidiram viver completamente afastados dos ensinamentos de Jesus, engenhosamente sustentados por leis e princípios criados por eles, os quais estão virando o mundo de cabeça para baixo.
Nos USA, as orações, a biblia e os dez mandamentos foram proibidos nas escolas; baseados nos chamados "direitos à privacidade", as mães podem fazer aborto, se assim resolverem. Por causa disso, desde 1973, nada menos do que 43.000.000 (quarenta e três milhões) de seres humanos foram privados do direito de viver por suas próprias mães, melhor dizendo, assassinados. Dias atrás, a sodomia deixou de se constituir um crime nos USA e ao mesmo tempo o movimento gay tem se fortalecido, inclusive com a nomeação do primeiro bispo gay da Igreja Episcopal.
Por outro lado, ficamos alegres ao saber que quase simultaneamente, o papa João Paulo II e o presidente dos USA, agiram contra esse estado de coisas. O papa recomendando aos bons católicos que se oponham firmemente ao casamento entre homossexuais e o presidente solicitando que se estabeleçam leis para impedir que este absurdo se concretize no seu país. Muito mais que isolados atos de alto padrão de moral e conduta por parte destes homens, cremos que eles estão apenas tendo o privilégio de servir a Deus.
O homossexualismo é condenado por Deus, como nós podemos ler na bíblia:
  • Levíticos 20:13
    Se um homem se deitar com outro homem, como se fosse com mulher, ambos terão praticado abominação; certamente serão mortos; o seu sangue será sobre eles.
  • Deuteronômio 22:5
    Não haverá traje de homem na mulher, e não vestirá o homem vestido de mulher, porque qualquer que faz isto é abominação ao Senhor teu Deus.
  • Romanos 1:21-27
    "Porquanto, tendo conhecido a Deus, contudo não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes nas suas especulações se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu.
    Dizendo-se sábios, tornaram-se estultos, e mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis.
    Por isso Deus os entregou, nas concupiscências de seus corações, à imundícia, para serem os seus corpos desonrados entre si; pois trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e serviram à criatura antes que ao Criador, que é bendito eternamente. Amém.
    Pelo que Deus os entregou a paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural no que é contrário à natureza; semelhantemente, também os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, varão com varão, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a devida recompensa do seu erro.
Tendo em mente as escrituras, vamos tentar entender o que está acontecendo. As pessoas que sempre viveram afastadas de Deus, em completa depravação, ignorando Seus mandamentos, agora querem receber Suas bençãos matrimoniais, através de um pretenso casamento, na igreja.
A princípio, isso não faz o menor sentido, mas olhando com os olhos do Espírito, entendemos então que o propósito verdadeiro do inimigo de nossas almas, é nos dividir e macular a Igreja de Jesus com esta grande heresia.
Deus quer que como cristãos, nós façamos a nossa parte: proclamar a verdade, tomando a espada, que é a Sua Palavra e entrando nesta batalha para que a Igreja permaneça firme e sem mácula, assentada nos santos princípios do evangelho; que perseveremos na missão de pregar as boas novas da salvação através do arrependimento dos pecados e da aceitação de Jesus Cristo como Salvador.
Deus quer também, que lembremos àqueles que vivem na imoralidade sexual, festejando o seu orgulho, o "orgulho gay", aquilo que lemos na carta de Paulo aos Gálatas 6:7:"Não vos enganeis; Deus não se deixa escarnecer; pois tudo o que o homem semear, isso também ceifará".
Não seja acomodado! Não fique calado! Este movimento decadente, tem se espalhado pelo mundo todo e no Canadá, na Holanda e na Bélgica, os casamentos entre pessoas do mesmo sexo já são realizados oficialmente.
No Brasil, o que antes era um absurdo, hoje já está sendo tolerado, para em seguida ser aceito oficialmente.
As forças do mal utilizam-se de vários subterfúgios para confundir a mente humana, com sutilezas legais e falsos sentimentos de compaixão.
Artistas, políticos, atletas, vários setores da sociedade tem manifestado suas opiniões quase sempre recheadas de simpatia e apoio aos gays e às lésbicas.
Aberrações como esta, entretanto, já foram preditas na bíblia, para acontecerem nos últimos dias; tambem sabemos que Deus está cuidando da Igreja, como sempre o fez.
Ele ama o Seu povo, aqueles que aceitaram Jesus como Salvador e que reconhecem ser Ele "O Caminho, A Verdade e A Vida", e manterá a Sua Santa Igreja, A Noiva, unida e pronta para as Bodas do Cordeiro, isto é, a segunda vinda de Jesus.

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




Natal
Celebrando o amor de Deus para com a humanidade!



Utilize os controles acima para ouvir um hino de natal enquanto le a mensagem.


Nos dias de hoje podemos ver em toda parte as pessoas planejando a noite de natal, se preparando e fazendo compras.
Lendas, personagens e símbolos foram acrescentados às comemorações do natal, mudando seu verdadeiro sentido, tornando-o motivo de comércio ou uma ocasião para rever amigos, comer e beber.

Os principais são:
  • Papai Noel
    No quarto século, um bispo na Turquia chamado Nicolau (São Nicolau) era conhecido pelas suas boas obras envolvendo crianças. No dia 6 de dezembro, comemorava-se o seu dia; isso durou até o século 16. Depois disso ele continuou sendo lembrado na Holanda pelos protestantes. As crianças colocavam seus sapatos na lareira para que São Nicolau ou "Sinter Klaas" colocasse presentes e deixavam alimento do lado de fora da casa para que o cavalo dele se alimentasse. Os imigrantes holandeses trouxeram essa tradição para a América do Norte onde ele passou a ser chamado de Santa Claus (Papai Noel).
  • A Bengala de Açúcar (mais conhecida nos USA) Foi introduzida em 1880 por um fabricante de doces. Ele queria fazer uma bala que representasse os princípios do natal. Ele usou açúcar branco para demonstrar a natureza santa de Jesus. O doce deveria ser duro, representando a firmeza de Jesus, a fundação da igreja bem como a firmeza das promessas de Deus. As listras vermelhas representam o sangue de Jesus derramado na cruz. A forma da bala é uma bengala, como as usadas pelos pastores de ovelhas, pois Jesus é o Bom Pastor. Para completar, se girarmos esta bengala, veremos a letra J, primeira letra do nome Jesus.
  • A árvore de natal
    Era um costume pagão, originário da Alemanha e tornou-se popular no século dezenove.
  • A troca de presentes
    Embora a troca de presentes seja comum em muitos países, foi durante a segunda guerra mundial que os comerciantes uniram esforços para aumentarem as vendas no periodo natalino.
    Eles instituíram um sacramento secular de fazer compras mudando o enfoque que era e deve ser o do nascimento de Jesus.
Os símbolos e costumes foram adicionados ao natal por diferentes povos, de diferentes culturas que tentavam na verdade adaptá-lo as suas preferências.
Especula-se que Jesus nasceu na primavera, sendo que a data de 25 de dezembro foi instituída pelo papa Julio I, no quarto século da nossa era.

Sua vinda foi prevista por profetas como Isaías e Miquéias, com oito séculos de antecedência:

"Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamará o seu nome Emanuel." (Isaías 7:14).

"E tu, Belém Efrata, posto que pequena entre os milhares de Judá, de ti me sairá o que governará em Israel, e cujas saídas säo desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade." (Miquéias 5:2).

Cercado de eventos especiais e sinais, o infante Jesus trouxe de Deus Pai a maior e última oportunidade para a humanidade se reconciliar com Deus.
Ele viveu uma vida santa, foi membro de uma família como qualquer um de nós, teve pais (embora tenha sido concebido pelo Espírito Santo), irmãos e irmãs ("Näo é este o filho do carpinteiro? e näo se chama sua mäe Maria, e seus irmäos Tiago, e José, e Simäo, e Judas? E näo estäo entre nós todas as suas irmäs? De onde lhe veio, pois, tudo isto?)" (Mateus 13:55-56).

Ele foi tentado em muitas ocasiões, sofreu uma morte terrível, foi enterrado, desceu ao inferno, como lemos em I Pedro 3:18-20 "Porque também Cristo pade-ceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; mortificado, na verdade, na carne, mas vivificado pelo Espírito; No qual também foi, e pregou aos espíritos em prisäo; Os quais noutro tempo foram rebeldes, quando a longanimidade de Deus esperava nos dias de Noé, enquanto se preparava a arca; na qual poucas (isto é, oito) almas se salvaram pela água;" ), experimentando o horrível sentimento de estar distante de Deus.

Três dias depois ele ressuscitou dos mortos:

"Mas Deus o ressuscitou dentre os mortos. E ele por muitos dias foi visto pelos que subiram com ele da Galiléia a Jerusalém, e säo suas testemunhas para com o povo." (Atos 13:31);

"…E que foi visto por Cefas, e depois pelos doze. Depois foi visto, uma vez, por mais de quinhentos irmäos, dos quais vive ainda a maior parte, mas alguns já dormem também. Depois foi visto por Tiago, depois por todos os apóstolos. E por derradeiro de todos me apareceu também a mim, como a um abortivo." (1 Corinthios 15:5-8).

Na verdade, Jesus é Deus e veio ao mundo como homem porque era impossível para qualquer outro ser humano interceder por nós junto a Deus.

Tudo o que Ele fez, foi em obediêcia a Deus Pai que nos ama tanto como Jesus mesmo nos diz em João 3:16: "Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê näo pereça, mas tenha a vida eterna".

Essa é a verdadeira razão do natal e o verdadeiro sentido da celebração! Jesus de Nazaré! O Filho do Deus Vivo! Nosso Senhor e Salvador! A salvação que Deus proveu para nós, através do perdão para os nossos pecados, pela graça, para aqueles que acreditam em Jesus e obedecem seus mandamentos.

Por favor sinta-se a vontade para enviar o conteúdo desta página para seus amigos.

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




O Mal Que Ronda A Igreja


Com a multiplicação das assim chamadas “Igrejas Evangélicas”, sem uma real e efetiva coordenação e orientação daqueles que deveriam zelar pela correta pregação do Evangelho do Senhor Jesus, vemos com imensa tristeza, que a bíblia já não é o manual de vida do cristão.

O que antes era execrado pelo cristianismo, agora é anunciado aos quatro cantos e serve apenas para aumentar o lucro de alguns loucos que não são pastores do rebanho, mas lobos que vem devorar as ovelhas. Eles não servem a Deus, não alimentam as ovelhas, pelo contrário, tosquiam-lhes a lã, comem a sua carne, bebem do seu sangue e destroem o rebanho.

Não bastasse o fato de introduzirem crendices populares no seio da igreja, pregam sem o menor pudor, heresias e realizam cerimônias pagãs naquilo que chamam de culto. Culto a quem? A Deus certamente não é?
Banhos de descarrego, orações contra mal olhado, olho gordo, e encosto. Cultos especiais para a venda de CDs de música gospel e venda de livros.
Uma lástima, uma vergonha!

Intitulam-se bispos, apóstolos, missionários e pastores, quando na verdade são criminosos que deveriam ser impedidos de proclamar tanta mentira e até presos por usufruírem dos bens daqueles que muitas vezes em desespero buscam ajuda nestes lugares.

Catam as pessoas do mundo e levam-nas para dentro das igrejas com seus pecados, seus vícios e maldades; não são os que se arrependem que são levados para dentro das igrejas: são pessoas perdidas, viciadas, criminosos muitas vezes, sem nenhum arrependimento.
A estas pessoas é ensinado coisas como: “Deus é pai! “, “ tudo posso naquele que me fortalece”, “mal nenhum chegará a tua tenda!”, “Deus é Fiel!”, “quem me deu (o carro) foi Deus e etc.

Onde estão os cultos evangelísticos, a pregação nas praças públicas, onde víamos pessoas aos prantos, entregarem suas vidas a Jesus? Como são aceitos os novos membros na igreja? Basta ser um vizinho ou um empregado doméstico que muitas vezes é coagido pelos patrões.

Como são feitas as cerimônias de casamento? Até grávidas casam-se de véu e grinalda, sem arrependimento, sem contrição, como se nada de errado tivessem feito.

Desculpem a veemência, as palavras fortes, mas a Igreja do Senhor Jesus não pode se calar diante de tanta distorção, de tanto pecado, de tanta perdição.
Outra coisa que acontece também, é que, pelo fato de pessoas que não terem se arrependido e aceitado a Jesus como Senhor e Salvador, elas carregam as atitudes e o pecado do mundo para dentro das igrejas.
Moças são desencaminhadas, jovens passam a se vestir como jovens do mundo, com roupas curtas, calças caídas, cabelos compridos além de lidarem com os novos “amigos” ou “irmãos” que fumam, brincam carnaval, bebem, quando não, pior ainda, são viciados em maconha ou crack.
Já assisti um culto em uma igreja tradicional, em que o pastor, um rapazinho inexperiente, mas filho de um membro da igreja, não pregou tendo como base a bíblia, mas sim a revista Veja.

Jovens casam-se com quem não devem e começam uma família cheia de problemas e ambigüidades, o que faz com que jovens que tinham uma vida pela frente para servirem ao seu Deus, tornem-se infelizes e inúteis na obra do Senhor.
Muitas vezes deixam de freqüentar a igreja e criam os filhos longe do temor a Deus.
E pior, sabemos que uma vez casado o jovem não pode se casar de novo, a menos que enviuve; o cônjuge não convertido se vai em sua vida de perdição de volta ao mundo, ou fica para atrapalhar e destruir ou desmembrar uma família antes unida em Cristo enquanto o jovem convertido, o outro cônjuge, fica impossibilitado de ter uma família alegre, decente, sadia, fiel a Jesus!

Resumindo, o que queremos demonstrar, é que devemos, como igreja, voltar ao nosso primeiro amor: voltar a Jesus!
Ler a bíblia, meditar na Palavra de Deus; aplicar seus mandamentos e ensinamentos à nossas vidas; pregar o evangelho do arrependimento, da verdadeira paz, da vida verdadeiramente abundante e não o falso “evangelho da prosperidade”.

Oremos para que Deus em Sua infinita misericórdia, separe os seus e proteja-os destes lobos devoradores que estão atacando a Igreja do Senhor para dividi-la e destruí-la.


Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.


Por favor, leia os textos abaixo que encontramos em:

2 Pedro 2:

Os Falsos Mestres e a sua Destruição

1 No passado surgiram falsos profetas no meio do povo, como também surgirão entre vocês falsos mestres. Estes introduzirão secretamente heresias destruidoras, chegando a negar o Soberano que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição. 2 Muitos seguirão os caminhos vergonhosos desses homens e, por causa deles, será difamado o caminho da verdade. 3 Em sua cobiça, tais mestres os explorarão com histórias que inventaram. Há muito tempo a sua condenação paira sobre eles, e a sua destruição não tarda. 4 Pois Deus não poupou os anjos que pecaram, mas os lançou no inferno, prendendo-os em abismos tenebrosos a fim de serem reservados para o juízo. 5 Ele não poupou o mundo antigo quando trouxe o Dilúvio sobre aquele povo ímpio, mas preservou Noé, pregador da justiça, e mais sete pessoas. 6 Também condenou as cidades de Sodoma e Gomorra, reduzindo-as a cinzas, tornando-as exemplo do que acontecerá aos ímpios; 7 mas livrou Ló, homem justo, que se afligia com o procedimento libertino dos que não tinham princípios morais 8 (pois, vivendo entre eles, todos os dias aquele justo se atormentava em sua alma justa por causa das maldades que via e ouvia). 9 Vemos, portanto, que o Senhor sabe livrar os piedosos da provação e manter em castigo os ímpios para o dia do juízo, 10 especialmente os que seguem os desejos impuros da carne e desprezam a autoridade. Insolentes e arrogantes, tais homens não têm medo de difamar os seres celestiais; 11 contudo, nem os anjos, embora sendo maiores em força e poder, fazem acusações injuriosas contra aqueles seres na presença do Senhor. 12 Mas eles difamam o que desconhecem e são como criaturas irracionais, guiadas pelo instinto, nascidas para serem capturadas e destruídas; serão corrompidos pela sua própria corrupção! 13 Eles receberão retribuição pela injustiça que causaram. Consideram prazer entregar-se à devassidão em plena luz do dia. São nódoas e manchas, regalando-se em seus prazeres, quando participam das festas de vocês. 14 Tendo os olhos cheios de adultério, nunca param de pecar, iludem os instáveis e têm o coração exercitado na ganância. Malditos! 15 Eles abandonaram o caminho reto e se desviaram, seguindo o caminho de Balaão, filho de Beor, que amou o salário da injustiça, 16 mas em sua transgressão foi repreendido por uma jumenta, um animal mudo, que falou com voz humana e refreou a insensatez do profeta. 17 Esses homens são fontes sem água e névoas impelidas pela tempestade. A escuridão das trevas lhes está reservada, 18 pois eles, com palavras de vaidosa arrogância e provocando os desejos libertinos da carne, seduzem os que estão quase conseguindo fugir daqueles que vivem no erro. 19 Prometendo-lhes liberdade, eles mesmos são escravos da corrupção, pois o homem é escravo daquilo que o domina. 20 Se, tendo escapado das contaminações do mundo por meio do conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, encontram-se novamente nelas enredados e por elas dominados, estão em pior estado do que no princípio. 21 Teria sido melhor que não tivessem conhecido o caminho da justiça, do que, depois de o terem conhecido, voltarem as costas para o santo mandamento que lhes foi transmitido. 22 Confirma-se neles que é verdadeiro o provérbio: “O cão volta ao seu vômito” e ainda: “A porca lavada volta a revolver-se na lama”.

Apocalipse 2

Carta à Igreja de Éfeso

4 “Contra você, porém, tenho isto: você abandonou o seu primeiro amor. 5 Lembre-se de onde caiu! Arrependa-se e pratique as obras que praticava no princípio. Se não se arrepender, virei a você e tirarei o seu candelabro do lugar dele. 6 Mas há uma coisa a seu favor: você odeia as práticas dos nicolaítas, como eu também as odeio.

Carta a Igreja de Pérgamo

14 “No entanto, tenho contra você algumas coisas: você tem aí pessoas que se apegam aos ensinos de Balaão, que ensinou Balaque a armar ciladas contra os israelitas, induzindo-os a comer alimentos sacrificados a ídolos e a praticar imoralidade sexual. 15 De igual modo você tem também os que se apegam aos ensinos dos nicolaítas. 16 Portanto, arrependa-se! Se não, virei em breve até você e lutarei contra eles com a espada da minha boca.

Apocalipse 3

Carta à Igreja de Filadélfia

11 “Venho em breve! Retenha o que você tem, para que ninguém tome a sua coroa. 12 Farei do vencedor uma coluna no santuário do meu Deus, e dali ele jamais sairá. Escreverei nele o nome do meu Deus e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce dos céus da parte de Deus; e também escreverei nele o meu novo nome. 13 Aquele que tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas.

Carta à Igreja de Laodicéia

15 Conheço as suas obras, sei que você não é frio nem quente. Melhor seria que você fosse frio ou quente! 16 Assim, porque você é morno, não é frio nem quente, estou a ponto de vomitá-lo da minha boca. 17 Você diz: ‘Estou rico, adquiri riquezas e não preciso de nada’. Não reconhece, porém, que é miserável, digno de compaixão, pobre, cego, e que está nu. 18 Dou-lhe este conselho: Compre de mim ouro refinado no fogo, e você se tornará rico; compre roupas brancas e vista-se para cobrir a sua vergonhosa nudez; e compre colírio para ungir os seus olhos e poder enxergar. 19 “Repreendo e disciplino aqueles que eu amo. Por isso, seja diligente e arrependa-se. 20 Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei e cearei com ele, e ele comigo. 21 “Ao vencedor darei o direito de sentar-se comigo em meu trono, assim como eu também venci e sentei-me com meu Pai em seu trono. 22 Aquele que tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas”.

Scripture taken from the HOLY BIBLE NEW INTERNATIONAL VERSION©, Copyright® 1973,1978,1984 by International Bible Society. Used by permission of Zondervan Publishing House. All rights reserved.






O Novo Nascimento


Tudo o que existe no universo é criação de Deus. O homem, é criatura de Deus, criado à Sua imagem e semelhança:


Gênesis 1

26 Então disse Deus: “Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança. Domine ele sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, sobre os grandes animais de toda a terra e sobre todos os pequenos animais que se movem rente ao chão”.
27 Criou Deus o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.
28 Deus os abençoou, e lhes disse: “Sejam férteis e multipliquem-se! Encham e subjuguem a terra! Dominem sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu e sobre todos os animais que se movem pela terra”.

Pela bênção de Deus que nos proporcionou a capacidade de nos reproduzirmos, nascemos neste mundo; nascemos segundo a vontade dos nossos pais; somos concebidos e nutridos por nossas mães em seus ventres. Este é o primeiro nascimento.

Somos nascidos da carne e procuramos satisfaze-la, vivendo para esta vida tentando obter tudo o que de melhor existe, não nos importando muito com o modo de obter o que desejamos, seja através de nosso esforço ou trabalho, seja simplesmente invejando e tomando o que alguém já conquistou.

Não existe amor pelo próximo, cuidamos do que nos interessa: somos egoístas.

Na verdade temos uma semente de amor que Deus coloca no coração de cada um de nós, mas o amor que ela acaba gerando em nós, é interesseiro e egoista, porque como o objetivo principal que norteia o homem natural (nascido da carne) é satisfazer o seu ego, suas necessidades humanas; acabamos por aceitar ou amar, aqueles que nos amam; fazemos o bem a quem nos quer bem ou de quem podemos tirar algum proveito. Jesus disse:


Lucas 6
32 “Que mérito vocês terão, se amarem aos que os amam? Até os ‘pecadores’ amam aos que os amam.
33 E que mérito terão, se fizerem o bem àqueles que são bons para com vocês? Até os ‘pecadores’ agem assim.
34 E que mérito terão, se emprestarem a pessoas de quem esperam devolução? Até os ‘pecadores’ emprestam a ‘pecadores’, esperando receber devolução integral.
35 Amem, porém, os seus inimigos, façam-lhes o bem e emprestem a eles, sem esperar receber nada de volta. Então, a recompensa que terão será grande e vocês serão filhos do Altíssimo, porque ele é bondoso para com os ingratos e maus. 36 Sejam misericordiosos, assim como o Pai de vocês é misericordioso.

Este é o homem comum, a criatura de Deus.

Os filhos de Deus, são aqueles que nasceram de Deus pelo Espírito, os que buscaram a Deus através de Jesus Cristo e foram aceitos como filhos.
Para que isso ocorra tem de haver uma entrega total do ser, a Deus. Jesus veio ao mundo para salvar-nos, para propiciar-nos o novo nascimento, através do seu sangue. Jesus disse a Nicodemos:

João 3
3 Havia um fariseu chamado Nicodemos, uma autoridade entre os judeus.
2 Ele veio a Jesus, à noite, e disse: “Mestre, sabemos que ensinas da parte de Deus, pois ninguém pode realizar os sinais miraculosos que estás fazendo, se Deus não estiver com ele”.
3 Em resposta, Jesus declarou: “Digo-lhe a verdade: Ninguém pode ver o Reino de Deus, se não nascer de novo”.
4 Perguntou Nicodemos: “Como alguém pode nascer, sendo velho? É claro que não pode entrar pela segunda vez no ventre de sua mãe e renascer!”
5 Respondeu Jesus: “Digo-lhe a verdade: Ninguém pode entrar no Reino de Deus, se não nascer da água e do Espírito.
6 O que nasce da carne é carne, mas o que nasce do Espírito é espírito.
7 Não se surpreenda pelo fato de eu ter dito: É necessário que vocês nasçam de novo.
8 O vento sopra onde quer. Você o escuta, mas não pode dizer de onde vem nem para onde vai. Assim acontece com todos os nascidos do Espírito”.
9 Perguntou Nicodemos: “Como pode ser isso?”
10 Disse Jesus: “Você é mestre em Israel e não entende essas coisas?
11 Asseguro-lhe que nós falamos do que conhecemos e testemunhamos do que vimos, mas mesmo assim vocês não aceitam o nosso testemunho.
12 Eu lhes falei de coisas terrenas e vocês não creram; como crerão se lhes falar de coisas celestiais?
13 Ninguém jamais subiu ao céu, a não ser aquele que veio do céu: o Filho do homem.
14 Da mesma forma como Moisés levantou a serpente no deserto, assim também é necessário que o Filho do homem seja levantado,
15 para que todo o que nele crer tenha a vida eterna.
16 “Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.
17 Pois Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, mas para que este fosse salvo por meio dele.
18 Quem nele crê não é condenado, mas quem não crê já está condenado, por não crer no nome do Filho Unigênito de Deus.
19 Este é o julgamento: a luz veio ao mundo, mas os homens amaram as trevas, e não a luz, porque as suas obras eram más.
20 Quem pratica o mal odeia a luz e não se aproxima da luz, temendo que as suas obras sejam manifestas.
21 Mas quem pratica a verdade vem para a luz, para que se veja claramente que as suas obras são realizadas por intermédio de Deus”.

Romanos 8
1 Portanto, agora já não há condenação para os que estão em Cristo Jesus,
2 porque por meio de Cristo Jesus a lei do Espírito de vida me libertou da lei do pecado e da morte.
3 Porque, aquilo que a Lei fora incapaz de fazer por estar enfraquecida pela carne, Deus o fez, enviando seu próprio Filho, à semelhança do homem pecador, como oferta pelo pecado. E assim condenou o pecado na carne,
4 a fim de que as justas exigências da Lei fossem plenamente satisfeitas em nós, que não vivemos segundo a carne, mas segundo o Espírito.
5 Quem vive segundo a carne tem a mente voltada para o que a carne deseja; mas quem vive de acordo com o Espírito, tem a mente voltada para o que o Espírito deseja.
6 A mente voltada para a carne é morte, mas a mente voltada para o Espírito é vida e paz;
7 a mente voltada para a carne é inimiga de Deus porque não se submete à Lei de Deus, nem pode fazê-lo.
8 Quem é dominado pela carne não pode agradar a Deus.
9 Entretanto, vocês não estão sob o domínio da carne, mas do Espírito, se de fato o Espírito de Deus habita em vocês. E, se alguém não tem o Espírito de Cristo, não pertence a Cristo.
10 Mas se Cristo está em vocês, o corpo está morto por causa do pecado, mas o espírito está vivo por causa da justiça.

Não há vida abundante para o homem nascido da carne, pois é impossível que ele seja feliz, sem Deus, sem esperanca de vida eterna. Ele é uma criatura de Deus, vive para a carne, pela carne. Por esse motivo, muitos enveredam pelo crime ou pelas drogas ou pelas duas coisas mas nada lhes tras paz, nem alegria verdadeira, nem segurança.

Quando ocorre o nascimento no Espírito, a criatura de Deus, torna-se um filho de Deus através do novo nascimento: o nascimento pelo Espírito. O homem não sente mais prazer nas coisas da carne mas sim procura satisfazer o Espírito de Deus que veio nele fazer morada e com Ele traz a verdadeira paz, a alegria de viver e a certeza de que mesmo morrendo nesta vida estará vivo para sempre com Deus.

Romanos 5
5 Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo,
2 por meio de quem obtivemos acesso pela fé a esta graça na qual agora estamos firmes; e nos gloriamos na esperança da glória de Deus.
3 Não só isso, mas também nos gloriamos nas tribulações, porque sabemos que a tribulação produz perseverança;
4 a perseverança, um caráter aprovado; e o caráter aprovado, esperança.
5 E a esperança não nos decepciona, porque Deus derramou seu amor em nossos corações, por meio do Espírito Santo que ele nos concedeu.

Gálatas 3
26 Todos vocês são filhos de Deus mediante a fé em Cristo Jesus,
27 pois os que em Cristo foram batizados, de Cristo se revestiram.
28 Não há judeu nem grego, escravo nem livre, homem nem mulher; pois todos são um em Cristo Jesus.
29 E, se vocês são de Cristo, são descendência de Abraão e herdeiros segundo a promessa.

Deus sempre dá ao homem o direito à escolha, ao caminho que quer seguir. Jesus com veemência nos adverte:

Mateus 12
30 “Aquele que não está comigo, está contra mim; e aquele que comigo não ajunta, espalha”.

Por fim, àqueles que já se entregaram a Jesus, e segundo as promessas já são filhos de Deus, cabe ainda uma última exortação: que não caiam da graça que lhes foi dada:

1 Coríntios 10
1 Porque não quero, irmãos, que vocês ignorem o fato de que todos os nossos antepassados estiveram sob a nuvem e todos passaram pelo mar.
2 Em Moisés, todos eles foram batizados na nuvem e no mar.
3 Todos comeram do mesmo alimento espiritual
4 e beberam da mesma bebida espiritual; pois bebiam da rocha espiritual que os acompanhava, e essa rocha era Cristo.
5 Contudo, Deus não se agradou da maioria deles; por isso os seus corpos ficaram espalhados no deserto.
6 Essas coisas ocorreram como exemplos para nós, para que não cobicemos coisas más, como eles fizeram.
7 Não sejam idólatras, como alguns deles foram, conforme está escrito: “O povo se assentou para comer e beber, e levantou-se para se entregar à folias pagãs”.
8 Não pratiquemos imoralidade, como alguns deles fizeram - e num só dia morreram vinte e três mil.
9 Não devemos pôr o Senhor à prova, como alguns deles fizeram - e foram mortos por serpentes.
10 E não se queixem, como alguns deles se queixaram - e foram mortos pelo anjo destruidor.
11 Essas coisas aconteceram a eles como exemplos e foram escritas como advertência para nós, sobre quem tem chegado o fim dos tempos.
12 Assim, aquele que julga estar firme, cuide-se para que não caia!
13 Não sobreveio a vocês tentação que não fosse comum aos homens. E Deus é fiel; ele não permitirá que vocês sejam tentados além do que podem suportar. Mas, quando forem tentados, ele mesmo lhes providenciará um escape, para que a possam suportar.

Deus o(a) abencoe,
Achando Paz Com Deus.

Scripture taken from the HOLY BIBLE NEW INTERNATIONAL VERSION©, Copyright® 1973,1978,1984 by International Bible Society. Used by permission of Zondervan Publishing House. All rights reserved.







O Pecado Na Igreja


Em dias recentes, temos lido nos jornais tristes notícias, envolvendo pessoas que se intitulam bispos e pastores, e revestidos com esta capa de cordeiro, vivem como lobos devoradores dentro das igrejas, beneficiando-se da boa vontade dos cristãos, que em seu desejo de servir a Deus, são ludibriados e dilapidados de seus bens.
Isto me chamou a atenção para outras coisas igualmente escandalosas que acontecem dentro das igrejas e que pelo fato de vivermos em uma sociedade afastada de Deus, sendo bombardeados a todo instante pelas mentiras proclamadas pela TV e por outros meios de comunicação, não percebemos ou nos acostumamos perigosamente a elas, pecando.
Os jovens são seduzidos pela liberdade enganosa, pelos modismos e pelo temor de que sejam marginalizados pelos colegas. Os mais velhos tambem muitas vezes se deixam levar por esta onda de modernidade, enganando-se a si mesmos.
Pensei em enumerá-los, mas tristemente cheguei a conclusão que esta mensagem se tornaria grande demais e cansativa para o leitor.
Achei então que deveria selecionar aquilo que mais tem chamado a minha atenção associando a pelo menos uma passagem da bíblia que trata do assunto, para a reflexão do leitor:
  • A cobiça
    "Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores"(1 Timóteo 6:10).
  • A mentira:
    "Ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira"(Apocalipse 22:15).
  • Os prazeres carnais:
    "Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca"(Mateus 26:41).
    "O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito"(João 3:6).
  • A vaidade:
    "E digo isto, e testifico no Senhor, para que não andeis mais como andam também os outros gentios, na vaidade da sua mente"( Efésios 4:17).
  • O adultério:
    "Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério. Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela" (Mateus 5:27-28).
  • O divórcio:
    "Disse-lhes ele: Moisés, por causa da dureza dos vossos corações, vos permitiu repudiar vossas mulheres; mas ao princípio não foi assim. Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de fornicação, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério"(Mateus 19:8-9).
  • O modo de vestir:
    "Que do mesmo modo as mulheres se ataviem em traje honesto, com pudor e modéstia, não com tranças, ou com ouro, ou pérolas, ou vestidos preciosos, mas (como convém a mulheres que fazem profissão de servir a Deus) com boas obras"(1 Timóteo 2:9-10).
  • O louvor nos cultos:
    "A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cánticos espirituais, cantando ao Senhor com graça em vosso coração"(Colossenses 3:16).
Através de Paulo, Deus nos deixou uma forte mensagem, a qual foi dirigida inicialmente para a igreja em Éfeso, mas que como de resto toda a bíblia, é atual e precisa ser seguida:

Efésios 4:17 a 6:18

"E digo isto, e testifico no Senhor, para que não andeis mais como andam também os outros gentios, na vaidade da sua mente. Entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignoráncia que há neles, pela dureza do seu coração; os quais, havendo perdido todo o sentimento, se entregaram à dissolução, para com avidez cometerem toda a impureza.
Mas vós não aprendestes assim a Cristo, se é que o tendes ouvido, e nele fostes ensinados, como está a verdade em Jesus; que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano; e vos renoveis no espírito da vossa mente; e vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade.
Por isso deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros.
Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira. Não deis lugar ao diabo.
Aquele que furtava, não furte mais; antes trabalhe, fazendo com as mãos o que é bom, para que tenha o que repartir com o que tiver necessidade.
Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem.
E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o dia da redenção.
Toda a amargura, e ira, e cólera, e gritaria, e blasfêmia e toda a malícia sejam tiradas dentre vós, antes sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo.
Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados; E andai em amor, como também Cristo vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave.
Mas a prostituição, e toda a impureza ou avareza, nem ainda se nomeie entre vós, como convém a santos; nem torpezas, nem parvoíces, nem chocarrices, que não convêm; mas antes, ações de graças. Porque bem sabeis isto: que nenhum devasso, ou impuro, ou avarento, o qual é idólatra, tem herança no reino de Cristo e de Deus.
Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência. Portanto, não sejais seus companheiros. Porque noutro tempo éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor; andai como filhos da luz (porque o fruto do Espírito está em toda a bondade, e justiça e verdade); aprovando o que é agradável ao Senhor.
E não comuniqueis com as obras infrutuosas das trevas, mas antes condenai-as. Porque o que eles fazem em oculto até dizê-lo é torpe. Mas todas estas coisas se manifestam, sendo condenadas pela luz, porque a luz tudo manifesta. Por isso diz: Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá.
Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios, remindo o tempo; porquanto os dias são maus.
Por isso não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor. E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito; falando entre vós em salmos, e hinos, e cánticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração; dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo; sujeitando-vos uns aos outros no temor de Deus.
Vós, mulheres, sujeitai-vos a vossos maridos, como ao Senhor; porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo. De sorte que, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seus maridos.
Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela, para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra, para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível.
Assim devem os maridos amar as suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. Porque nunca ninguém odiou a sua própria carne; antes a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja; porque somos membros do seu corpo, da sua carne, e dos seus ossos.
Por isso, deixará o homem seu pai e sua mãe, e se unirá a sua mulher; e serão dois numa carne. Grande é este mistério; digo-o, porém, a respeito de Cristo e da igreja. Assim também vós, cada um em particular, ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie o marido.
Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa; para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra.
E vós, pais, não provoqueis à ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor.
Vós, servos, obedecei a vossos senhores segundo a carne, com temor e tremor, na sinceridade de vosso coração, como a Cristo; não servindo à vista, como para agradar aos homens, mas como servos de Cristo, fazendo de coração a vontade de Deus; servindo de boa vontade como ao Senhor, e não como aos homens. Sabendo que cada um receberá do Senhor todo o bem que fizer, seja servo, seja livre.
E vós, senhores, fazei o mesmo para com eles, deixando as ameaças, sabendo também que o Senhor deles e vosso está no céu, e que para com ele não há acepção de pessoas.
No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder.
Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo. Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.
Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes. Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça; e calçados os pés na preparação do evangelho da paz; tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno.
Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos".

Que muito mais do que uma crítica, uma constatação da verdade, seja esta mensagem um alerta, um ponto de partida para a restauração dos princípios ensinados e ordenados por Deus para as nossas vidas e de Sua Igreja, é o que pretendemos com amor.

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




O Tempo De Deus


Porque nem sempre nós vemos o Senhor fazendo um milagre em nossas vidas? Porque às vezes não vemos as coisas caminharem do modo como queremos?
Podem existir vários motivos, mas quase sempre, isso acontece por causa do pecado, da falta de fé, porque estamos pedindo alguma coisa que não é correta ou porque o tempo de Deus não se cumpriu.
As pessoas tentam de todas as formas alcançar o seu objetivo, esperando obter o favor de Deus imediatamente, mas algumas vezes se tornam frustradas, decepcionadas e tristes.
Precisamos entender que Deus cuida do bem estar se seus filhos e sempre provê adiantadamente para as nossas necessidades.
O foco de nossas vidas deve ser Ele. Jesus disse: "Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas (Mateus 6:33)".
Ele também nos ensina: "Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e encontrareis; batei e abrir-se-vos-á (Mateus 7:7)".
Talvez você pondere que já está fazendo tudo isso, mas provavelmente você está esquecendo de considerar o tempo de Deus!
Quando Daniel estava tentando entender as profecias de Jeremias sobre a desolação de Jerusalém, a resposta veio após três semanas de intensas orações e jejum: "Então me disse: Não temas, Daniel, porque desde o primeiro dia em que aplicaste o teu coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, são ouvidas as tuas palavras; e eu vim por causa das tuas palavras (Daniel 10:12)".
Quando os discípulos de Jesus perguntaram-lhe sobre o final dos tempos, Ele deu algumas pistas, mas também disse: "Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, mas unicamente meu Pai (Mateus 24:36)".
Pedro escreveu: "Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia (2 Pedro 3:8)".
Se você está orando e não consegue ver a bênção de Deus chegando até você, seja paciente. Creia que Deus é maravilhoso e ama tanto você que deu o seu Filho Unigênito para morrer na cruz para salva-lo e abençoa-lo muito mais do que você pode imaginar: "E Jesus, respondendo, disse: Em verdade vos digo que ninguém há, que tenha deixado casa, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou mulher, ou filhos, ou campos, por amor de mim e do evangelho, Que não receba cem vezes tanto, já neste tempo, em casas, e irmãos, e irmãs, e mães, e filhos, e campos, com perseguições; e no século futuro a vida eterna (Marcos 10:29-30)".
Tenha fé e aprenda a esperar que se cumpra o tempo de Deus.

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




O Verdadeiro Sentido Da Páscoa


Hoje em dia, em meio a correria, muitos ficam felizes com o feriadão da Páscoa, mas não entendem o seu verdadeiro significado.

Nos cristãos comemoramos o sacrifício do Deus Filho, Jesus Cristo, na cruz pelos nossos pecados. Deus é Santo e o homem, pecador.

"Santo, Santo, Santo, é o Senhor Deus, o Todo-Poderoso, que era, e que é, e que há de vir." Apocalipse 4:8
..."Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus" Romanos 3:23.

Existia uma grande separação entre Deus e os homens, mas através da morte sacrificial de Jesus na cruz, uma nova alianca foi estabelecida.

"Jesus, porem, tendo oferecido , para sempre, um unico sacrificio pelos pecados, assentou-se a destra de Deus" Hebreus 10:12
“Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor.” Romanos 6:23

Através da morte de Jesus, temos o privilégio de acesso a presença de Deus:

“Tendo, pois, irmãos, intrepidez para entrar no Santo dos Santos, pelo sangue de Jesus, pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou pelo véu, isto é, pela sua carne” Hebreus 10:19-20
"Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus." Romanos 8:1
"Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus, sendo justificados gratuitamente, por sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus, a quem Deus propôs, no seu sangue, como propiciação, mediante a fé, para manifestar a sua justiça, por ter Deus, na sua tolerância, deixado impunes os pecados anteriormente cometidos; tendo em vista a manifestação da sua justiça no tempo presente, para ele mesmo ser justo e o justificador daquele que tem fé em Jesus.” Romanos 3:23-26
"Mas o anjo, dirigindo-se às mulheres, disse: Não temais; porque sei que buscais Jesus, que foi crucificado. Ele não está aqui; ressuscitou, como tinha dito" Mateus 28:5-6
"Não temas; eu sou o primeiro e o último e aquele que vive; estive morto, mas eis que estou vivo pelos séculos dos séculos e tenho as chaves da morte e do inferno." Apocalipse 1:17-18
"Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim." Joao 14:6
"Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados," Atos 3:19
"Eu repreendo e disciplino a quantos amo. Sê, pois, zeloso e arrepende-te. Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo. Ao vencedor, dar-lhe-ei sentar-se comigo no meu trono, assim como também eu venci e me sentei com meu Pai no seu trono." Apocalipse 3:19-21
"Vi e ouvi uma voz de muitos anjos ao redor do trono, dos seres viventes e dos anciãos, cujo número era de milhões de milhões e milhares de milhares, proclamando em grande voz: Digno é o Cordeiro que foi morto de receber o poder, e riqueza, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e louvor. Então, ouvi que toda criatura que há no céu e sobre a terra, debaixo da terra e sobre o mar, e tudo o que neles há, estava dizendo: Àquele que está sentado no trono e ao Cordeiro, seja o louvor, e a honra, e a glória, e o domínio pelos séculos dos séculos." Apocalipse 5:11-13


Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




Obediência

Os pais precisam exigir obediência dos filhos desde a mais tenra idade, pois como o povo diz, "é de pequeno que se torce o pepino".
As crianças costumam "experimentar" os pais, para saber se precisam mesmo obedecer, fingindo que se esqueceram que não podiam fazer algo, teimando acintosamente ou fazendo-o escondido.
Os pais geralmente sabem quando um filho está fazendo algo proibido, mas às vezes por algum motivo permitem, e então a criança pensa que conseguiu enganar os pais.
Para o bem dos filhos, os pais precisam ser os seus heróis: os mais sábios, os mais fortes, os mais bonitos.
A criança se sente segura, orgulhosa de sua familia e consequentemente, feliz.
Todo mundo precisa saber que não há nada no mundo que permaneça escondido, porque Deus sabe tudo, e a seu tempo tudo se revelará.
Obediência total e incondicional é muito importante, pois todos sabem que foi por causa da desobediência de um só homem, Adão, que a morte foi introduzida no mundo.
Pela obediência de um outro, Jesus Cristo, que teve seu suor transformado em sangue ao orar pedindo ao Pai para livrá-lo de tamanho sacrifício (Lucas 22:44), aos divinos propósitos do Pai, ganhou vida eterna para tantos quantos acreditam no seu nome e o aceitam como Senhor e Salvador.

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




Onde Estão Os Nossos Olhos?

Onde estão os nossos olhos? O que vemos à nossa frente? Qual é mundo que nos cerca?
O homem de hoje está sempre apressado, envolvido em suas atividades diárias e volta e meia se vê diante de algum fato que o deixa chocado. Coisas acontecem dentro de sua própria casa que ele nunca pensou serem possíveis de acontecer.
A pessoa de bem, o cristão se vê acuado pelo mundo, pelos modismos de nossos tempos, pela sociedade corrompida e sem esperança. Vivemos os tempos do fim!
Em meio a esse caos, o que podemos fazer, como podemos enfrentar tantos desafios e problemas e mantermos a fé e a esperança, a razão de viver? A resposta é simples: mantermos nossos olhos fixos em Jesus!
Jesus nos adverte em Mateus capítulo 6, versos 22 a 23:
“22 A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz;
23 Se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes serão tais trevas!”.
Devemos considerar também o que lemos na primeira carta de João capítulo 2 verso 16:
“16 Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo”.
Não podemos fixar nossos olhos na fraqueza da carne, mas no poder de Deus; nem na maldade do inimigo, mas no amor de Deus; nem no pecado do mundo, mas na santidade de Deus.
Apesar das tentações, apesar das decepções, apesar de toda frustração, devemos seguir em frente, rumo ao alvo, firmes nas promessas de Jesus, sabendo que Ele está e estará sempre conosco.
Nossos olhos, nossa esperança tem de estar sempre no Senhor. Ele é a “Rocha Eterna” conforme lemos em Isaías capítulo 26, verso 4:
“4 Confiai no Senhor perpetuamente; porque o Senhor Deus é uma rocha eterna”.
Veja o que o apóstolo Pedro escreveu em sua segunda carta aos cristãos da Ásia Menor, no capítulo 3:
"1 Amados, já é esta a segunda carta que vos escrevo; em ambas as quais desperto com admoestações o vosso ânimo sincero;
2 para que vos lembreis das palavras que dantes foram ditas pelos santos profetas, e do mandamento do Senhor e Salvador, dado mediante os vossos apóstolos;
3 sabendo primeiro isto, que nos últimos dias virão escarnecedores com zombaria andando segundo as suas próprias concupiscências,
4 e dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação.
5 Pois eles de propósito ignoram isto, que pela palavra de Deus já desde a antiguidade existiram os céus e a terra, que foi tirada da água e no meio da água subsiste;
6 pelas quais coisas, pereceu o mundo de então, afogado em água;
7 mas os céus e a terra de agora, pela mesma palavra, têm sido guardados para o fogo, sendo reservados para o dia do juízo e da perdição dos homens ímpios.
8 Mas vós, amados, não ignoreis uma coisa: que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia.
9 O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; porém é longânimo para convosco, não querendo que ninguém se perca, senão que todos venham a arrepender-se.
10 Virá, pois, como ladrão o dia do Senhor, no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se dissolverão, e a terra, e as obras que nela há, serão descobertas.
11 Ora, uma vez que todas estas coisas hão de ser assim dissolvidas, que pessoas não deveis ser em santidade e piedade,
12 aguardando, e desejando ardentemente a vinda do dia de Deus, em que os céus, em fogo se dissolverão, e os elementos, ardendo, se fundirão?
13 Nós, porém, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e uma nova terra, nos quais habita a justiça.
14 Pelo que, amados, como estais aguardando estas coisas, procurai diligentemente que por ele sejais achados imaculados e irrepreensível em paz;
15 e tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor; como também o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada;
16 como faz também em todas as suas epístolas, nelas falando acerca destas coisas, nas quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, como o fazem também com as outras Escrituras, para sua própria perdição.
17 Vós, portanto, amados, sabendo isto de antemão, guardai-vos de que pelo engano dos homens perversos sejais juntamente arrebatados, e descaiais da vossa firmeza;
18 antes crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como até o dia da eternidade”.
Permaneçamos pois firmes na fé e na obediência ao Senhor, crendo e vivendo de acordo com a Sua Palavra, sendo pacientes e esperando pela Sua volta.

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.

PS: Leia também os dois primeiros capítulos da segunda carta de Pedro.


Os Recursos Do Pai

Qual de nós não quer conseguir alguma coisa diferente, que julgamos ser melhor do que aquilo que já possuímos.
Pode ser um bem material ou uma situação na vida. Um casamento, um emprego ou uma promoção no trabalho.
Somos atraídos pela propaganda que invade os nossos lares através da internet, da televisão, do rádio e etc.
Outras vezes são coisas mais sérias como uma solução para um assunto de família que tem dividido a nossa casa e criado situações difíceis para nós.
Existem ainda situações especiais que ameaçam nossas próprias vidas, quando somos atingidos por alguma doença, nós ou algum de nossos entes queridos.
Sabemos que Deus tem a solução para qualquer desses problemas e por isso o buscamos e oramos e pedimos e muitas vezes não recebemos ou achamos que já deveríamos ter recebido a bênção que parece estar demorando mais do que devia, afinal sabemos que Deus pode todas as coisas, que nos ama e quer o melhor para seus filhos.
O que acontece é que muitas vezes pensamos que estamos fazendo tudo certo, mas estamos magoando a Deus com as nossas orações.
Todo o pai neste mundo em que vivemos, marcado pelo pecado, com um coração mau, se entristece com um filho interesseiro. Nos magoamos ao pensar que um filho se achega a nós apenas para receber alguma coisa, um presente, uma ajuda emergencial, um favor.
Deus, que é o Senhor, que tudo sabe, que sonda os corações, conhece muito bem, melhor do que nós mesmos, a razão daquilo que estamos lhe pedindo. Sabe o que ocasionou essa necessidade e o que acontecerá se Ele suprir essa nossa necessidade da forma como pedimos.
Deus em sua Santidade, em Seu Amor Supremo, se entristece com algumas de nossas orações, porque a única coisa que Deus requer de nós é o nosso amor. Ele nos deu a vida, a sustenta e nos dá a vida eterna pela simples aceitação do sacrifício de Jesus Cristo, seu próprio filho, que morreu em nosso lugar.
Nós, bem, nós queremos ter mais alguma coisa além daquilo que Ele já nos dá.
E nós insistimos em pedir dádivas, que não merecemos, negando a Ele, o nosso amor ou pelo menos, colocando-o em segundo plano. Estamos mais interessados nos recursos do Pai, do que o amarmos de todo o coração, de toda a nossa alma e de todo o nosso pensamento.
Vejam estas palavras de Jesus, registradas em Mateus 22: “37 E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. 38 Este é o primeiro e grande mandamento”.
Além disso devemos considerar o que lemos em Mateus 6: “25 Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário? 26 Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas? 27 E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura? 8 E, quanto ao vestuário, por que andais solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam; 29 E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles. 30 Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé? 31 Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos? 32 (Porque todas estas coisas os gentios procuram). De certo vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas; 33 Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. 34 Não vos inquieteis, pois, pelo dia amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal”.
Selecionamos mais alguns versos das escrituras, onde lemos sobre a visão de Deus sobre o nosso amor por Ele:
  • Êxodo 20:

  • 6 E faço misericórdia a milhares dos que me amam e aos que guardam os meus mandamentos.
  • Deuteronômio 4:

  • 29 Então dali buscarás ao Senhor teu Deus, e o acharás, quando o buscares de todo o teu coração e de toda a tua alma.
  • Deuteronômio 6:

  • 5 Amarás, pois, o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças.
  • Deuteronômio 10:

  • 12 Agora, pois, ó Israel, que é que o Senhor teu Deus pede de ti, senão que temas o Senhor teu Deus, que andes em todos os seus caminhos, e o ames, e sirvas ao Senhor teu Deus com todo o teu coração e com toda a tua alma, 13 Que guardes os mandamentos do Senhor, e os seus estatutos, que hoje te ordeno, para o teu bem?
  • Deuteronômio 30:

  • 6 E o Senhor teu Deus circuncidará o teu coração, e o coração de tua descendência, para amares ao Senhor teu Deus com todo o coração, e com toda a tua alma, para que vivas. 7 E o Senhor teu Deus porá todas estas maldições sobre os teus inimigos, e sobre os que te odeiam, que te perseguiram. 8 Converter-te-ás, pois, e darás ouvidos à voz do Senhor; cumprirás todos os seus mandamentos que hoje te ordeno. 9 E o Senhor teu Deus te fará prosperar em toda a obra das tuas mãos, no fruto do teu ventre, e no fruto dos teus animais, e no fruto da tua terra para o teu bem; porquanto o Senhor tornará a alegrar-se em ti para te fazer bem, como se alegrou em teus pais, 10 Quando deres ouvidos à voz do Senhor teu Deus, guardando os seus mandamentos e os seus estatutos, escritos neste livro da lei, quando te converteres ao Senhor teu Deus com todo o teu coração, e com toda a tua alma.
  • Josué 22:

  • 5 Tão somente tende cuidado de guardar com diligência o mandamento e a lei que Moisés, o servo do Senhor, vos mandou: que ameis ao Senhor vosso Deus, e andeis em todos os seus caminhos, e guardeis os seus mandamentos, e vos achegueis a ele, e o sirvais com todo o vosso coração, e com toda a vossa alma.
  • I Samuel 16:

  • 7 Porém o Senhor disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a grandeza da sua estatura, porque o tenho rejeitado; porque o Senhor não vê como vê o homem, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração.
  • I Crônicas 28:

  • 9 E tu, meu filho Salomão, conhece o Deus de teu pai, e serve-o com um coração perfeito e com uma alma voluntária; porque esquadrinha o Senhor todos os corações, e entende todas as imaginações dos pensamentos; se o buscares, será achado de ti; porém, se o deixares, rejeitar-te-á para sempre.
  • Neemias 1:

  • 5 E disse: Ah! Senhor Deus dos céus, Deus grande e terrível! Que guarda a aliança e a benignidade para com aqueles que o amam e guardam os seus mandamentos;
  • Mateus 6:

  • 21 Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração.
  • João 14:

  • 15 Se me amardes, guardareis os meus mandamentos.
  • João 21:

  • 15 E, depois de terem jantado, disse Jesus a Simão Pedro: Simão, filho de Jonas, amas-me mais do que estes? E ele respondeu: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Disse-lhe: Apascenta os meus cordeiros. 16 Tornou a dizer-lhe segunda vez: Simão, filho de Jonas, amas-me? Disse-lhe: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas. 17 Disse-lhe terceira vez: Simão, filho de Jonas, amas-me? Simão entristeceu-se por lhe ter dito terceira vez: Amas-me? E disse-lhe: Senhor, tu sabes tudo; tu sabes que eu te amo. Jesus disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas.
  • I Coríntios 2:

  • 9 Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, E não subiram ao coração do homem, São as que Deus preparou para os que o amam.
  • I João 4:

  • 19 Nós O amamos porque Ele nos amou primeiro.

Deus o (a) abençoe,

Achando Paz Com Deus.




Páscoa

Embora infelizmente, hoje em dia a páscoa seja usada como pretexto para a venda de chocolates, ela tem um significado muito especial para os cristãos.
A páscoa inicialmente comemorada pelo povo hebreu, teve a partir do sacrifício de Jesus uma abrangência muito maior, alcançando toda a humanidade.
A páscoa do povo judeu (ou pessach, o "tempo de nossa liberdade"), é a celebração da transformação das doze tribos descendentes do patriarca Jacob em um povo bem o como da sua saída do Egito em direção a terra prometida por Deus.
Para os cristãos, entretanto, a páscoa é a mais importante das celebrações cristãs, uma vez que comemora a ressurreição de Cristo, sinal e prova do final de um tempo, o tempo da lei, em que o homem só poderia ser salvo se cumprisse todos os mandamentos estabelecidos por Deus (Mateus 11:13) e o início de um novo tempo, o tempo da graça, em que Deus provê para nós a salvação, a concretização das promessas de Deus, feitas através dos profetas de Israel.
O nascimento, a vida, a morte e a ressurreição de Jesus, mostram que ele é o Messias, o Cristo das profecias.
  • Ele nasceu de uma virgem pelo poder poder do Espírito Santo (Mateus 1:18-25 - Isaías 7:14), curou cegos, coxos, leprosos, ressuscitou pessoas (Isaías 35:5-6) e ensinou a justiça de Deus (Isaías 61:1).
  • Assim como na páscoa dos judeus o sangue do cordeiro livrou (salvou) o povo Hebreu do anjo da morte, na praga da morte dos primogenitos (Exodos12), assim também, o sangue de Jesus, o Filho de Deus, foi derramado uma só vez e para sempre, em favor dos pecadores, livrando-os da morte eterna e trazendo-lhes a salvação (Hebreus 10:8-9).
  • A morte de Jesus ocorreu na época do sacrifício do cordeiro ( páscoa ), para que todos entendessem que Ele era o Cristo das profecias.
  • A destruição do Templo, no ano 70 AD, aboliu também o culto de sacrifícios de cordeiros entre o povo de Israel, que não aceitou o sacrifício de Jesus Cristo.
  • No momento da morte de Jesus na cruz, o véu do santuário no templo de Jerusalém, que fazia separação entre o "Santo Lugar" e o "Santo dos Santos", se rasgou de alto a baixo em duas partes (Mateus 27:51) para mostrar que a partir deste momento, o homem teria acesso direto a Deus através de Jesus.
  • Do mesmo modo como Abraão estava disposto a sacrificar seu filho Isaque por amor a Deus, assim também Deus, sacrificou seu próprio Filho, ressuscitando-o três dias depois, demonstrando também assim, seu grande e maravilhoso amor pela humanidade.
  • Jesus esteve enterrado por três dias (assim como Jonas esteve na barriga do peixe - Jonas 1:17), depois disso ressuscitou, comeu e bebeu com seus discípulos, foi visto por mais de quinhentas pessoas (1 Coríntios 15:3-8) e depois de 40 dias subiu ao céu a vista de muitos (Atos 1:6-9).
A páscoa deve ser comemorada com alegria, pois nos traz à lembrança o infinito amor de Deus por nós e a certeza da salvação de nossas almas pela sua graça através da morte e ressureição de Jesus que ocorreu durante a páscoa.

Feliz Páscoa,
Achando Paz Com Deus.




Pecado

A ira de Deus se manifesta do céu contra toda a impiedade e perversão dos homens, que preferem praticar a injustiça ao invés da verdade, apesar de ter conhecimento de tudo o que de Deus se pode conhecer, pois Deus mesmo, a si lhes revelou.
Os atributos invisíveis de Deus , assim o seu eterno poder como também a sua divina natureza , claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram criadas. Tais homens, são por isso indesculpáveis. Apesar de terem conhecimento de Deus , não o glorificaram como Deus , nem lhe deram graças, ao contrário, se tornaram nulos em seus próprios raciocínios, se lhes obscurecendo o coração insensato; julgando-se sábios, tornaram-se tolos; em lugar da glória do Deus incorruptível , preferiram adorar imagens em semelhança de homens corruptíveis, de aves, de quadrúpedes e de répteis. Por isso, Deus entregou tais homens à imundícia , pelas concupiscências de seus próprios corações , para desonrarem seus corpos entre si.
Mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém. Por causa disso Deus entregou tais homens às paixões infames, e até as suas mulheres mudaram o modo natural de suas relações íntimas por outro contrário à natureza, enquanto, semelhantemente, os homens também, deixando o contato natural da mulher, se inflamaram mutuamente em sua sensualidade, uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a merecida punição do seu erro.
Por terem eles desprezado o conhecimento de Deus, o próprio Deus os entregou a uma disposição mental reprovável, para fazerem coisas inconvenientes, encheram-se de toda a iniqüidade, prostituição, malícia, avareza e maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano e malignidade; tornaram-se caluniadores, detratores, aborrecidos de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães; insensatos, néscios, sem afeições naturais, irreconciliáveis e sem misericórdia. Conhecendo a justiça de Deus, de que são dignos de morte os que tais coisas praticam, não somente as fazem, mas também aprovam aos que as fazem (Romanos 1:18-32).
CORREÇÃO E GRAÇA
Ora, na vossa luta contra o pecado, ainda não tendes resistido até ao sangue, e já vos esquecestes da exortação que argumenta convosco como filhos:"Filho meu, não desprezes a correção do Senhor e não desmaies quando por ele fores repreendido; porque o Senhor corrige o que ama e açoita a qualquer que recebe por filho" (Provérbios 3:11-12).
Se suportais a correção, Deus vos trata como filhos. Porque, que filho há a quem o pai não corrija? Mas, se estais sem correção, da qual todos se têm tornado participantes, sois então bastardos e não filhos.
Além do que, tivemos nossos pais segundo a carne, que nos corrigiam e nós os respeitávamos; não havemos de estar em muito maior submissão ao Pai dos espíritos, para vivermos? Porque aqueles, na verdade, por um pouco tempo, nos corrigiam como melhor lhes parecia; Deus porém, nos disciplina para nosso próprio bem, para sermos participantes da sua santidade. E, na verdade, toda a correção, ao presente, não parece ser motivo de alegria, mas de tristeza; depois, entretanto, produz fruto pacífico de justiça nos exercitados por ela.
Então, "fortalecei as mãos cansadas e firmai os joelhos fracos" ( Isaías 35:3 ) e "fazei veredas direitas para os vossos pés" (Provérbios 4:26) , para que não se extravie o que é manco, antes seja curado.
Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor, tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por meio dela muitos sejam contaminados (Hebreus 12:4-15).

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




Perto De Deus

Deus é Eterno, Infalivel, Imutável, Amoroso, Poderoso e Supremo, assim como Sua Palavra!
Aquilo que lemos na bíblia é aplicavel às nossas vidas hoje, como foi no passado. Nada mudou desde então e eu não tenho dúvida que Deus fala conosco nos dias de hoje do mesmo modo como falou aos seus profetas e discípulos no passado. Em Apocalipse 3:20, Jesus diz: "Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo".
Ele também nos fala da Sua Presença em Mateus 28:20: "ensinando-os a observar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos".
Deus simplesmente não criou o universo e o abandonou. Não fosse por Seu poder e fidelidade, os planetas não estariam ainda em suas orbitas, não haveria inverno e verão...todo o universo seria um caos completo.
Infelizmente, existem vários fatores que encobrem ou escondem de nós a Sua presença:
  • O sentimento de culpa
    Depois que Adão e Eva pecaram, eles tentaram se esconder de Deus: "Respondeu-lhe o homem: Ouvi a tua voz no jardim e tive medo, porque estava nu; e escondi-me" (genesis 3:10).
  • As mentiras do inimigo
    O demonio faz tudo o que pode, até mesmo usar pessoas próximas e parentes, para fazer com que o homem se sinta sujo e condenado, afastado da misericórdia e do amor de Deus: "Então sua mulher lhe disse: Ainda reténs a tua integridade? Blasfema de Deus, e morre" (Jó 2:9).
  • A ignorância
    Deus falou com Jonas sobre a ignorância do povo de Ninive quando o enviou para pregar para eles o arrependimento: "E não hei de eu ter compaixão da grande cidade de Nínive em que há mais de cento e vinte mil pessoas que não sabem discernir entre a sua mão direita e a esquerda... (Jonas 4:11).
  • As riquezas
    Em vez de agradecer a Deus e glorificá-lo pelos bens materiais que eventualmente possue, o homem ama "suas" riquezas: "E Jesus, olhando para ele, o amou e lhe disse: Uma coisa te falta; vai vende tudo quanto tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, segue-me" (Marcos 10:21).
  • Outros "deuses"
    Muitas pessoas tem outros "deuses" em suas vidas, que desviam sua atenção de Deus; Pode ser um passatempo, o seu trabalho ou mesmo uma dedicação exagerada a alguma pessoa: "Não terás outros deuses diante de mim" (Exodus 20:3).
  • O medo de mudanças
    Quando entregamos nossas vidas a Jesus, nós devemos esperar mudanças. Jesus disse a Nicodemos, um dos principais dentre os judeus: "Respondeu-lhe Jesus: Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus" (joão 3:3). Infelizmente, vemos diversas igrejas presas a estatutos, tradições e rituais, incapazes de pregar o Evangelho de Jesus em sua plenitude; não há poder nas mensagens, não se sente a presença do Deus Vivo, somente uma tenue impressão.
Quando Deus criou Adão, eles conversavam pelo menos uma vez por dia. Ele quer que nós falemos com Ele e não somente isso, Ele quer falar conosco, ensinar-nos, prover as nossas necessidades, amar-nos e receber o nosso amor.
Ele quer ter um relacionamente estreito conosco e se as coisas não funcionam deste modo, nós devemos culpar-nos a nós mesmos.
Deus fala através de Paulo em Hebreus 13:7-8: "Lembrai-vos dos vossos guias, os quais vos falaram a palavra de Deus, e, atentando para o êxito da sua carreira, imitai-lhes a fé. Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente".
Já notaram quando uma criança olha ao seu redor procurando pelos pais? Como ficam ansiosas? Como ficam assustadas? Como se sentem perdidas? Da mesma forma nós, vivendo em um mundo cheio de pecados, pestes, violências e guerras!
Nós temos que olhar para Deus sempre, viver em Sua presença, aceitar Sua misericórdia, receber Sua proteção e estar preparado para as batalhas do dia a dia: "Finalmente, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder.
Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes permanecer firmes contra as ciladas do Diabo; pois não é contra carne e sangue que temos que lutar, mas sim contra os principados, contra as potestades, conta os príncipes do mundo destas trevas, contra as hostes espirituais da iniqüidade nas regiões celestes.
Portanto tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, permanecer firmes.
Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça, e calçando os pés com a preparação do evangelho da paz, tomando, sobretudo, o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do Maligno.
Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; com toda a oração e súplica orando em todo tempo no Espírito e, para o mesmo fim, vigiando com toda a perseverança e súplica, por todos os santos" (Efésios 6:10-18). Deus esta falando com você agora! Lembre-se, Deus é imutável mas você talvez precise mudar o modo como vive, para poder desfrutar da plenitude da vida. Você só precisa estar perto de Deus!

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




Premonição

Premonição é um sentimento, uma antevisão de que alguma coisa irá acontecer.
Algumas vezes é fruto de um sentimento que temos sobre alguém ou alguma coisa que é importante para nós; que está latente em nossas mentes, ou alguma coisa que temos desejo ou medo de presenciar ou de participar de alguma forma.
Às vezes se manifesta através de um sonho, ou simplesmente vem à nossa mente na forma de uma visão ou pensamento.
A maioria dos nossos sonhos e de nossos pensamentos, no entanto, nunca se cumprem.
Um fato gerador de muitas destas “manifestações”, é o medo.
Quantas vezes pensamos durante toda a nossa vida terrena que vamos morrer? Mas só morremos nesta vida uma vez.

O que dizer das profecias? Em várias passagens da bíblia, somos ensinados e até exortados, a buscar o dom de profecias.(Joel 2:28-29, Romanos 12:6, I Coríntios 12:28, I Coríntios 14:1, Efésios 4:8).
As profecias são voltadas para a edificação da igreja, do povo de Deus.

Também não podemos, confundir a premonição ou revelação com a adivinhação, pois esta última, é obra do mal, sendo por isso mesmo condenada por Deus.
Temos o exemplo do rei Saul, que procurou uma feiticeira (I Samuel 28) e obteve a resposta de espíritos enganadores; temos também a menção da moça que seguiu a Paulo e Timóteo, dominada por demônios (espíritos de adivinhação), como lemos em Atos 16).

Sabemos que Deus se comunica com os seus filhos, para protege-los e encaminha-los em muitas situações desta vida, pois para isso, nós mesmos assim o buscamos muitas vezes em oração.

Pessoalmente, eu já tive pelo menos uma experiência de um sonho, na verdade um pesadelo, de algo que aconteceu no dia seguinte, mas eu só lembrei do sonho, depois que o fato já tinha acontecido.
Temos notícias de cristãos que tem sonhos sobre coisas que se cumprem em seguida.
Há um caso de uma senhora cristã, que estava lavando louça em casa e de repente, teve algo como uma visão sobre um pastor seu conhecido, que sofrera um ataque do coração e morrera. Ela disse que teve vontade de orar pelo pastor, mas depois achou que era bobagem e não deveria levar aquilo à sério. No dia seguinte alguém ligou para ela para comunicar que o pastor havia morrido! Uma coisa porem não aconteceu exatamente como ela teria antecipado ou previsto: ele não morreu do coração, mas de aneurisma.

Na bíblia lemos que inúmeras vezes Deus se comunicou com o homem através de sonhos, como por exemplo: Gênesis 20, Gênesis 37, Gênesis 41, I Reis 3, Daniel 1, Daniel 5 e Joel 2.

Há também menção aos falsos profetas sonhadores em:
Deuteronômio 13:1-5: "1 Quando profeta ou sonhador de sonhos se levantar no meio de ti, e te der um sinal ou prodígio, 2 E suceder o tal sinal ou prodígio, de que te houver falado, dizendo: Vamos após outros deuses, que não conheceste, e sirvamo-los;3 Não ouvirás as palavras daquele profeta ou sonhador de sonhos; porquanto o Senhor vosso Deus vos prova, para saber se amais o Senhor vosso Deus com todo o vosso coração, e com toda a vossa alma.4 Após o Senhor vosso Deus andareis, e a ele temereis, e os seus mandamentos guardareis, e a sua voz ouvireis, e a ele servireis, e a ele vos achegareis. 5 E aquele profeta ou sonhador de sonhos morrerá, pois falou rebeldia contra o Senhor vosso Deus, que vos tirou da terra do Egito, e vos resgatou da casa da servidão, para te apartar do caminho que te ordenou o Senhor teu Deus, para andares nele: assim tirarás o mal do meio de ti".
Jeremias 23:32: "32 Eis que eu sou contra os que profetizam sonhos mentirosos, diz o Senhor, e os contam, e fazem errar o meu povo com as suas mentiras e com a sua vã jactância; pois eu não os enviei, nem lhes dei ordem; e eles não trazem proveito algum a este povo, diz o Senhor".

Em Gênesis 41:15-16, lemos:”15 E Faraó disse a José: Eu tive um sonho, e ninguém há que o interprete; mas de ti ouvi dizer que quando ouves um sonho o interpretas.16 E respondeu José a Faraó, dizendo: Isso não está em mim; Deus dará resposta de paz a Faraó”.
Cremos ser esta forma correta de encarar a premonição, não esquecendo que isso é coisa raríssima, e não deve ser confundida com qualquer sonho ou pensamento que possamos ter, caso contrário, enlouqueceríamos.

Nossa vida tem que estar sempre baseada naquilo que Deus nos ensina na bíblia, pois foi para isso que Ele cuidou para que Suas palavras chegassem até nós, apesar de todas as tentativas do inimigo de destruí-la.
Assim, pois, em tudo e sempre, devemos orar a Deus em nome do Senhor Jesus, como Ele nos ensina na primeira carta de Paulo aos Tessalonicenses 5:17: ”Orai sem cessar”.
Ele em Sua infinita misericórdia nos guardará, nos guiará, nos ensinará e nos dará a Sua paz como lemos em João 14:27: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize”.

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




Revoltado Com O Mundo? (Salmo 37)


1 Não se aborreça por causa dos homens maus e não tenha inveja dos perversos;
2 pois como o capim logo secarão, como a relva verde logo murcharão.
3 Confie no Senhor e faça o bem; assim você habitará na terra e desfrutará segurança.
4 Deleite-se no Senhor, e ele atenderá aos desejos do seu coração.
5 Entregue o seu caminho ao Senhor; confie nele, e ele agirá:
6 ele deixará claro como a alvorada que você é justo, e como o sol do meio-dia que você é inocente.
7 Descanse no Senhor e aguarde por ele com paciência; não se aborreça com o sucesso dos outros, nem com aqueles que maquinam o mal.
8 Evite a ira e rejeite a fúria; não se irrite: isso só leva ao mal.
9 Pois os maus serão eliminados, mas os que esperam no Senhor receberão a terra por herança.
10 Um pouco de tempo, e os ímpios não mais existirão; por mais que você os procure, não serão encontrados.
11 Mas os humildes receberão a terra por herança e desfrutarão pleno bem-estar.
12 Os ímpios tramam contra os justos e rosnam contra eles;
13 o Senhor, porém, ri dos ímpios, pois sabe que o dia deles está chegando.
14 Os ímpios desembainham a espada e preparam o arco para abaterem o necessitado e o pobre, para matarem os que andam na retidão.
15 Mas as suas espadas irão atravessar-lhes o coração, e os seus arcos serão quebrados.
16 Melhor é o pouco do justo do que a riqueza de muitos ímpios;
17 pois o braço forte dos ímpios será quebrado, mas o Senhor sustém os justos.
18 O Senhor cuida da vida dos íntegros, e a herança deles permanecerá para sempre.
19 Em tempos de adversidade não ficarão decepcionados; em dias de fome desfrutarão fartura.
20 Mas os ímpios perecerão; os inimigos do Senhor murcharão como a beleza dos campos; desvanecerão como fumaça.
21 Os ímpios tomam emprestado e não devolvem, mas os justos dão com generosidade;
22 aqueles que o Senhor abençoa receberão a terra por herança, mas os que ele amaldiçoa serão eliminados.
23 O Senhor firma os passos de um homem, quando a conduta deste o agrada;
24 ainda que tropece, não cairá, pois o Senhor o toma pela mão.
25 Já fui jovem e agora sou velho, mas nunca vi o justo desamparado, nem seus filhos mendigando o pão.
26 Ele é sempre generoso e empresta com boa vontade; seus filhos serão abençoados.
27 Desvie-se do mal e faça o bem; e você terá sempre onde morar.
28 Pois o Senhor ama quem pratica a justiça, e não abandonará os seus fiéis. Para sempre serão protegidos, mas a descendência dos ímpios será eliminada;
29 os justos herdarão a terra e nela habitarão para sempre.
30 A boca do justo profere sabedoria, e a sua língua fala conforme a justiça.
31 Ele traz no coração a lei do seu Deus; nunca pisará em falso.
32 O ímpio fica à espreita do justo, querendo matá-lo;
33 mas o Senhor não o deixará cair em suas mãos, nem permitirá que o condenem quando julgado.
34 Espere no Senhor e siga a sua vontade. Ele o exaltará, dando-lhe a terra por herança; quando os ímpios forem eliminados, você o verá.
35 Vi um homem ímpio e cruel florescendo como frondosa árvore nativa,
36 mas logo desapareceu e não mais existia; embora eu o procurasse, não pôde ser encontrado.
37 Considere o íntegro, observe o justo; há futuro para o homem de paz.
38 Mas todos os rebeldes serão destruídos; futuro para os ímpios nunca haverá.
39 Do Senhor vem a salvação dos justos; ele é a sua fortaleza na hora da adversidade.
40 O Senhor os ajuda e os livra; ele os livra dos ímpios e os salva, porque nele se refugiam.

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




Salvação

Este é um assunto importantíssimo, que requer leitura e meditação; requer orientação do Espírito Santo de Deus e um coração aberto à Suas revelações.
O que é a salvação? A salvação é a remissão dos pecados através da fé, pela graça de Deus, manifesta no sacrifício de Jesus na cruz.
Por causa do sentimento de culpa interior e também por nossa insensibilidade e ignorância, não conseguimos aceitar o fato de que a salvação é uma bênção de Deus e que não podemos adquiri-la com obras, ou seguindo a Lei.
Deus em Seu infinito amor, sacrificou seu próprio Filho para nos conceder esta bênção tão preciosa.
É possível explicar tão grande amor? Não. Este é o verdadeiro amor, o qual não conhecemos nesta vida a não ser pelas manifestações divinais.
É importante, que consideremos também, a nossa tendência, perigosa, de nos acharmos melhores que os outros, quando o assunto é fé, modo de viver e de nos comportarmos.

Para melhor compreensão deste assunto tão complexo, dividimos esta mensagem em partes:

1) Deus não faz acepção de pessoas e oferece a salvação à todos:

Em Marcos 16:15-16, Jesus nos ordena:

15 E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.
16 Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.

Em Atos 10:33-48, Pedro diz:

33 E logo mandei chamar-te, e bem fizeste em vir. Agora, pois, estamos todos presentes diante de Deus, para ouvir tudo quanto por Deus te é mandado.
34 E, abrindo Pedro a boca, disse: Reconheço por verdade que Deus não faz acepção de pessoas;
35 Mas que lhe é agradável aquele que, em qualquer nação, o teme e faz o que é justo.
36 A palavra que ele enviou aos filhos de Israel, anunciando a paz por Jesus Cristo (este é o Senhor de todos);
37 Esta palavra, vós bem sabeis, veio por toda a Judéia, começando pela Galiléia, depois do batismo que João pregou;
38 Como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com virtude; o qual andou fazendo bem, e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com ele.
39 E nós somos testemunhas de todas as coisas que fez, tanto na terra da Judéia como em Jerusalém; ao qual mataram, pendurando-o num madeiro.
40 A este ressuscitou Deus ao terceiro dia, e fez que se manifestasse,
41 Não a todo o povo, mas às testemunhas que Deus antes ordenara; a nós, que comemos e bebemos juntamente com ele, depois que ressuscitou dentre os mortos.
42 E nos mandou pregar ao povo, e testificar que ele é o que por Deus foi constituído juiz dos vivos e dos mortos.
43 A este dão testemunho todos os profetas, de que todos os que nele crêem receberão o perdão dos pecados pelo seu nome.
44 E, dizendo Pedro ainda estas palavras, caiu o Espírito Santo sôbre todos os que ouviam a palavra.
45 Os crentes que eram de circuncisão, todos quantos tinham vindo com Pedro, maravilharam-se de que também sobre os gentios se derramasse o dom do Espírito Santo;
46 porque os ouviam falar línguas e magnificar a Deus.
47 Respondeu então Pedro: Pode alguém porventura recusar a água para que não sejam batizados estes que também, como nós, receberam o Espírito Santo?
48 Mandou, pois, que fossem batizados em nome de Jesus Cristo. Então lhe rogaram que ficasse com eles por alguns dias.

2) Deus convence a todos do pecado, através do Espírito Santo:

Em João 16:7-11, Jesus nos ensina:

7 Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, quando eu for, vo-lo enviarei.
8 E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo.
9 Do pecado, porque não crêem em mim;
10 Da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais;
11 E do juízo, porque já o príncipe deste mundo está julgado.

Em João 1:9-13 lemos:

9 Ali estava a luz verdadeira, que ilumina a todo o homem que vem ao mundo.
10 Estava no mundo, e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o conheceu.
11 Veio para o que era seu, e os seus não o receberam.
12 Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome;
13 Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus.

3) Ninguém a quem o Espírito Santo convenceu do pecado, a quem Deus entregou a Jesus, perderá sua salvação, exceto por sua própria escolha:

Em 1 Coríntios 15:1-8, Paulo nos diz:

1 Também vos notifico, irmãos, o evangelho que já vos tenho anunciado; o qual também recebestes, e no qual também permaneceis.
2 Pelo qual também sois salvos se o retiverdes tal como vo-lo tenho anunciado; se não é que crestes em vão.
3 Porque primeiramente vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as escrituras,
4 E que foi sepultado, e que ressuscitou ao terceiro dia, segundo as escrituras.
5 E que foi visto por Cefas, e depois pelos doze.
6 Depois foi visto, uma vez, por mais de quinhentos irmãos, dos quais vive ainda a maior parte, mas alguns já dormem também.
7 Depois foi visto por Tiago, depois por todos os apóstolos.
8 E por derradeiro de todos me apareceu também a mim, como a um abortivo.

4) Não podemos nos considerar diferentes ou melhores que as outras pessoas pelo fato de termos recebido a salvação:

Em Lucas 13:1-5, lemos estas palavras de Jesus:

1 E, Naquele mesmo tempo, estavam presentes ali alguns que lhe falavam dos galileus, cujo sangue Pilatos misturara com os seus sacrifícios.
2 E, respondendo Jesus, disse-lhes: Cuidais vós que esses galileus foram mais pecadores do que todos os galileus, por terem padecido tais coisas?
3 Não, vos digo; antes, se não vos arrependerdes, todos de igual modo perecereis.
4 E aqueles dezoito, sobre os quais caiu a torre de Siloé e os matou, cuidais que foram mais culpados do que todos quantos homens habitam em Jerusalém?
5 Não, vos digo; antes, se não vos arrependerdes, todos de igual modo perecereis.

Em Isaías 1:9 (citado em Romanos 9:29) lemos:


9 Se o Senhor dos Exércitos não nos tivesse deixado algum remanescente, já como Sodoma seríamos, e semelhantes a Gomorra.

Em Lucas 18:10-14, lemos estas palavras de Jesus:

10 Dois homens subiram ao templo, para orar; um, fariseu, e o outro, publicano.
11 O fariseu, estando em pé, orava consigo desta maneira: Ó Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros; nem ainda como este publicano.
12 Jejuo duas vezes na semana, e dou os dízimos de tudo quanto possuo.
13 O publicano, porém, estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Ó Deus, tem misericórdia de mim, pecador!
14 Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque qualquer que a si mesmo se exalta será humilhado, e qualquer que a si mesmo se humilha será exaltado.

5) Como entender a salvação reconhecendo, entretanto, a soberania de Deus?

Lemos em Êxodo 33:19 Deus falando a Moisés:

19 Porém Ele disse: Eu farei passar toda a minha bondade por diante de ti, e proclamarei o nome do Senhor diante de ti; e terei misericórdia de quem eu tiver misericórdia, e me compadecerei de quem eu me compadecer.

Porém em Romanos 10:9-11, Paulo escreve:

9 A saber: se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.
10 Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação.
11 Porque a escritura diz: Todo aquele que Nele crer não será confundido.

Em João 3:16, Jesus nos ensina:

16 Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

Também, como registrado no evangelho de Mateus 15:22-28, lemos estas palavras de Jesus (Deus Emanuel) dirigidas a uma mulher cananéia:

22 E eis que uma mulher cananéia, que saíra daquelas cercanias, clamou, dizendo: Senhor, Filho de Davi, tem misericórdia de mim, que minha filha está miseravelmente endemoninhada.
23 Mas ele não lhe respondeu palavra. E os seus discípulos, chegando ao pé dele, rogaram-lhe, dizendo: Despede-a, que vem gritando atrás de nós.
24 E ele, respondendo, disse: Eu não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel.
25 Então chegou ela, e adorou-o, dizendo: Senhor, socorre-me!
26 Ele, porém, respondendo, disse: Não é bom pegar no pão dos filhos e deitá-lo aos cachorrinhos.
27 E ela disse: Sim, Senhor, mas também os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus senhores.
28 Então respondeu Jesus, e disse-lhe: O mulher, grande é a tua fé! Seja isso feito para contigo como tu desejas. E desde aquela hora a sua filha ficou sã.

Para recebermos a salvação, precisamos crer que Jesus é o Messias, o Filho de Deus, que veio a o mundo para salvar o que se havia perdido. Aceitar o Seu sacrifício em nosso lugar; crer em Suas palavras e viver segundo os seus ensinamentos. Crer que Deus O ressuscitou dos mortos e proclamar que Jesus é o Senhor!

Em Lucas 19:1-10 lemos estas palavras de Jesus:

1 Tendo Jesus entrado em Jericó, ia atravessando a cidade.
2 Havia ali um homem chamado Zaqueu, o qual era chefe de publicanos e era rico.
3 Este procurava ver quem era Jesus, e não podia, por causa da multidão, porque era de pequena estatura.
4 E correndo adiante, subiu a um sicômoro a fim de vê-lo, porque havia de passar por ali.
5 Quando Jesus chegou àquele lugar, olhou para cima e disse-lhe: Zaqueu, desce depressa; porque importa que eu fique hoje em tua casa.
6 Desceu, pois, a toda a pressa, e o recebeu com alegria.
7 Ao verem isso, todos murmuravam, dizendo: Entrou para ser hóspede de um homem pecador.
8 Zaqueu, porém, levantando-se, disse ao Senhor: Eis aqui, Senhor, dou aos pobres metade dos meus bens; e se em alguma coisa tenho defraudado alguém, eu lho restituo quadruplicado. 9 Disse-lhe Jesus: Hoje veio a salvação a esta casa, porquanto também este é filho de Abraão. 10 Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido.

Em Romanos 10:9, lemos:

9 Porque, se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.

Se você ainda não recebeu a Jesus como seu salvador, gostaríamos de convidá-lo a tomar esta decisão agora!
Não importa quem você seja, sua idade, seu passado ou seu presente; nem se é rico ou pobre, se é uma pessoa importante na sociedade ou não.
Para Deus você é imprescindível! Ele deu Seu Filho unigênito para que você fosse salvo, para que tivesse vida abundante de paz, de amor e de comunhão com Ele, agora e eternamente.
Ore, fale com Ele onde você estiver. Peça perdão por seus pecados, Ele está aí ao seu lado; você não pode vê-lo com os olhos da carne, mas Ele está ao seu lado, pronto para salvá-lo.
Existe um hino que diz em seu refrão:
”Meu amigo hoje tens a escolha,
Vida ou morte qual vais aceitar?
Amanhã pode ser muito tarde,
Hoje Cristo te quer libertar!”
Deus o(a) abençoe,

Achando Paz Com Deus.




Se Deus não abencoar...


Quando lemos no Salmo 127 versos 1-2: "Se não for o Senhor o construtor da casa, será inútil trabalhar na construção. Se não é o Senhor que vigia a cidade, será inútil a sentinela montar guarda. Será inútil levantar cedo e dormir tarde, trabalhando arduamente por alimento", Deus não está falando somente na necessidade de se ter a sua bênção para conseguirmos fazer ou concluir uma obra material.

A "casa" a que Deus se refere aqui, através deste cântico de Salomão, somos nós, nossa essência, nosso ser.
Ele e só Ele pode edificar a casa que somos nós.

Há também intrinsecamente o sentido de que Deus provê as nossas necessidades, porque ele nos ama e quer o melhor para nós também materialmente falando, como disse Jesus e foi registrado em Mateus 6 versos 31-34: "Portanto, não se preocupem, dizendo: ‘Que vamos comer?’ ou ‘Que vamos beber?’ ou ‘Que vamos vestir?’ Pois os pagãos é que correm atrás dessas coisas; mas o Pai celestial sabe que vocês precisam delas. Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas. Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã trará as suas próprias preocupações. Basta a cada dia o seu próprio mal".
Assim, vemos que mais importante que as necessidades do corpo, são as necessidades da alma.

Sozinhos nós não somos capazes de "mudar de vida", de deixarmos de fazer as coisas que fazemos errado e passarmos a fazer as coisas que sabemos são justas, certas e que agradam ao Senhor.

Queremos dizer que então podemos viver sem se esforçar para fazer a vontade de Deus? Claro que não!
Nós temos uma tendência natural de fazer o que agrada a carne, a nossa carne.
Isso acontece porque vivemos em mundo material, e queremos sempre as coisas que agradam aos nossos sentidos, as coisas que satisfazem nossas necessidades carnais.
Deus sabe e ele sabe todas as a coisas, que nós temos esta fraqueza e que isso nos leva a afastarmos-nos dele, e por conseqüência, da vida eterna e da benção maior que é a de estarmos sempre e para sempre com ele.

Certa vez ouvi um sermão em que o pastor contou que estava chegando de viajem e no aeroporto, reparou que uma mulher estava com problemas para carregar as suas malas e cuidar de três filhos pequenos.
Ele aproximou-se dela e ofereceu-se para ajudá-la com as malas. Ela aceitou, mas certamente desconfiando da ajuda oferecida pelo estranho, continuou segurando as malas. A situação ficou pior do que antes, porque agora estavam o pastor com sua mala, a mulher com suas malas e as três crianças tropeçando pelo aeroporto à fora!
O pastor então disse:"Minha senhora...largue as malas!"

Nós muitas vezes fazemos isso com Deus. Nós pedimos a ajuda dele porque ele mesmo nos mostra que precisamos ou temos que fazer mudanças em nossas vidas. Ele ouve e vem nos ajudar, mas nós não confiamos, não estamos certos de sermos agraciados pela ajuda divina e continuamos "segurando as malas". O resultado de tal atitude é que ficamos frustrados ao ver que não estamos mudando, sentimo-nos culpados por isso e não aproveitamos a ajuda de Deus.

Precisamos nos esforçar para fazer aquilo que sabemos que Deus quer de nós, mas temos que ter consciência de que a obra é de Deus e que a casa a que ele se refere, somos nós no mais completo sentido do ser.

Deus nos ama, somos seus filhos (se aceitamos Jesus como Senhor e Salvador) e sem a ajuda dele, nada somos, perecemos, afundamos, sofremos, somos tragados pelo mundo e seus males.

"Entregue o seu caminho ao Senhor; confie nele, e ele agirá: ele deixará claro como a alvorada que você é justo, e como o sol do meio-dia que você é inocente" Salmo 37 versos 6-7. Salmos 37

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




Segurança Com Deus (Salmo 91)


1 Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Todo-Poderoso descansará.
2 Direi do Senhor: Ele é o meu refúgio e a minha fortaleza, o meu Deus, em quem confio.
3 Porque ele te livra do laço do passarinho, e da peste perniciosa.
4 Ele te cobre com as suas penas, e debaixo das suas asas encontras refúgio; a sua verdade é escudo e broquel.
5 Não temerás os terrores da noite, nem a seta que voe de dia,
6 nem peste que anda na escuridão, nem mortandade que assole ao meio-dia.
7 Mil poderão cair ao teu lado, e dez mil à tua direita; mas tu não serás atingido.
8 Somente com os teus olhos contemplarás, e verás a recompensa dos ímpios.
9 Porquanto fizeste do Senhor o teu refúgio, e do Altíssimo a tua habitação,
10 nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda.
11 Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos.
12 Eles te susterão nas suas mãos, para que não tropeces em alguma pedra.
13 Pisarás o leão e a áspide; calcarás aos pés o filho do leão e a serpente.
14 Pois que tanto me amou, eu o livrarei; pô-lo-ei num alto retiro, porque ele conhece o meu nome.
15 Quando ele me invocar, eu lhe responderei; estarei com ele na angústia, livrá-lo-ei, e o honrarei.
16 Com longura de dias fartá-lo-ei, e lhe mostrarei a minha salvação.

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




Solidão

"Porque se meu pai e minha mãe me desampararem,o Senhor me acolherá" (Salmos 27:10).
Nós nunca estamos sós. Por mais deserto que seja o lugar onde você estiver, por mais desamparado que você esteja se sentindo, pode estar certo de que Deus está por perto.
Se você é um servo de Deus, um seguidor de Cristo, quero lembrar-lhe uma promessa de Jesus: "Eis que Estou convosco todos os dias até a consumação dos séculos" (Mateus 28:20).
Se por outro lado, você anda afastado de Deus, não tem em Jesus o seu Salvador, não segue a Ele, mesmo assim não se desespere. O Senhor Jesus afirma: "Eis que estou a porta e bato: se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele e ele Comigo" (Apocalipse 4:20). Abra pois a porta do seu coração para Jesus, agora!

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




Tentação

"Vigiai e orai para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade está pronto, mas a carne é fraca" (Mateus 26:41).
Profundo conhecedor da natureza humana,o Senhor Jesus exortou assim aos seus discípulos, quando percebeu que eles dormiam enquanto Ele, filho de Deus, orava. A oração é pois uma arma eficaz contra a tentação e não podemos abrir mão desta dádiva de Deus, que é a possibilidade de falarmos com o Criador de todas as coisas. Talvez a palavra certa não seja FALAR mas sim CONVERSAR, já que Deus não só nos ouve mas também responde as nossas orações.
Um outro aspecto que envolve este assunto, é aquele mencionado por Paulo: "Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação,vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar" (I Coríntios 10:13).
Por tudo isso, concluimos, que ao sermos tentados devemos nos refugiar no Senhor, buscando-o em oração (arma eficaz) e confiando que Ele não permitirá que sejamos tentados além do que possamos suportar.

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




Vício

"O Espírito do Senhor está sobre mim, pelo que Me ungiu para evangelizar aos pobres; enviou-Me para proclamar libertação aos cativos e restauração da vista aos cegos, para por em liberdade os oprimidos e apregoar o ano aceitável do Senhor" (Lucas 4:18;19).
Estas palavras lidas pelo Senhor Jesus, do livro do profeta Isaías (Isaías 61:1;2), na sinagoga de Nazaré, além de serem uma confirmação de uma profecia, era também uma esperança para todos aqueles que necessitam de libertação.
O vicio, qualquer que seja, é uma cadeia na qual o inimigo de nossa almas, o diabo, encarcera as suas vítimas.
Sózinho é muito difícil conseguir a liberdade, mas como lemos na bíblia, o que para os homens é impossível, é possível para Deus (Mateus 19:26).
O ANO ACEITÁVEL DO SENHOR, ocorria a cada 50 anos, de acordo com a lei de Moisés.
Neste ano, tinham que ser libertados os escravos e perdoadas as dívidas; ninguém deveria ser escravo a vida inteira.
O Senhor Jesus fez com que todos os anos, todos os dias, todos os momentos, se tornassem ACEITÁVEIS AO SENHOR.
Assim, esteja certo que este exato momento, pode tornar-se o seu ANO ACEITÁVEL. Busque a Deus; Peça-Lhe perdão; em seguida peça-Lhe a ajuda que for necessária para deixar o vício (ou qualquer outro pecado), em nome do Senhor Jesus e consiga a sua liberdade.

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.




Vivendo A Vida Cristã

Porque Deus nos ama e sempre quer nos ajudar a viver de acordo com a Sua vontade, para o nosso própio bem e para a Sua Glória, Ele preparou estas maravilhosas instruções e palavras de encorajamento, como podemos ler:
  • Na carta de Paulo aos Tessalonicenses (4:1-12):
Vivendo para agradar a Deus
Finalmente irmãos, nós instruimos voces como viver de modo a agradar a Deus, como de fato voces estão vivendo. Nós pedimos e insistimos no Senhor Jesus, para que façam isso cada vez mais.
Pois voces sabem que instruções nós demos a vocês, pela autoridade do Senhor Jesus. É a vontade de Deus que vocês devam ser santificados; devam evitar toda a imoralidade; cada um deve aprender a controlar o seu próprio corpo de modo santo e honroso, não em luxúrias apaixonadas como os pagãos, que não conhecem a Deus; e que neste assunto ninguém deve fazer mal a seu irmão ou tirar vantagem dele. O Senhor punirá os homens por tais pecados, como já dissemos antes e avisamos vocês.
Pois Deus não nos chamou para sermos impuros, mas para vivermos uma vida santa. Assim, aquele que rejeita esta instrução não rejeita o homem, mas a Deus que dá a vocês o seu Espírito Santo.
Sobre o amor fraternal nós não precisamos escrever a vocês, pois foram ensinados por Deus a amarem uns aos outros. E de fato, vocês amam todos os irmãos por toda a Macedônia. Mas ainda assim, insistimos que os irmãos para fazerem isso cada vez mais.
Esforcem-se em levar uma vida pacata, a ter em mente seus próprios assuntos e trabalharem com as próprias mãos, como ensinamos a voces, para que em suas vidas, diariamente possam ganhar o respeito dos de fora, não sendo dependentes de ninguém.
  • Também na primeira carta de Pedro (3:8-22 e 4:1-19):
Sofrendo por fazer o bem
Finalmente, todos vocês, vivam em harmonia uns com os outros; sejam simpáticos, amem como irmãos, tenham compaixão e sejam humildes.
Não retribuam o mal com o mal ou o insulto com insulto, mas com bênção, pois para isso foram chamados de modo que possam herdar a bênção, pois: “Qualquer que ama a vida e vê dias bons deve guardar a sua língua do mal e seus lábios de conversas enganosas. Deve deixar o mal e fazer o bem; deve procurar a paz e se esforçar por ela. Pois os olhos do Senhor estão sobre os justos e Seus ouvidos atentos às suas orações, mas a face do Senhor não está voltada para aqueles que fazem o mal” (Salmo 34:12-16).
Quem irá magoar aquele que está ansioso por fazer o bem? Mas mesmo se vocês sofrerem pelo que é certo, vocês serão abençoados. “Não temam o que eles temem; não fiquem assustados”(Isaías 8:12).
Mas em seus corações coloquem Cristo como Senhor.
Estejam sempre preparados para dar uma resposta a quem perguntar a razão da esperança que vocês tem. Mas façam isso com respeito, mantendo uma consciência clara, para que aqueles que falam maliciosamente a respeito do bom comportamento em Cristo, se envergonhem de suas calúnias.
É melhor, se é da vontade de Deus, sofrer fazendo o bem do que fazendo o mal. Pois Cristo morreu pelos pecados de uma vez por todas, o justo pelo injusto, para trazer vocês à Deus.
Ele foi morto no corpo mas vivificado pelo Espírito, através de quem também Ele foi e pregou aos espíritos em prisão que desobedeceram a muito tempo atrás quando Deus esperava pacientemente nos dias de Noé, enquanto a arca estava sendo construída.
Nisso, somente poucas pessoas, oito no total, foram salvas através das águas, e esta água simboliza o batismo que agora nos salva também - não a emoção da sujeira do corpo mas a promessa de uma boa consciência em relação a Deus. Que salva vocês pela ressureição de Jesus Cristo, que foi para o céu e está mão direita de Deus - com anjos, autoridades e poderes em submissão a Ele.
Vivendo para Deus
Assim, desde que Cristo sofreu em seu corpo, armem-se também coma mesma atitude, porque aquele que sofreu em seu próprio corpo terminou com o pecado. Como resultado, ele não vive o resto de sua vida terrena para os maus desejos humanos, mas em vez disso, para a vontade de Deus. Pois vocês gastaram tempo suficiente no passado, fazendo o que os pagãos escolhem fazer - vivendo em devassidão, luxúria, embriaguez, orgias, bebedeiras e detestável idolatria.
Eles acham estranho que vocês não mergulhem com eles na mesma torrente de libertinagem, e lançam insultos sobre vocês. Mas eles terão que dar conta àquele que está pronto para julga-los, os mortos e os vivos.
Por esta razão, o evangelho foi pregado até mesmo para aqueles que estão agora mortos, para que eles possam ser julgados de acordo com os homens em relação ao corpo, mas vivam de acordo com Deus em relação ao espírito.
O fim de todas as coisas está próximo. Assim tenham uma mente clara e tenham controle sobre si mesmos para que possam orar. Acima de tudo, amem uns aos outros profundamente, porque o amor cobre uma multidão de pecados. Ofereçam hospitalidade sem murmuração.
Cada um deve usar os dons que recebeu para servir aos outros, fielmente administrando a Graça de Deus em suas várias formas. Se alguém tem o dom de falar, deve faze-lo como que com as próprias palavras de Deus. Se alguém serve, deve faze-lo com as forças providas por Deus, para que em todas as coisas Deus possa ser louvado através de Jesus Cristo. Para Ele seja a glória e o poder para sempre. Amém.
Sofrendo por ser um cristão
Caros amigos, não se surpreendam pelas dolorosas provações, como se alguma coisa estranha estivesse acontecendo com vocês. Mas alegrem-se que estejam participando dos sofrimentos de Cristo, para que seu gozo seja maior quando Sua glória for revelada. Se vocês são insultados por causa do nome de Cristo, vocês são abençoados, pois o Espírito de Glória e de Deus repousa em vocês.
Se vocês sofrem, não deve ser como um assassino ou ladrão ou qualquer outra forma de criminoso, ou nem mesmo como um intrometido. Entretanto, se vocês sofrem como um cristão, não se envergonhem, mas louvem a Deus pois vocês levam o seu nome. Porque é tempo de julgamento a começar pela família de Deus; e se começa conosco, o que será a conseqüência para aqueles que não obedecem ao evangelho de Deus?
E, “Se é difícil para os justos serem salvos, o que será dos ímpios e dos pecadores” (Provérbios 11:31).
Assim pois, aqueles que sofrem de acordo com a vontade de Deus, devem se comprometer ao seu fiel Criador e continuar a fazer o bem.

Deus o(a) abençoe,
Achando Paz Com Deus.



Visitante # :